terça-feira, Setembro 05, 2006

O meu nome é Albicans. Candida Albicans.

E tem licença para me atormentar. Ando há sete meses a lutar contra uma inflamação vaginal provocada por este fungo e estou cada vez mais desesperada. Nada resolve o problema. Já tenho que puxar muito pela cabeça para me recordar de todos os tratamentos que já fiz, de todas as substâncias que já ingeri ou apliquei, tudo o que consigo após cada tratamento são alguns dias, desta última vez então, apenas algumas horas de alívio até a inflamação voltar, sempre com mais força.

A minha esperança era que, quando me sentasse para escrever sobre este problema fosse uma coisa do género, aconteceu-me isto, resolvi desta maneira assim, assim. Um pouco até para ajudar uma desgraçada qualquer que, tal como eu, ande a circular pela internet à procura de alguma resposta que ainda ninguém deu, alguma substância activa que ainda não se experimentou, qualquer coisa, que eu por mim falo, se por esta altura me garantirem que para resolver o problema o melhor é saltar de um sítio qualquer alto, eu vou direitinha à Ponte 25 de Abril, atiro-me e nem discuto.

Mas não. Não tenho solução para apresentar. Antes agradeço qualquer contributo que surja de quem já tenha passado pelo mesmo ou saiba do que é que eu estou a falar. Porque eu já não sei o que hei-de fazer mais.

Os primeiros sintomas surgiram em finais de Janeiro. Comichão, ardor, não me espantou por aí além, eu fazia natação três vezes por semana (fazia, porque entretanto já abandonei) e as mulheres têm a chamada porta aberta para o mundo. Nestas circunstâncias, uma inflamação por Cândida é coisa corriqueira. Fui ao meu médico que me mandou aplicar o “Gyno-Pevaril” (Nitrato de Econazol). Não passou. Voltei lá, para ouvir o primeiro disparate de todo este processo. E ainda me custa mais, vindo de um médico que já me conhece há anos, e que até costuma ser tão cauteloso nos diagnósticos. Enfim. Que não havia nenhum fungo. Que o que eu tinha provavelmente era alguma ferida, provocada por uma incompatibilidade anatómica entre mim e o meu parceiro(?!). Mandou-me aplicar um outro creme, desta vez o “Travocort” (Nitrato de Isoconazol + Valerianato de Diflucortolona).

No início de Março, já a dizer mal da minha vida, virei-me para o ginecologista. Ao princípio a coisa parecia bem encaminhada. De acordo com a observação, o meu mal era Thricomonas, independentemente da existência do fungo. Lá fui eu recambiada, com comprimidos “Flagentyl” (Secnidazol) para tomar, eu e o meu parceiro, e mais 10 dias a aplicar óvulos “Flagyl”, com a mesma substância activa. Nesta altura entraram as alergias ao barulho, e já não consegui concluir o tratamento. A alergia aos óvulos foi de tal maneira que o simples facto de me limpar com papel higiénico deixava-me a amarinhar pelas paredes com comichão e ardor. Fui ter com o ginecologista de urgência que me passou para o creme “Gino-Canesten” (Clotrimazol). Melhorei. No fim deste tratamento fui fazer um exsudado vaginal pela primeira vez, e para mal dos meus pecados, cedo demais. Assim, quando me cheguei ao senhor doutor com uma análise negativa, mas a dizer-lhe que continuava a não me sentir bem, ele preferiu acreditar na análise e não em mim. Veio a segunda dose de disparates. Que eu precisava de me descontrair. Não foi por estas palavras, mas no fundo o que me foi transmitido é que o problema já não estava na vagina, mas sim na cabeça. E eu, estúpida, deixei-me convencer daquilo. Fui para casa esperar pelo resultado da citologia, tentando convencer-me que os sintomas eram todos psicológicos.

Em Abril voltei ao mesmo médico, porque me sentia cada vez pior. Fui lá perder o meu tempo e o dele. Que eu não me podia andar a lavar com anti-sépticos. Que era por isso que eu não melhorava. Areje, não se lave muito, descontraia-se, adeus e um queijo. Em Maio passei para outro ginecologista, nesta altura já totalmente deprimida. Na observação estava tudo bem, não havia motivos para. Fiquei de lhe levar o resultado da citologia, que tardava. Fui lá na semana seguinte, com mais outro resultado negativo. Palavra de honra que eu nunca imaginei receber resultados de análises que diziam estar tudo bem, e ficar desesperada a chorar agarrada aos papéis. As análises diziam uma coisa mas eu sentia outra totalmente diferente.

Acabei a repetir o esxudado por minha própria conta. E já armada em médica de mim mesma, enquanto esperava pelo resultado, comprei uma embalagem de “Sporanox” (Itraconazol), e só no primeiro dia tomei 400 mg. A seguir, 100 mg por dia, durante cinco dias. Enfim, mal não fez, mas também não resolveu.

Parei com a pílula e abandonei definitivamente a piscina (também, as vezes que lá consegui ir nos meses anteriores contaram-se pelos dedos). Em finais de Maio mudei para uma ginecologista que pelo menos tem a virtude de partilhar a minha frustração perante os insucessos. Levei-lhe uma análise positiva para Candida Albicans. Vim de lá cheia de esperança que desta vez é que era. Anti-inflamatório “Maxilaze” (Alfa-Amilase) + anti-alérgico “Xyzal” (Cloridrato de levocetirizina) durante 10 dias, seguidos de 12 dias a aplicar óvulos “Dafnegil” (Nifuratel + Nistatina). Ao mesmo tempo, uma droga nova para fazer as vezes de vacina. “Baciginal Oral”, um suplemento alimentar com probióticos, ainda pouco conhecido, e que ao fim de 12 dias me deixou cheia de urticária. Era suposto tomar aquilo 45 dias seguidos. Deixei de os tomar, terminei o resto do tratamento e tudo até levava a crer que estava resolvido, finalmente.

