quarta-feira, agosto 25, 2010

Dúvidas da sociedade de consumo #4

Se já há ambientadores que esguicham o seu perfume para o ar quando pressentem movimento, qual será a especial dificuldade de criar um dispositivo semelhante para o autoclismo?

Um sistema que detecte movimentos ao redor da sanita e que accione o autoclismo automaticamente uns minutinhos depois, não deve ser uma coisa assim tão complexa de inventar pelos gajos que inventam estas coisas. A sério, espero sinceramente que isto já exista, porque uma coisa destas numa casa faz de certeza maravilhas pela relação homem / mulher.

Então isto não será uma coisa muito mais útil do que esguichinhos da treta para disfarçar o cheiro a casa-de-banho-de-centro-comercial-ao-fim-de-semana que invade a nossa querida casa de banho criteriosamente acabada de limpar e desinfectar, depois do nosso querido cada uma sabe muito bem que nome tem lá ter ido? E que, confrontado com a calamidade pela qual é responsável, tudo o que dá de resposta é um encolher de ombros e um descontraído esqueci-me...

Gente que inventa coisas. Pensem nisto. Ou melhor, mulheres que inventam coisas. Pensem nisto. Autoclismos com detectores de movimento. Accionados automaticamente.

Ah, a casa de banho do futuro liberta-nos de perseguir o impossível...

8 comentários:

Anónimo disse...

Ola! Vivo no Japao e descobri o teu blogue atraves do "Vendo a minha mae". Este comentario e so para dizer que ca isso ja existe. Nao so o autoclismo funciona automaticamente, como a tampa da sanita levanta e baixa automaticamente. Outra coisa que funciona por sensor nas casa de banho e o som do autoclismo. Uma pessoa senta-se (ou nao conforme o gosto) e ouve-se o som ensurdecedor de agua como se tivesse acontecido uma descarga brutal.

blimunda sete luas disse...

Vivam os japoneses. Está portanto na altura de a Europa começar a importar sanitas e autoclismos made in Japan. Boa! :-)

LSDee disse...

Ola Blimunda

Já vi disso em aeroportos, mas infelizmente não consigo precisar em que parte do mundo, mas podia jurar que tinha sido na Europa (só que, como se dizia quando eu era miuda, "quem mais jura, mais mente"...). Como as petições estão tão na moda, talvez seja altura de fazer uma petição para se institucionalizar esse sistema automatico nas habitações! ;)

Anónimo disse...

Não é preciso ir muito longe, já experenciei esses sensores num WC de um centro comercial de Lisboa, acho que no Colombo...:D É só perguntar-lhes onde eles os foram buscar...:D

Anónimo disse...

Já vi em Portugal mas para urinol. Um sistema de infravermelhos que detectam o movimento, como aqueles usados nos elevadores para não ficar entalado na porta. Depois de utilizar o urinol o sensor detecta o movimento de saída e faz a descarga de água! Muito bom! Infelizmente não sei onde são comercializados.

Anónimo disse...

Este tipo de dispositivos são comercializados pela Roca e pela Sanitana!

André disse...

Foi pena o senhor lá de cima que vive no Japão não ter feito referência a algo extraordinário nalgumas sanitas de lá que é mandarem um esguicho pó rabinho depois de faze as necessidades se assim o desejarmos para ficar tudo limpinho no que a nós diz respeito também.

Xana disse...

Eu vinha só para te dizer que existem sanitários como desejas, que descobri depois de dar umas voltas sobre mim mesma e me preparar para sair do wc sem puxar a água... mas depois fiquei maravilhada pelos comentários acima. :P
Beijos!