segunda-feira, dezembro 17, 2007

Teoria da relatividade

Passeavam ao meio da tarde, de braço dado, os passos e os espíritos alinhados, aproveitando a última meia-hora de sol daquele dia. À sua frente o esqueleto de um projecto que não vingou, rodeado de um estaleiro que, ao que tudo indica, se instalou para destruir e não para construir. E dizia ele, mais vale deitarem abaixo de uma vez, a Expo já foi há quase dez anos, se não vingou, que venha algo novo.

Realmente, dizia ela olhando para o alto da torre, que coisa estranha é pensar que já passaram quase dez anos sobre a Expo! E pensava ainda, que coisa estranha é, por vezes, pensar em tudo o que passa e se passa ao longo de dez anos nas nossas vidas.

A par destas conjecturas, pressentiu mais do que viu uns olhos postos nela, e foi então que reconheceu alguém bem seu conhecido, passando de bicicleta.

Sorriu perante a ironia dos factos e dos pensamentos. Não era na torre que estava a mais visível marca da passagem do tempo. A grande marca estava afinal no passeio a pé, no braço dado, e no outro braço que saudou sem mágoas o homem da bicicleta, deixando-o levar consigo o tempo que já passou.

9 comentários:

raquel disse...

Que texto bonito. =) Muito inspirador, a sério. Mas fez-me pensar, já lá vão dez anos!... dez!... da Expo. Ena pá. Para onde foi o tempo?.. E é o tempo que foge de nós ou somos de nós que fugimos do tempo e, ao dele nos distanciarmos, envelhecemos?!...

Também tenho saudades de ver o passado passear de bicicleta e fazer-me adeus!! =)

Beijinhos e Bom Natal!!!*

redjan disse...

Simplesmente fantástico o passeio, por entre braços passados, dados, idos e não ficados..

Always there Bli.... you always there !!

mamã Xana disse...

10 anos...
O que a minha (nossa!) vida mudou nestes 10 anos.
Apesar de tudo minha amiga, acho que temos mais a agradecer do que a lamentar.

blimunda sete luas disse...

Sem dúvida! :D

Monstra das bolachas disse...

Meu deus...nao escrevas mais coisas destas...fazem-me sentir velha e isso é mto mau... nao kero, nao kero e nao kero...e mais...n kero! Fogo pah 10 anos....aiiiii...nao kero!

OD disse...

Realmente já passaram 10anos e foi assim num pulinho, aconteceu muita coisa, é verdade, mas foi assim num apice...

Miguel disse...

Olá,
..."A vida desinteressante de (mais) uma mulher solteira, na casa dos 30"...
Não me pareces desinteressante, antes pelo contrário. Quem vê a vida com esses olhares só pode ser uma mulher, no mínimo interessante.
Hei-de voltar, Beijos

barbiedoll disse...

Há 10 anos atrás, andava eu na escola primária... Como o tempo passa. Se for a pensar no que aprendi, no que vivi, nas pessoas que conheci... bem, já tenho o que fazer neste serão!

Anónimo disse...

Olá Blimunda
A respeito da Candidíase, postei um e-mail no mês de Janeiro/2008.
Eu também tive uma (PÉSSIMA) EXPERIÊNCIA com esta maldita doença!!! Mas achei a solução mais víavel e hoje não tenho mais o problema, devido a alguns cuidados que tomei e gostaria de paasar a experiência pra frente. Eu usei um medicamento ( eu e meu marido) e passei a usar CALCINHAS DESCARTÁVEIS FORRADAS COM TECIDO 100% ALGODÃO. pRONTO!!! mEU E-MAIL É: nina.descartaveis@hotmail.com
Faça contato.