Tive descanso durante 10 dias. Quando fui repetir a análise já ia com a certeza do que é que me esperava. Lá voltou o resultado positivo para Candida, e a uma pesquisa por Chlamydia e por Mycoplasma, veio o resultado negativo para a primeira (alívio), mas positivo para o segundo, com um bicharoco chamado “Ureaplasma urealyticum”.

A última consulta foi em Agosto. Com a médica a dizer que já não sabe o que me há-de fazer. Tomei antibiótico “Vibramicina” (Doxicilina) para ver se mato o Mycoplasma, e tomei o “Rapamic” (Cetoconazol) durante 11 dias. A seguir reforcei com mais 12 dias de “Dafnegil”. Bastou tomar um comprimido de cada para a alergia se manifestar outra vez. Felizmente consegui controlá-la, mas só recorrendo a mais medicamento, desta feita “Atarax” (Hidroxizina). Terminei no Sábado passado, e desta vez nem tive direito a descanso. Os sintomas nunca chegaram a desaparecer totalmente, e foi uma questão de horas até se afirmarem definitivamente, a uma velocidade que eu considero ao mesmo tempo assustadora e impressionante.

Já na base do desespero vou dobrar a dose diária de “Rapamic” e engolir mais uns tantos comprimidos nos próximos dias. Anti-inflamatório “Nimed” (Nimesulida), porque não, já agora marcha também. Nesta altura já estou a rezar para não acordar amanhã de manhã cheia de manchas pelo corpo todo, mas desconfio que é o que tenho mais certo. Dizem que aplicar iogurte natural às vezes ajuda, vou experimentar isso também. E depois lá tenho eu que esperar 15 dias para repetir a análise, agora com um teste de resistência aos antifúngicos, para ver se ando a tomar alguma coisa que em vez de matar, esteja a dar de comer à bicha.

Entretanto vou virar-me também para o alergologista, porque sei lá, às tantas ando a comer alguma coisa à qual sou alérgica, e não tenho dúvidas que por esta altura o meu sistema imunitário está a precisar de uma ajuda qualquer.

O que é que falta? Qual é a análise, qual é a droga, produto químico, natural ou assim, assim, seja o que for, eu estou disposta a tudo. Haverá algum médico que saiba mais do que estes que eu tenho visitado, e tenha na manga algum tratamento eficaz para me devolver a uma vida normal? Aquela vida normal que eu passei tantos, demasiados anos sem ter, e que agora teria, não fosse isto.

O pior de tudo é pensar na possibilidade que mais me atormenta, a de que se calhar não há nada a fazer, e que a minha vida não vai passar disto. Sei que estes pensamentos negativos não me ajudam em nada. Mas a verdade é que, se há dias em que vou buscar forças não sei onde, optimismo não sei a quê, e a coisa leva-se, outros há em que já não me sinto capaz de nada. Só de me estender ali no sofá, fechar os olhos e deixar-me dormir.

520 comentários:

1 – 200 de 520   Mais recente›   Mais recente»
Canochinha disse...

Bem... Sinceramente parece-me que tens passado por uma autêntica tortura. Infelizmente não tenho nenhuma informação útil que possa dar porque a única coisa que tive que alguma vez se pudesse sequer aproximar da tua situação resolvi com quadriderme... Contudo, desejo-te as sinceras melhoras e espero que consigas encontrar um médico que te ajude.

Anónimo disse...

Totalmente solidaria contigo. Já andei por aí. No meio de cem comprimidos e óvulos, houve uma coisa que me ajudou - Cyteal, um gel antiseptico mas muito muito bom. Deixei de tomar tudo e passei a lavar-me com o gel sempre que podia. Ah... e sempre que dava andava nua. Demorou um pouquinho, mas passou. Volta muito de vez em quando, mas eu ja conjeço tão bem os sintomas que ataco logo nas lavagens e volta tudo ao normal. Beijinhos. Vais ver que tudo volta ao normal. :)

blimunda sete luas disse...

Tem piada. Cyteal era precisamente o anti-séptico que eu usava e que o ginecologista me disse para eu deixar de usar. Sabes o que ele me mandou fazer? Lavar-me com sabão azul e branco... Mas o que é certo é que todos os médicos a que fui dizem que os anti-sépticos são maus para a flora vaginal. De qualquer modo, ainda bem que encontraste a tua solução. Obrigada!

Pedro Aniceto disse...

Você chegou a ir à Alfredo da Costa como em tempo falámos? (Não sei se era pelo mesmo problema, mas lembro-me de termos falado nuns exames que eram demasiado caros para fazer a expensas próprias) A virtude das urgências daquela casa é que tem supervisores muitíssimo tarimbados e dos quais tenho óptimas impressões. Contra: Os casos raros ou difíceis tornam-se "aulas" para uma plateia de jovens estudantes. Como passei lá o último ano com uma regularidade quase semanal, recomendo-lhe que recorra à urgência (que me parece justificar-se não vá por acaso você ter algum ataque de ética social...). Se precisar de alguma informação adicional, o meu email é fácil de obter, basta seguir o caminho das pedras...

Pedro Aniceto disse...

