quarta-feira, junho 20, 2007

Eu, de certo modo

Eu quero: uma promoção.
Eu tenho: muitos projectos.
Eu acho: que mudar é sempre bom, nem que seja para pior.
Eu odeio: assuntos mal resolvidos.
Eu sinto saudades: de estudar.
Eu escuto: muito burburinho e isso cansa-me muito.

Eu cheiro: a mim.
Eu imploro: às pessoas que não andem em carneirada, e pensem pela própria cabeça.
Eu procuro: aprender e evoluir (uma coisa depende da outra).
Eu pergunto-me: será que existe isso do acaso?
Eu arrependo-me: de algumas coisas.
Eu amo: os meus.

Eu sinto dor: quando faço ginástica localizada (e mesmo assim volto lá para fazer mais).
Eu sinto falta: de alguns amigos.
Eu importo-me: quando não sou correcta para alguém.
Eu sempre: chego à hora combinada.
Eu não fico: descontraída por muito tempo.
Eu acredito: que sem muito trabalho, muito esforço, nada se consegue.
Eu danço: mal.
Eu canto: muito bem, aliás, sou um talento por descobrir nessa área.

Eu choro: baba e ranho nos filmes todos, inclusive a ver o Dumbo (de todas as vezes que vejo o Dumbo, aquela cena dele a separar-se da mãe dá cabo de mim).
Eu falho: como toda a gente, mas lido muito mal com isso.
Eu luto: e luto, e luto, e luto, todos os dias desde que me levanto até que me deito, contra todas as contrariedades que a vida me atravessa à frente, e às vezes consigo as coisas, mas acho que é mesmo só porque a vida fica farta de me ver a saltar obstáculos.
Eu escrevo: e depois guardo na gaveta.
Eu ganho: mal, claro, mas há quem esteja pior.
Eu perco: a paciência com demasiada facilidade.
Eu nunca: fumei um cigarro na minha vida.
Eu confundo-me: em qualquer lugar novo que vá, e em alguns onde vou com frequência também. O meu sentido de orientação é uma desgraça.
Eu estou: bem amada.

Eu sou: um bocado snob. E mal-humorada. E impaciente. Mas ainda assim, sou boa pessoa.
Eu fico feliz quando: acontecem coisas boas aos outros ou a mim.
Eu tenho esperança: de uma vida melhor.
Eu preciso: de ver os meus pais bem de saúde.
Eu deveria: aprender a lidar melhor com os fracassos.

6 comentários:

paula disse...

EU CONFESSO: gosto mt de ler os post´s da blimunda...

Para sempre, Maria disse...

Eu também!

TENHO PENA: que guardes o que escreves na gaveta.

beijo

blimunda sete luas disse...

Ou não, às tantas é onde estão melhor...

Raquel disse...

Acho que todos deviamos fazer este tipo de introspecção mais vezes... provavelmente o mundo melhoraria um bocado se alguém dissesse a si mesmo de manhã: "EU [NEM] SOU: Engenheiro de verdade, o que é que estou aqui a fazer?!" ;P

ESTOU CHOCADA: com o facto de alguém dizer que sente saudades de estudar. Fiz hoje o meu último exame do secundário (de matemática, ainda por cima!) e sei que, tão cedo, não vou ter saudades de estudar! :D

Mas continuo a gostar imenso do blog da Blimunda, visito-o praticamente todos os dias. Não percebo como é que alguém que escreve desta forma pode ser "mal-humorada" ou "impaciente"!! :D
Parabéns.

blimunda sete luas disse...

"Não percebo como é que alguém que escreve desta forma pode ser "mal-humorada" ou "impaciente"!!"

É que EU TAMBÉM SOU: Muito dissimulada... ;-)

virilão disse...

Eu posso ser: Teu Fã?