terça-feira, setembro 11, 2007

O "Pequeno T2" dá-me nos nervos cá duma maneira...

...E dá-me nos nervos em que medida, peguntarão. Ora eu, que estou mortinha por responder, mesmo que ninguém pergunte nada, esclareço: é que aquela letra evocativa de um "jovem penteadinho e livre de vícios cheio de projectos de vida" soa-me mais a "pateta feliz a 100% com o pouco que a vida lhe der, desde que não tenha que se esforçar muito".

E a coisa até que começa bem, o pior é depois. Senão vejamos:

"Eu sonhei que o mundo estava a acabar,
E isso fez-me pensar em tudo o que me resta fazer.
Lamentei tudo o que não fiz.
Vou fintar qualquer obstáculo para concretizar os meus sonhos."

Eh pá, até aqui sim senhor. Se bem que esta visão do final da vida e o desgosto do que está por fazer, esteja mais para uma crise de meia-idade do que propriamente para um jovem na casa dos vintes, em que tudo o que lhe resta fazer ainda pode muito bem vir a acontecer. Mas isso, as crises existenciais não têm idade para aparecer, e portanto o que conta é essa vontade firme, grande, de fintar os obstáculos e concretizar os sonhos. Muito bem! Assim é que é! Com uma vontade destas, só pode ter um grande futuro pela frente! E o que vai ser, jovem, por onde vais começar nessa empreitada gloriosa de tomar a tua vida nas próprias mãos? O que é? O que é?!...
"Apenas tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar,
E procurar uma casa para eu morar

Um pequeno T2,
Onde podemos viver os dois.
Com vista para o mar e o jardim.
Um carro com tecto de abrir."

Ah... Mas então... Era só isso?... Deixa cá ver. Vais fintar qualquer obstáculo para concretizar os teus sonhos, e o que tu queres é um... um pequeno T2? Pequeno? Mas pequeno, em que sentido? Pequeno, assim, tipo, como é que eu hei-de dizer isto... pequenino? A sério? Ok, se queres com vista para o mar e com jardim, não podes estar à espera de milagres, mas ainda assim... Um carro com tecto de abrir? É quanto basta? Não estaremos com as expectativas um bocadito, ah... hum... pequeninas?...

"Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar,
E procurar uma casa para eu morar."

Pronto, sim senhor, no fundo eu até te entendo. Sem casa e sem carro, fica difícil arranjar um local apropriado para ter sexo. Não há condições. Pronto jovem, olha, vai em frente, vira lá a vida de pernas para o ar, e compra a casita, enfim, sempre vale mais isso do que andares por aí metido na droga.

"Só me falta arranjar um emprego
Para poder estar contigo, só contigo!
Vou tentar encontrar."

Espera lá, que eu agora é que estou mesmo baralhada. Não devo ter percebido bem, só pode ser. Dizias tu que só te falta arranjar o quê? te falta? Arranjar um emprego? Portanto, só te falta arranjar essa questãozita de pormenor, que por acaso é a fonte de financiamento para os teus sonhos: o belo do pequeno T2 e o carro com tecto de abrir. Então quer-se dizer, o menino ainda não tem trabalho? Está giro, e tal. Mas também tem razão, quem está disposto a saltar qualquer obstáculo, e a virar a vida de pernas para o ar à procura da casinha, como é que depois tem cabeça para mais, não é?...

Portantos, a ver se eu percebi bem (que eu hoje estou muito lenta): ah e tal, quero uma casa e um carro, nada de muito exagerado que eu sou meiguinho a pedir, a casa até pode ser pequenina desde que fique junto ao mar e tenha muito verde à volta, o carro tem que ter tecto de abrir. Para poder estar contigo, que eu sou muito romântico. Pronto, já defini estes objectivos fundamentais para o meu projecto de vida. Agora, vamos às questões, vá lá, secundárias: O que é que falta? Eh pá, acho que já só me falta uma coisa, tipo, como é que se chama aquilo... Exacto! Um emprego! Só me falta arranjar um emprego, que é aquela coisa das nove às cinco que a malta faz aos dias de semana e que dá um dinheirito ao fim do mês para pagar o pequeno T2! Então, o que é que eu, rapaz firme e determinado vou fazer? Vou tentar encontrar. Vou tentar, que eu também não estou assim para me maçar muito com pormenores. Se encontrar, encontro, se não encontrar, paciência. Vou tentar. Porque isso foi o que eu determinei, vou fintar qualquer obstáculo, portanto, vou tentar encontrar. Um emprego. Porque o resto está tudo, agora só falta mesmo isto.