Você chegou a ir à Alfredo da Costa como em tempo falámos? (Não sei se era pelo mesmo problema, mas lembro-me de termos falado nuns exames que eram demasiado caros para fazer a expensas próprias) A virtude das urgências daquela casa é que tem supervisores muitíssimo tarimbados e dos quais tenho óptimas impressões. Contra: Os casos raros ou difíceis tornam-se "aulas" para uma plateia de jovens estudantes. Como passei lá o último ano com uma regularidade quase semanal, recomendo-lhe que recorra à urgência (que me parece justificar-se não vá por acaso você ter algum ataque de ética social...). Se precisar de alguma informação adicional, o meu email é fácil de obter, basta seguir o caminho das pedras...

SUSHISTICK disse...

Bom...eu do caso clínico não percebo um "cadzo" (ehehe?) mas apeteceu-me deixar uma beijoca (ainda que virtual) pelo post. Posso, posso? Pronto...já tá!

P.S. estúpido mas sincero... :P

Eu disse...

de Candida Albicans não percebo nada, felizmente. Queria apenas desejar-te as melhoras!

blimunda sete luas disse...

Caro Pedro, de facto já nessa altura era este o problema. Pois, o recurso a alguém com conhecimentos mais especializados é o passo seguinte a dar, só tenho dúvidas é se posso assim aparecer nas urgências e já está, deve ser preciso morar ali pela zona, o que não é o meu caso.

De qualquer modo, posso sempre tentar arranjar um "passaporte" para lá através do meu médico assistente. Vou explorar essa hipótese.

Quanto a poder vir a tornar-me num caso de estudo, enfim, há muitas formas para se alcançar a notoriedade, e não serei a primeira a consegui-lo de pernas abertas... ;-)

Obrigada!

Pedro Aniceto disse...

Não perca mais tempo e vá lá directamente, quanto mais tempo se perde, mais a Candida se instala e mais resistente fica...

Rosa Codeço disse...

Já pensaste numa consulta de homeopatia?

blimunda sete luas disse...

Não pensei, sinceramente. E confesso-me um pouco céptica em relação a essas coisas. Até porque começa-se logo por não se ter a certeza se vamos ter com a pessoa certa, não é? Quem me garante que não é um charlatão qualquer?

Eu já na medicina tradicional tenho batido à porta de tanto incompetente...

Cristina disse...

Olá. É a primeira vez q visito o teu blog e fiquei triste pela tua situação. Também sou mulher e já tive vários problemas a nível ginecológico. Com a Candida sempre tive a resolução normal e fácil. Mas já pensaste se no teu caso não será alergia ao detergente da roupa? Já ouvi falar de casos semelhantes. Beijos e boa sorte.

blimunda sete luas disse...

Já pensei nisso, mas no entretanto já mudei de detergente da roupa também. E comprei uma esponja de banho nova, também, que está sempre a apanhar ar... Vidas...

lucia disse...

Olá.
Não, eu também não posso ajudar grande coisa. Até porque eu sou exactamente o oposto de ti, detesto tomar comprimidos.
Mas assim que comecei a ter relações sexuais comecei a ter problemas. Comichões, ardores, mau cheiro, corrimentos...
Fui à minha médica de família, que muito se espantava de o meu parceiro não ter reacção nenhuma, era só eu a sofrer.
Identifiquei-me imenso com a sensação de trepar pelas paredes acima.
Ela receitou-me géis, comprimidos vaginais, orais, cremes... Como disse,não sou como tu, de modos que nunca terminei nenhuma caixa. Os comprimidos vaginais eram expelidos pouco tempo depois, os geis idem aspas, os orais deviam certamente resolver muita coisa no meu estômago mas nunca fizeram nada lá por baixo...
Mudei sabão, esponja,gel de banho, detergente, tecido da roupa interior...
Nada... Nunca deixei de ter corrimentos, comichões... Já lá vão uns anitos...
Agora sempre que vou à medica fazer o exame ginecológico, ela fica contente e diz-me sempre que está tudo bem. Vá lá mais um Papanicolau (peço desculpas pelo nome, sei que está errado, mas vidas...), umas análises para ter a certeza. Sim, está sempre tudo bem, não há registo de infecções.
Mas as comichões, por vezes o mau estar e o mau cheiro até, tudo persiste.
Penso que optei pela via que mencionaste - vai ser sempre assim. Não,não me agrada nada. Envergonha-me por vezes, nunca sei até que ponto alguém se apercebe do meu mau estar, do meu desconforto, do meu "cheiro"... Mas aprendi a viver com isso...
Não quero dizer que o devas fazer,só quero mostrar-te que é desconfortável,mas não é o fim do mundo (espero!!!). Por isso tenta relaxar, vai à "Alfredo e Costa" e vê o que podes fazer por ti. Mas tenta não desesperar.
A bicha vai lá estar na mesma, e na minha opinião só contribuis para o desgaste da tua resistência...
Beijinhos

blimunda sete luas disse...

Lúcia,

Infelizmente sei que este problema não é assim tão raro quanto imaginava ao início. E sei que não é o fim do mundo, há imensas pessoas que vivem diariamente com problemas de saúde muito graves e incapacitantes, enfim, para o bem e para o mal há-de existir sempre quem esteja melhor e pior que nós.

Mas muito honestamente, mesmo que tenha que ser sempre assim, ao menos vou dedicar-me a combater isto com todas as minhas forças. Uma coisa tenho a certeza: isto não apareceu do nada. Tem que existir uma razão qualquer para que o meu corpo se comporte agora desta forma. E espero que na razão de ser do problema possa encontrar forma de, se não resolvê-lo, pelo menos minimizá-lo.

