quarta-feira, março 07, 2007

Caminhos de ferro, cabeças de abóbora

E venho eu desembestada a correr pela estação dos comboios afora, ainda por cima decidi calçar as botas mais pesadas que tenho, e para chegar ao raio da linha é preciso galgar umas escadas que nunca mais acabam, primeiro a subir e depois a descer, e a menina já vai dizendo "atenção, senhores passageiros, o comboio que você precisa de apanhar já está a chegar à linha número 3 e você ainda nem chegou à máquina de tirar os bilhetes, o próximo comboio chegará depois de você apanhar mais meia-hora de seca. Obrigada pela vossa atenção".

Caguei para o bilhete e corri, corri, e apanhei o comboio. Uff, uff, revisor à vista, aqui vou eu com o meu sorriso número 52, exclusivo para quando quero ser agradável e conquistar a simpatia dos revisores da CP. Senhor revisor muito bom dia, uff, uff, eu queria comprar um bilhete, uff, se faz favor, uff, uff, porque não tive tempo de comprar o bilhete...

E diz-me o revisor da CP, com uma cara de "sou um bom profissional e nem sequer estou a ligar nenhuma a essas duas copas B tamanho 36 que estão a subir e a descer a ritmo acelerado mesmo à frente do meu nariz", minha senhora, da maneira como estão as multas hoje em dia, mais vale esperar meia-hora pelo próximo comboio. Arrisca-se a pagar uma multa que pode chegar a 360 euros.

E digo eu, mas, mas, mas, repare, eu não tive tempo... e vim logo ter consigo, eu até quero pagar o bilhete, está a ver? Então mas não posso tirar o bilhete no comboio porquê? E diz ele, pois, realmente, nós hoje em dia só podemos vender bilhetes a deficientes e no caso das máquinas nas estações estarem avariadas.

Deixe-me ver se percebi bem, disse eu. Eu estou aqui na sua frente, honestamente dizendo que vim a correr para o comboio e não consegui tirar o bilhete, e nesse caso tenho que pagar multa. Se lhe mentir e disser que a máquina estava avariada, já me pode vender o bilhete? E diz ele, pois, quer-se dizer, eu teria sempre que comunicar para a "central" (seja lá onde isso for) e confirmar se realmente há ou não avaria, eles também nem sempre conseguem confirmar logo de seguida, e se a senhora chegar ao seu destino sem eu ter a confirmação também não a ia prender no comboio, não é?

Ah, pois é. De moldes que tendo em conta a minha honestidade (e quem sabe, o peitinho a arfar), o senhor revisor da CP foi amigo e deixou-me viajar de borla. E fiquei a saber que para os cérebros desta grande empresa, mais vale um utente mentiroso que um utente sincero. Para a próxima mais vale não arriscar...

9 comentários:

virilão disse...

não enterres o revisor...retira a 2.ª frase do último paragrafo...o rapaz ainda apanha 24 dias em casa...e desta vez não estou a brincar

Bart Simpson disse...

e a máquina diz isso tudo?
Estamos mesmo mt avançados...

Miss Alcor disse...

E depois ainda se queixam que as pessoas não cumprem! Eles é que fazem as leis e depois as manobram ao seu bel-prazer!

Alguns revisores são do piorio...devem ter a mania que lá por picarem bilhetes têm a legitimidade para tirarem as pessoas do sério!

Pedro Aniceto disse...

Tempos modernos... Há trinta anos um tipo tinha a certeza de que o tamanho da copa podia valer de algo. Hoje em dia já não... ;)

sempre_livre*sempre_fiel disse...

cá no norte o pessoal da cp costuma ser simpático, ou eu tenho mt sorte!
é engraçado pq eu entro num apeadeiro q n tem máquina e mts vezes só apanho o revisor 20 m dp, o q significa q poderia dizer q entrei num apeadeiro mais perto pra pagar menos, e n o consigo fazer... será q ele tb ia confirmar a minha morada plo BI??? mas já vi os revisores serem mt flexiveis c as pessoas d idade, até pq elas n sabem mexer nas máquinas... até eu levei o meu tempo!

Phantom disse...

Hoje em dia estamos tão acostumados a ouvir mentiras atrás de mentiras que se lhe dá mais importância do que às verdades e à honestidade. Mas tiveste sorte, conseguiste fazer ver isso ao revisor, que até acabou por ser um tipo fixe ;o)

sweetjane disse...

Acho que a copa 36 ajudou (a minha copa é mísera 34 e como sou muito alta e larga de costas passa sempre despercebida), mas o revisor era bom moço. Já tive cenas dessas, mesmo sem copa. Aliás, se pensarmos que 99% das pessoas do mundo são tão razoáveis como nós próprias, nunca há crise.

Anónimo disse...

E o que fazes tu da tua vida? Tens sorte porque a CP disponibiliza os horários, como tal, cada passageiro tem que adaptar a sua vida, organizar a sua vida em função disso mesmo!!!!!!!!!!!
E se for no metro?
Vai a corre e cancelas fechadas...Ora porra, já vou perder este metro..uuuffa uff..
Vai ter que ir á maquinazinha primeiro, não é verdade?
As pessoas estão é mal habituadas, porque quando um passageiro entra na gare já tem que estar munido do bilhete, mas não...como a entrada na gare é livre as pessoas estão mal acostumadas!!!
Porque não foste mais cedo? Tiveste a lavar os dentes para fazer o sorriso 52? Estiveste a preparar a copa B tamanho 36?
Para realçar isso no post é porque seriedade da sua parte não existiu!!! Já fez isso com algum PSP ou GNR...estas mulheres de hoje são como são ( a maioria ) porque ainda há umas certinhas!!!
Soube eu que, um revisor vendeu um bilhete a um passageiro dentro do comboio urbano e teve 3 dias suspenso!!! Porquê? Não multou.
Só pode vender se as bilheteiras estiverem encerradas ou inexistirem, e as máquinas estiverem avariadas. Mas, diz uma fonte minha que, todas as máquinas estão ligadas a uma central de informação, onde pode-se ver se é falta de trocos, papel, tinta, etc...
O revisor tem de justificar a venda do bilhete numa participação á parte...explicando que razões o levaram a vender determinado bilhete!!! Até agora só nos regionais se pode vender...
Para beneficiar o passageiro e o revisor, o melhor transtorno em dias de celeridade e muito stress é: sai, vai comprar bilhete e ninguém fica magoado ou chatedao.
Muita sorte teve voc~e...

blimunda sete luas disse...

"(...) estas mulheres de hoje são como são ( a maioria ) porque ainda há umas certinhas!!!"

E aposto que uma das poucas mulheres certinhas que ainda há é com certeza a tua mãezinha, não é meu querido? De resto, é tudo mulheres perdidas que só chegam atrasadas à estação dos comboios porque são umas vaidosas e ainda por cima pouco sérias!...

Enfim, o título deste post diz mesmo tudo...