segunda-feira, julho 07, 2008

Envelhecer é...

Quando aquele tipo que conhecemos e apreciámos devidamente, quer pelo facto de ser mesmo atraente e bonito, e ainda por cima divertido, e ainda por cima inteligente, e ainda por cima simpático e educado, e alto, pá, umas mãos lindas, um sorriso de enfraquecer os joelhos a uma pessoa, uma voz daquelas mesmo masculinas, não sei se estão a ver, quente, bem timbrada. Canta bem como o raio, aliás...

Onde é que eu ia?... Ah, dizia eu, quando uma pessoa conhece um tipo como este, qual poderá ser a pior coisa que pode suceder? Não, não é ele já ter namorada, porque isso não chega a ser uma coisa má, quer dizer, é uma inevitabilidade da natureza, é um dado consumado do destino que um homem daqueles não estará disponível nunca, no momento em que repararmos nele. Nada disso. A pior coisa que nos pode acontecer na presença de tal musa inspiradora é ele tratar-nos por... você.

"Olá, está boa? Já foi àquele site ver as fotos do outro dia?...". Por você, trata-me ele. E nisto uma pessoa estatela-se no meio do chão, caída das nuvens aos trambolhões, porque ó desgraça das desgraças, onde eu ganho em experiência e maturidade, ele ganha em anos a menos. Onde ele está pleno de energia para percorrer os 100 metros, eu já vou com a endurance dos corredores de fundo. E vamos aqui reconhecer, constatar isto é coisa para desgostar uma pessoa.

Mas ainda assim, sendo tudo isto verdade, sinto-me algo injustiçada. Aquele você coloca-me mais anos em cima do que aqueles que tenho, bolas.

Vai daí, fico com vontade de lhe dizer um dia destes, amigo, não me trates por você, não me reduzas a essa condição de tia a quem se deve respeitinho. Afinal, não tenho sequer idade para ser tua mãe. Trata-me antes por tu, que é um tratamento mais compatível com as coisas que eu penso e imagino quando estou à tua frente, e que se resumem a uma certa vontade de verificar empiricamente que, na tua idade, já não precisas que eu te ensine nada.

Vontade essa que inclui, muitas vezes, vãos de escada ou lugares ermos.

11 comentários:

João Pedro disse...

Isto será uma declaração de amor??!!! Aonde foi que me perdi na historia??? AFinal, és ou não uma gaja com gajo???!!! ehehe, explica-la isso aqui á malta....

blimunda sete luas disse...

Sou uma gaja com gajo, só que ter gajo não é sinónimo de estar morta para a beleza do mundo, digamos assim!... ;-)

Patrícia disse...

É terrível, não é! Às vezes até engulo em seco quando os estagiários que têm passado por aqui me tratam por você! O que vale é que de bonitos não têm nada... só me saiem estafermo!

um vão de escada parece-me bem;)

Ana Raquel disse...

Olá Blimunda!
O sítio onde estivemos é na Herdade da Fonte Branca, em relvas verdes(Sines/Porto Covo). Encontras info no Portugal rural.pt.

Espero ter ajudado!
beijinho*

Anónimo disse...

Tão e se o teu gajo vier aqui e ler isto?

André

blimunda sete luas disse...

Não só já veio como eu mesma o convidei a vir ler, meu caro André.

Ele próprio não está morto para a beleza do mundo, abençoado, e ter uns anos a mais também tem das suas vantagens!

Conceição Ramos disse...

Olá blimunda tenho lido muito o seu blog mas nunca comentei...sabe que uns aninhos a mais poderá ou não significar ser mais velha que um homem. A data B.I. não é tudo na vida de uma mulher atraente, charmosa,decidida que sabe o que quer..os homens são geralmente imaturos e olham primeiro para o exterior mas depois a inteligência e a personalidade da mulher ganha pontos. Não podemos é confundir todos esses adjectivos á vulgaridade de mulheres que andam por aí...
As mulheres dos trinta em diante estão no seu melhor da vida, sabem o que querem, do que gostam, não vão em conversa barata de homem e gostam de homem com H grande, atraente, inteligente, carinhoso detesta homem com a mania que é bom. Temos a vantagem de sermos muito superiores e mais inteligentes que os homens que pensam que nos usam mas finalmente é justo o contrario. Abraço
Conceição

Monstro Das Bolachas disse...

Concordo...a k lavar a vista PEXOALI! Uga Uga Uga Uga

patologista disse...

Você é terrivel!
A assediar assim os miudos.
E então diga-me lá, o mocinho já estava ensinado ou teve de lhe explicar alguma coisa?

blimunda sete luas disse...

Caro patologista, estou bastante convencida que está ensinado. Mas juro por Deus que não lhe toquei num fio de cabelo que seja! Tudo se passa no mundo da fantasia!... ;-)

redjan disse...

Hiya Bli ... saudades de te ler .... continuas just like that .... simples e do melhor .... !!