Fiquei com a impressão que esse conformismo também não está a resultar para ti. Olha que ninguém merece viver infeliz, e tu também não mereces de certeza. Um beijinho, vai mas é tu também à Alfredo da Costa. Vamos fazer daquele lugar o centro de resolução para todos os males vaginais do mundo!! ;-)

Lucia disse...

:))) Infelizmente estou demasiado longe para ir à Alfredo da Costa, mas sabes que mais? Está aí uma boa ideia. Porque não aproveitar que estou num sítio diferente (Dinamarca) e ver se há uma resolução melhor aqui?
É que tens razão, o conformismo não resulta. Mas tem alturas em que simplesmente não quero estar a enfiar mais drogas por mim adentro quando sei que não estão a resultar... E daí o conformismo...
Fico à espera do post do final feliz ;)
Beijinhos

Anónimo disse...

Mas aquele comentário do homeopata não é má ideia, sabes??
Já me tenho livrado da candida, que em mim é recorrente, deixando de comer alimentos muito doces, que alimentam também o fungo e aplicando localmente iogurte natural. Os fermentos do iogurte natural "comem" a candida. Demora um bocadinho, mas como a aplicação do iogurte até nem é muito desconfortável, acaba por ser um tratamento bastante tolerável! Ah! convém renovar de vez em quando a aplicação do iogurte e lavar entre vezes...
Experimenta; é barato e pode ser que seja uma solução. Para mim é sempre.
As melhoras!

blimunda sete luas disse...

A questão dos doces também já vi que é verdade. Tenho tido bastante cuidado com isso também. O problema é que no meio de tantos insucessos, por vezes não consigo evitar alguns estados depressivos, e nessa altura é mais um esforço acrescido, combater a vontade de me confortar através da comida.

Por outro lado o stress dá-me cabo do sistema imunitário, e tenho pessoas amigas constantemente a dizerem-me para ter calma, o que é um bom conselho, só que eu às vezes enervo-me tanto a tentar ter calma...

E já experimentei o iogurte. Mal não fez, ao menos é fresquinho. Mas eu mandei com ele "all the way up", não sei se me faço entender... será que não devia?...

Isto realmente é uma sopa muito complicada de gerir: fungo, infecção, sistema imunitário, alergia, stress, depressão, regime alimentar...

De qualquer modo, tem havido uma onda positiva que agradeço muito sinceramente. Obrigado a todos e a todas!

Zukkar disse...

Cara Blimunda!

Companheira de sacrifício. Estamos em pé de igualdade, talvez eu tenha mas 4 anos de experiência que me ensinaram que os anti-alergégicos não são bons companheiros, que comigo a pílula diminui os sintomas, o actimel é fantástico, adeus lingerie sexy (sintéctica) e calças de ganga, viva o baciginal (nunca experimentei o oral), viva o alkagin. Se puder ajudar o meu blog é http://pontodecaramelo.blogspot.com/

blimunda sete luas disse...

Obrigada, zukkar. Vou chegando a alguma dessas conclusões, também. Sei que o baciginal existe em solução para lavagens, se não me engano, mas aí estou um bocado com o sentimento do gato escaldado. É que aquilo em comprimidos deu-me uma alergia de criar bicho.

Quanto ao Alkagin não conhecia de todo, e pelo que pude apurar parece-me uma coisa interessante. Isso vende-se em Portugal? Só encontrei sites espanhóis...

troianaa disse...

Bom dia,

Posso-te recomendar um ginecologista fantástico? Sei que é longe mas por vezes mais vale isso do que continuar assim nesse processo complicado. Tem uma lista de espera enorme, mas é considerado dos melhores especialistas do País.
Prof. João Paulo Mota.
Se estiveres interessada contacta-me que eu dou-te a morada e nº de telefone.
Ele comigo tem sido fantástico e já me resolveu alguns problemas.
Beijinhos

blimunda sete luas disse...

Obrigada Troiana! Fui ao teu blog e não encontrei qualquer e-mail. Se puderes deixa aqui o contacto. Beijinhos.

troianaa disse...

Blimunda aqui tens o contacto:

Clínica Obstétrica e Ginecológica Doutor João Paulo Mota & Doutora Ana Varizo
Rua São João de Brito, 610. sala9
4100-453 Porto
Telefone: 226 188 192

Caso precises de alguma informação ou se vires que a lista de espera está muito longa diz-me alguma coisa: kikinhasilva@hotmail.com

Beijinhos

blimunda sete luas disse...

Muito obrigada! De facto, para mim o Porto está um bocadito longe, mas nunca se sabe...

Anónimo disse...

Lactophar, ajuda bastante nesses problemas, as melhoras

Avicena disse...

Olá!
É só uma ideia, mas parece-me que o seu companheiro só foi alvo de tratamento uma vez e o dito tratamento foi dirigido apenas para Tricomoniase. Para a completa resolução de infecção/colonização por C albicans o tratamento implica SEMPRE o tratamento dos dois (mesmo que ele não tenham sintomas!)

blimunda sete luas disse...

Cara Avicena, acabou de corroborar a opinião do meu médico de clínica geral! ;-)

Anónimo disse...

Essa infecção tratada com antibióticos só a vai prejudicar mais e fazer com que apareçam infecções recoeentes, devido ao aumentar da resistencia do fungo.
Deve estabelizar o pH sanguineo com um produto chamado Alcala N, Candidal da Farmodiética, O xarope Biprol + Zimbro. Reduzir o consumo de carnes vermelhas, aliáz de origem animal e mudar-se para uma dieta baseada em fruta fresca salada e legumes. Que ajudará a estabelizar o pH. Consumir água + de 1,5 L por dia .

blimunda sete luas disse...