"Tenho que virar
A minha vida de pernas para o ar,
E procurar uma casa para eu morar."

A sério, quanto mais penso nisto mais esmagada fico com o peso destas palavras. Dilthey? Nietzsche? Sartre? Heidegger? Meus amigos, esqueçam-nos a todos, pertencem ao passado! Ricardo Azevedo. É este o nome de vulto do Existencialismo no Século XXI!!...

28 comentários:

Pedro Aniceto disse...

Vou-te oferecer o MP3...

Rui Pedro Lima disse...

:)

Mariana disse...

Muito boa a tua reflexão!! Já me parti a rir... é que nunca tinha tomado atenção à letra... Mas realmente ehehehe

OD disse...

Estou a chorar a rir, eu nem a letra da musica sabia, está bem visto, tambem se não fosse pelo pequeno t2 e pelo carro de tecto de abrir para que precisava ele do emprego? :)

Maria disse...

É um rapaz de grande visão, vê-se logo. É de exemplos assim que esta juventude precisa!
;)
Beijinhos!

hertista disse...

Não diria melhor!
:))
Espectacular!

Mas a música fica no ouvido!

Beijocas
Ticha

SRC disse...

concordo!
a música até entra no ouvido, a letra é que "jasus"!!!
quem é que escreveu a letra?? o mesmo menino que canta???

Anónimo disse...

As tuas observações à letra estão o máximo. Já me diverti imenso com a sua leitura.
Estás a ver o que se perdia se não houvessem anúncios como os do Millennium!?
Bjs
Alexandra

Cati disse...

Musiquinha feita pra "Millenium" comprar!!! Também já fiz um post sobre isso... acho que o moço não é minimalista - a verdade é que hoje em dia é difícil concretizar alguns sonhos, mesmo tentando muito, porque o emprego escasseia...

A música não me enerva assim tanto. O que me enerva mais são esses totós dos bancos fazerem uso dela para meterem os empréstimos bancários pelos olhos dentro...

Beijinhos, gosto MUITO deste blog...

PS - Aguardo uma visitinha, se tiver tempo e paciência... Ah, e em relação ao polémico post do dilema da maternidade... Estou consigo! (",)

Cati disse...

Obrigada... (",)

O mesmo digo eu... tenho andado por aqui "under cover"!

Beijinhos e conte sempre com as minhas visitas!

Ana Raquel disse...

Bem esse anúncio irrita!
Tanto pelo que diz como pela sonoridade, mudo logo de canal!!
Eu também me meti agora num T2.. E as prestações?UI!
Beijinho*

redjanpais disse...

Brilhante reflex�o Bli ...

E ser� que o rapaz tentou e conseguiu fintar tudo e arranjar um emprego com tecto de abrir para comprar o seu T/mar com vista para os dois ? Porque no estado em que est� a coisa anda meio para o descoordenado ... meio virada com ar para as pernas !

Patrícia disse...

no fundo no fundo ele quer é um sítio (qualquer que ele seja) para virar a menina de pernas pró ar! Pode ser um t2, um carrito com tecto de abrir (se calhar a gaja é alta e precisa de mais espaço para as pernas!) ou se o que ele conseguir primeiro for o emprego, pode ser mesmo no armário dos consumíveis...

Ana Raquel disse...

Tens um mimo no meu blog.
Beijinho*

Claudia disse...

divertida!! adorei o blog..!! Posso adicionar-te?

Gonçalo disse...

Brilhante post. Nunca tinha reparado na letra por essa perspectiva, mas tens toda a razão.

Vou-te "linkar".

blimunda sete luas disse...

Muito obrigada, linkai até vos fartardes! ;-)

Touro Zentado disse...

Um Conto de... está de regresso! Esperamos rever-te por lá!
umcontode.blogspot.com

Chuva disse...