Obrigada caro anônimo, ando a tentar estabilizar o PH, e vou tendo muito cuidado com a alimentação. Devo dizer que já tive períodos em que andei bastante pior que actualmente, embora a tão almejada cura esteja ainda longe.

Quanto aos medicamentos que indica, são-me totalmente desconhecidos. Isto existirá em Portugal?...

Sheila disse...

Nossa...Eu tenho 24 anos e desde os 15 tenho esse problema, já tentei de tudo...já troquei de ginecologista várias vezes e nada...não aguento mais gastar dinheiro...aprendi a 'conviver' mas não estou satisfeita...hoje estou começando um novo traramento com Reforgam e fluconazol...mas não estou confiante! Minha ginecologista falou-me de uma tal vacina que os Estados Unidos desenvolveram...mas até chegar onde moro (Brasil), deve demorar muito...Espero que nós consigamos acabar com esse fungo miserável!!
Se tiver qualquer novidade me manda um e-mail?
sheilabiologia@yahoo.com.br
Att.: Sheila Soares

Anónimo disse...

Há 10 anos que tenho CANDIDIADES VAGINAIS, já mudei algumas vezes de ginecologista mas as crises mantem-se. Neste momento estou com uma crise e tive outra em Agosto passado, actualmente as crises são mais leves, menos dificeis de suportar. Já recorri á Homeopatia, mas as crises continuam. Depois de experimentar tantos cremes e ovulos, o que eu acho melhor é o Dermofix Creme Vaginal, durante 4 dias e tomo Fluconazol 150 mg 1 toma e passado uma semana repito.
Só estou bem quando faço Fluconazol 1 por semana 150 mg durante 4 a 6 meses como prevenção.
Sei muito bem como te sentes, pois já passei e continuo a passar por isso. Se precisares de mais alguma informação diz.

Anónimo disse...

CANDIDIASES VAGINAIS E NÃO Candidiades

Rosana Márcia disse...

Olá, existe um medicamento chamado NYSTATINA, ele foi usado com sucesso por muitas pessoas nos Estados Unidos. O PHYSICIAN'S DESK REFERENCE descreve a NYSTATINA como virtualmente não-tóxica e não-sensibilizante, bem tolerada por todos os grupos, mesmo com administração prolongada. De todas as drogas disponíveis, a NYSTATINA é a mais famosa por sua eficácia e segurança. parece que a NYSTATINA mata as células dos fungos por contato. Ao ser ingerida, a maior parte da droga fica no trato digestivo, onde faz o seu trabalho. Pouca ou nenhuma é absorvida pelo sangue. Comprimidos, pó e líquido são suas apresentações, para uso oral. muitos médicos nos Estados Unidos receitam NYSTATINA pura, em pó, porque descobriram que produtos comerciais A BASE DE NYSTATINA são de eficácia limitada. Você deve conversar com um profissional pois parece que a dose inicial é de 1/16 a 1/8 colher de chá, quatro vezes ao dia. Pode ser misturada em um pouco de água, e fazendo-se buchechos antes de engolir, matando assim as células de fungos, da boca até o reto. Leia um livro chamado "Cândida, uma doença do século XX, de Shirley S. Lorenzani. Lá você encontrará mais detalhes do que estou falando. Sucesso! E boa sorte!

Helena disse...

Oi, sofri do mesmo mal por quase 2 anos, até recorrer a um ginecologista que me pediu exames de TSH e T4, onde foi constatado uma alteração, indicando que eu possuia hipotireoidismo, que, dentre outras coisas, abaixa a resistência. A partir daí passei a tomar levitiroxina sódica (Puran T4)para controlar a glândula tireóide e, desde então, há cerca de 1 ano, não tive cândida. Sei o que passa, é mesmo terrível, tente o exame de TSH. Um abraço!

blimunda sete luas disse...

Muito e muito obrigada! Estes dois últimos comentários foram excelentes!! Tenho intenção de um dia destes (continuam a surgir comentários, de moldes que vou esperar mais um tempo) fazer uma resenha de todos os contributos que têm surgido e "puxá-los" lá mais para cima.

Já agora, Rosana Márcia, uma indicação da Editora seria ouro sobre azul!

rosane disse...

Olá. Meu nome é Rosane. Estou com o mesmo problema e hoje encontrei este artigo e sei que irá nos ajudar muito!

Atualizado em janeiro de 2005 com informações que não estão no livro: procure palavras, frases e quadros como este com letras em verde

CANDIDÍASE

Nunca ouviu falar nisso antes? Mas já sentiu, com certeza, pois quase toda mulher sofreu pelo menos um ataque de monília na vida - aquele corrimento que coça infernalmente e tem aspecto de leite talhado. Quem o produz é um fermento que atende por Candida albicans, mora nas nossas entranhas e aproveita qualquer oportunidade para se multiplicar, produzindo corrimento, sapinho e assadura. Só que, se a sua imunidade estiver baixa e a alimentação pobre, a cândida prolifera a ponto de se espalhar pelo organismo todo, provocando alergias, dores abdominais, garganta seca, insônia, queda de cabelo, estragos nas unhas, enxaqueca, hipoglicemia e mil coisas mais. É a candidíase polissistêmica, e significa que você entrou numa fria.

Trata daqui e dali, toma isto e aquilo, passa e bota e aplica esta e aquela e a outra, e a cândida pula que nem pipoca: aqui, ali, acolá. Incógnita. Ninguém sabe, ninguém viu, tudo parece outra coisa. A enxaqueca deve ser do fígado, o corrimento é culpa dos hormônios, a cólica e os gases vêm de alguma coisa que você comeu, a alergia é de família. Assim vai se instalando um inferninho particular que deixa você indisposta e com fama de hipocondríaca. Fora o fato de que uma candidíase pode botar o seu tesão a nocaute e mil grilos na cuca da pessoa amada!
- Ah, mas eu nem tenho corrimento..., diz você. Não? Nem precisa. Vaginite é apenas um dos sintomas visíveis da cândida. Veja os outros:

no sistema gastrointestinal dá sapinho, flatulência, gases, cólicas, cólon irritável, coceira ou queimação anal, intestino irregular, garganta seca

no sistema geniturinário dá vaginite e infecções das vias urinárias

no sistema endócrino mexe com a menstruação das formas mais diversas

no sistema nervoso dá depressão, irritabilidade, insônia e dificuldade de concentração

no sistema imunológico dá alergia, sensibilidade a produtos químicos e função imunológica diminuída

e de modo geral está ligada a fadiga crônica, falta de energia, mal-estar e perda da libido.

Quem são as vítimas prediletas: mulheres, 60% dos casos; homens, 20%; crianças de ambos os sexos, 20%. Ou seja, nós garotas somos a esmagadora maioria, o que se atribui à maior complexidade do nosso sistema hormonal.

Quais os fatores que predispõem à coisa? Antibióticos, pílulas anticoncepcionais, corticosteróides, drogas contra úlceras; insuficiência de secreções digestivas, de enzimas pancreáticas e de substâncias que promovem o fluxo de bile; insuficiência hepática; excesso de açúcar e álcool na dieta.

Diagnóstico: dificílimo, exatamente porque os sintomas confundem o raciocínio das médicas. Claro que você pode fazer um exame de fezes que procure a cândida e testes cutâneos e sanguíneos para ver se há sinal de anticorpos. Mas pode ganhar tempo respondendo aos questionários da página 219, que traçam um histórico da sua saúde e estabelecem um perfil sobre o qual você e sua médica podem começar a conversa.

COMO TRATAR?

O tratamento deve fazer três coisas: controlar a exuberância da cândida, matar os fungos que se espalharam pelo corpo e fortalecer o seu sistema imunológico para que ele volte a trabalhar direito.

A cândida sobrevive basicamente dos açúcares da nossa alimentação, e lambe os beiços cada vez que pode engolir uma celulazinha morta por falta de vitaminas e sais minerais. Seu ideal é que a gente tome refrigerantes de manhã, almoce sanduíche e sorvete, jante biscoitos com queijo e coma mil balas, biscoitos e chocolates nos intervalos. Como esse tipo de comida desnutre, vamos matando células - que a cândida, glup!, engole para ficar bela e prolífica. Portanto, para começar a se livrar dela você tem que se fortalecer e deve evitar durante algum tempo: açúcar, pão, bolo, biscoito, gordura, queijos fermentados, cereais refinados e suas farinhas, batatas de todos os tipos, nozes, frutas secas, frutas doces, suco de laranja, vinagre, qualquer coisa que contenha fermento, levedo de cerveja, bebidas alcoólicas, chocolate, café, chá preto...

MAS O QUE É QUE EU VOU COMER?

carnes de todos os tipos, mas prefira as brancas, de peixes e aves

ovos cozidos, quentes, pochês, mexidos com água, nunca fritos

vegetais sem amido: cenoura, abóbora, nabo comprido, rabanete, chuchu, vagem, quiabo, jiló, maxixe, pepino, aipo, celeríaco (raiz-de-aipo), funcho, cebola, alho, gengibre, alho-poró, brotos de alfafa, de feijão, de bambu, tomate (descasque! 50 pulverizações de inseticida por safra), pimentões e berinjelas (com moderação)... e todas as folhas: repolho, acelga, couve, chicória, alface, agrião, caruru, espinafre... e algas marinhas, que, além de muito nutritivas, rejuvenescem e matam fungos!

Candidíase, hipoglicemia e hipotiroidismo também podem estar ligados à carência de um poderoso fator de equilíbrio para a saúde: iodo.
Iodo é um mineral especialmente concentrado nos hormônios da tireóide, que controlam a taxa metabólica, o crescimento, a reprodução, a formação de células sanguíneas, as funções nervosas e musculares e a temperatura corporal. Como a distribuição de iodo no meio ambiente é desigual, certas áreas, sobretudo as mais distantes do mar, produzem alimentos que não fornecem iodo em quantidade suficiente ao ser humano; isso gera doenças características de disfunção da tireóide, como bócio, ou papada, e retardamento mental; por isso decidiu-se acrescentar iodo ao sal de cozinha. Em 1983 havia 400 milhões de pessoas com carência de iodo nas regiões mais pobres do mundo, e 112 milhões nas regiões mais ricas. Por outro lado, doses excessivas de iodo também podem deprimir a atividade da tireóide, produzindo sintomas semelhantes aos da carência. SINAIS DE ALARME: fome descontrolada, aumento de peso, ansiedade, taquicardia, suores, proeminência dos olhos.

A recomendação diária para iodo é de 0.15 a 0.20 mg. Mas pesquisadores atentos como o professor José Luiz Garcia, de SP, observam que a dose satisfatória de iodo na alimentação deveria ser pautada pelo consumo japonês, que é quase 100 vezes isso: 15 a 18 mg de iodo diários.

Essa alta dosagem pode ser facilmente obtida pelo consumo diário de algas kombu, ágar-ágar, arame ou hijiki (veja receita abaixo). Corresponde a 2 a 3 gotas de iodo em solução de Lugol (5% de iodo, 10% de iodeto de potássio e 85% de água).