Descobri-te há poucos meses.
Ainda não li todo o teu blog, mas quando posso dou cá um pulo e... cada vez gosto mais de te ler.
Obrigada por estes bons momentos e pelo humor e frontalidade com que expões alguns temas.

Jardim gonçalves disse...

Pode ser que um dia destes tentes arranjar aqui um creditozinho e depois aqui a minha gente mostra-te logo o tecto de abrir da pequena agência.
-não se brinca com o Millennium
ai a menina!

blimunda sete luas disse...

Caro Jardim Gonçalves,

Fique sabendo que recentemente, por conta do T3 muito jeitoso que estou a adquirir, um funcionário seu ficou a chorar lágrimas de desgosto e a suplicar-me que volte lá daqui a um ano, só porque eu resolvi ir abrir o tecto a outro lado! ;-)

Ana disse...

AHAHAHAHAHAHAH :D

jardim gonçalves disse...

Dê-me o nome desse colaborador s.f.f. e agência

ladybug disse...

Estou perdida de riso!!! LOLOLOL! A canção de facto é intragável mas "cantada" por ti, é musica para os meus ouvidos. Excelente! Eu não me teria manifestado melhor :)

Beijoca,

Joana

Liliana Vedras disse...

Este post é mesmo de uma pessoa básica e que não tem noção da vida nem das coisas que se passam na vida dos jovens...esta musica retrata a vida de mtos que só kerem começar a sua vida procurando um emprego e comprando um espaço para poder estar com a pessoa que kerem partilhar a sua vida, mas pelo que entendo o amor que tem pelo seu companheiro, se é que tem, baseia-se apenas em sexo pk se tem uma casa sua e dele foi apenas com essa intenção... Enfim amiga, arranje que fazer em vez de vir aki comentar e dizer mal dos outros....você é que precisa de um empreguinho que a ocupe...LOL

Urso Prestável disse...

:) lol
já tinha reparado em tudo isso... acho a musica mais pateta dos últimos tempo...
Acrescento... Emprego, por vezes das 9h às 9h ;) que permite sonhos, mas não dá tempo para ficar a 2 =P lol
Adorei, fartei-me de rir :)

Korisca disse...

Eu acho a publicidade engraçada! Fica no ouvido!
Para ter um T2 o que é preciso???
Dinheiro!
E o que vende um banco???
Dinheiro!
Então qual é o problema? Desejar um T2?! Isto significa não ter objectivos, só querer sexo???
É caso para dizer, tenham dó!!!
Que tal um pouco de realismo? Comprar um T2 e um carro hoje em dia são grandes objectivos, ou será que não sabem das dificuldades financeiras que ultrapassa grande parte da população?
E para terminar… também quero um T2!!!

Shigeru Shigeru Bang Bang disse...

Então, mas o vosso objectivo de vida, mesmo que a curto prazo, é ter um T2 e um carrinho? A sério? Vocês, que provavelmente são aquelas pessoas que vêm os filmes sobre homens e mulheres de meia idade com uma família e um emprego seguros, mas que se sentem infelizes ou incomplentos e dizem "Epah, eu não quero nada ser assim..."? Malta, vamos a abrir um pouco as nossas mentes, é realmente este tipo de vida sedentária que queremos? Tudo bem, comprar uma casa e um carro, dá jeito, mas isso não pode ser objectivo de vida, senão não vamos a lado nenhum... Depois queixam-se que não há dinheiro e que o país está uma treta. Pois, ninguém se esforça, ninguém sonha, ninguém tem esperanças porque está tudo demasiado preocupado a olhar para baixo... (peço desculpa se feri sensibilidades)
Falando um pouco da música, realmente é das piores (não vamos estar aqui a dizer que é a pior, porque isso é subjectivo) música portuguesa dos últimos tempos, pelo menos daquelas que não saem do submundo da música Pimba. E não estou só a falar da letra (letra que é letra não fala disto, meus amigos, e se falar, não fala desta forma), estou também a falar da rima (simples e, por vezes, inexistente) e da métrica (basta ouvir o verso "Vou fintar qualquer obstáculo para concretizar os meus sonhos")... Peço desculpa, mas se esta é uma das vozes que gritam mais alto pelo povo portugês, que mais representam o povo português, está tudo desgraçado...