O iodo é um poderoso fungicida, e a alga kombu também. Daí sua extrema importância na candidíase.


AS FONTES ALIMENTARES MAIS RICAS EM IODO
medida peso alimento mg
10 g ALGA KOMBU (LAMINARIA SP.) 19.0 a 47.0
10 g ALGA ÁGAR-ÁGAR (GELIDIUM SP.) 16.0
10 g ALGA ARAME (EISENIA BICYCLIS) 10.0 a 56.0
10 g ALGA HIJIKI (HIZIKIA FUSIFORME) 4.0
10 g ALGA WAKAME (UNDARIA PINNATIFIDA) 1.8 a 3.5
100 g CHONDRUS OCELLATUS 1.0
100 g ALGA NORI (PORPHYRA TENERA) 0.5
1 c chá 6 g SAL IODADO 0.4
100 g MARISCOS/MOLUSCOS 0.3
100 g CRUSTÁCEOS 0.2
100 g HADDOCK 0.14 a 0.2
1 c chá 6 g SAL COMUM .1

RADIATIVIDADE: Níveis ótimos de iodo evitam que o radiativo iodo-131 se instale na tireóide e nos órgãos reprodutivos.


Uma boa forma de consumir alga kombu: corte com uma tesoura um pedaço de mais ou menos 3 x 3 cm de alga kombu e limpe com um pincel para tirar resíduos. Não se incomode com a poeirinha esbranquiçada que ela tem, são sais. Ponha de molho em 1/2 copo de água sem cloro (mineral ou de fonte). Em 60 minutos a água vai estar esverdeada. Retire a alga, aqueça o caldo e beba. Pique a alga em pedacinhos miúdos e misture no feijão, no arroz, no refogado. O alho ligeiramente refogado em azeite ajuda muito a melhorar seu sabor.
Algas arame e hijiki devem ser lavadas rapidamente sob a torneira, dentro de uma peneirinha, ficam de molho meia hora em pouquinha água e podem ser refogadas como qualquer outro vegetal.


voltando à dieta:

pode incluir na refeição duas ou 3 colheres de arroz integral, se der muita vontade, mas aí o tratamento é mais lento. Painço, por ser mais alcalino, é um cereal mais indicado para esse quadro.

frutas só as menos doces - goiaba, tamarindo, melancia, pêra, e assim mesmo só no intervalo entre as refeições, nunca de sobremesa; muito limão pra pingar na água, nas saladas e verduras

manteiga sem sal para colocar no seu ovinho e derreter sobre os seus legumes. A manteiga é tida pelos médicos ayurvedas como uma gordura de ótima qualidade, desde que, evidentemente, seja de boa procedência e não esteja rançosa - só compre fresquinha e guarde na geladeira, numa embalagem que impeça a entrada de ar e o contato com a luz. Se a sua taxa de colesterol for alta, esta dieta provavelmente vai fazer com que ela desça a níveis normais: açúcar e frutose são mais formadores de colesterol no sangue que o próprio colesterol dos ovos e da manteiga

óleo virgem de coco em vez de manteiga: contém ácido caprílico e muito ácido láurico, que combatem com eficácia qualquer fungo. Você pode importar (vários sites vendem, entre eles www.tropicaltraditions.com), comprar de um importador (0xx11-3873-9954) ou fazer em casa a partir de leite de coco fresco, que você deixa fermentar por 36 horas. O creme oleoso sobe, você retira com uma colher e leva ao fogo em banho-maria (uma vasilha com o creme dentro de uma panela com água) para ele acabar de "limpar". É útil inclusive para passar na vulva e na vagina.

pouco sal, já que sua dieta será muito rica em sódio devido às proteínas animais; não convém fazer retenção de líquidos por excesso de sal

pepino e melancia refrescam e ajudam o corpo a eliminar água, o que é ótimo, já que você precisa se desintoxicar. Depois de comer a melancia, corte a casca, ferva e tome como chá. É um poderoso diurético, tanto que não deve ser tomado à noite para não perturbar o sono

água, muita água, se possível de fonte, para você evitar a contaminação da que vem pelos canos e os fungos que talvez povoem a talha ou o filtro

chás para o fígado são essenciais, já que você está matando fungos a torto e a direito e é o fígado quem lida com os restos; camomila é especialmente indicada contra cândida

suplementos também são muito importantes, uma vez que a sua dieta será restrita; sua médica poderá lhe dizer a fórmula, que deve conter ferro, cobre, zinco e selênio quelados, complexo B (com ênfase na vitamina B6/piridoxina), vitaminas C, E e betacaroteno. A biotina, uma das vitaminas do complexo B, ajuda a evitar a conversão da levedura em fungo invasivo

pólen de abelhas contém muitos nutrientes, inclusive proteínas, e pode ser a base de um lanchinho: coma 1 colher de sopa, deixando dissolver devagar na boca

iogurte desnatado, natural, artesanal, que você pode comprar em embalagem de litro, se na embalagem estiver escrito "contém lactobacilos vivos", ou fazer em casa com leite desnatado e lactobacilos encontráveis em lojas de produtos naturais (Rich é uma boa marca, ou use as cápsulas importadas que contenham acidófilos e bífidus).

Iogurte não é coalhada
Coalhada é o leite cru que acidifica e coalha naturalmente,
quando deixado fora da geladeira, pela ação das bactérias do ar;
iogurte é feito do leite que se ferve
(mexendo sempre para não grudar na panela),
depois se deixa arrefecer até mais ou menos 50 graus
para então dissolver o pacotinho de lactobacilos.
Se você não tem um termômetro, pode medir
a temperatura com o dedo (lave o dedo!)
- o leite deve estar nem tão quente que queime o dedo,
nem tão morno que possa mexê-lo.
Ou seja, numa temperatura "esperta".
O resto da receita está na embalagem dos lactobacilos,
e de cada feitura de iogurte você guarda meia xícara
para inocular a próxima.

Olho vivo: iogurte comercial só serve se estiver escrito
que contém cultura viva de lactobacilos.
Yakult? Tem lactobacilos mas também tem tanto açúcar
que não adianta quase nada.

procure fazer 6 pequenas refeições ao longo do dia: desjejum, lanche, almoço, lanche, jantar, ceia. Coma pequenas quantidades para não sobrecarregar o sistema digestivo. Isso produziria muco, que os fungos adoram.

O QUE NÃO PODE COMER

açúcar e doces em geral, mel, melado, karo, maple, malte

pão, biscoito, torta, pastelaria, torrada, bolo e qualquer outro produto que leve farinha ou fermento

melões, bananas, maçã, uvas, manga, abacaxi e a maioria das frutas doces e ácidas

sucos de frutas, especialmente de laranja, e todos os que vêm em caixinhas, porque elas criam fungos por dentro

frutas secas (ameixa, damasco, tâmara, uvas-passas, banana-passa etc, que além de açúcar (frutose) sempre têm muito fungo (há monílias que reagem muito mais a tâmaras do que a sorvetes cremosos ou bombons)

nozes, castanhas e amêndoas em geral também têm muito fungo

amendoim, grande formador de cândida e possível portador de aflatoxina

vinagre de qualquer tipo

bebidas alcoólicas

leite, queijos, requeijão e creme de leite

batata-inglesa, batata-doce, batata-baroa, inhame, cará, aipim;
farinha de mandioca; milho verde; arroz branco, macarrão branco e outros alimentos ricos em amido, como cremogema, farinha de arroz, farinhas lácteas

beterraba também não pode, por causa do açúcar

produtos fermentados da soja - misso, shoyu, tempê, natô

frituras, empanados, gordura em geral

comidas que provoquem reações alérgicas em você, já que elas enfraquecem o sistema imunológico e assim abrem as portas para a cândida

café e chá preto, porque contêm cafeína e afetam o equilíbrio do açúcar no sangue; além disso, as folhas do chá preto são fermentadas

Por quanto tempo? Veja com sua médica. A idéia é não alimentar a cândida, mas também não podemos matar você de fome. E essa dieta dá fome, meninas, eu fiz.

O QUE MATA OS FUNGOS

ácido caprílico, ou caprilato de sódio, um ácido graxo natural, demonstrou capacidade de restaurar e manter um equilíbrio entre fermentos, bactérias e outros microrganismos no intestino grosso. Dosagem: 300 mg a 1 g junto com as refeições.

O valor do alho no combate à cândida foi comprovado em vários estudos, sendo até mais poderoso do que violeta genciana, nistatina e vários outros renomados fungicidas para uso tópico (dermatites, infestações nos pés, nas unhas, etc). Pode ser alho fresco, cru, mastigado ou amassadinho e incorporado à comida; ou extrato de alho envelhecido, que não deixa cheiro nem causa o desconforto digestivo que algumas pessoas sentem quando comem muito alho cru; ou ainda cápsulas de óleo de alho.

Cebola, cravo e raiz-forte têm efeito semelhante ao do alho, mas não tão incisivo. Gengibre, canela, romã, tomilho, melissa, camomila e alecrim também são úteis.

Lactobacilos de todos os tipos são importantíssimos para a recolonização da flora intestinal: controlam o crescimento dos bacilos, fermentos e micróbios nocivos através de uma produção própria de antibióticos naturais. Os principais são os lactobacilos bulgáricos, acidófilos e bífidos. Os bulgáricos são os que transformam o leite em iogurte; acidófilos, extremamente resistentes a todos os tipos de antibióticos sintéticos, você compra em cápsulas na farmácia, assim como os bífidos, ou faz de repolho, assim:

Lactobacilos de repolho
De manhã bater no liquidificador durante meio minuto, primeiro devagar depois em alta velocidade, 1 3/4 copos (420 ml) de água pura ou destilada com 3 copos (720 ml) de repolho cortado bem fininho e não muito apertado.

Colocar a mistura num vidro, cobrir com um pano fino e deixar à temperatura ambiente durante 72 horas; coar e jogar fora o bagaço. Do líquido, apelidado Rejuvelac, 1/4 de copo (60 ml) são o fermento: reservar.

Bater novamente no liquidificador 3 copos de repolho cortado fininho com 1 1/2 copo (360 ml) de água pura, colocar no vidro, juntar os 60 ml do primeiro Rejuvelac. Chacoalhar o vidro, cobrir e deixar à temperatura ambiente durante 24 horas (o processo vai mais rápido agora porque já tem o fermento).

Guardar o resto do Rejuvelac na geladeira e tomar 1/2 copo (120 ml) três vezes ao dia, junto com as refeições. Jogar fora qualquer resto de Rejuvelac depois de 24 horas.

Usar diariamente de um a três meses.

O sabor do bom Rejuvelac é ácido e ligeiramente gasoso, lembrando iogurte
natural ou água mineral gasosa forte.

Se o gosto for podre, jogue fora e comece de novo.



O chá feito da casca do pau-d'arco (Tecoma curialis), árvore que só dá nas nossas florestas tropicais, é coadjuvante no tratamento da candidíase. Não se espante se, após as primeiras xícaras, os sintomas piorarem - é uma reação natural que desaparece em poucos dias, e os depoimentos dão conta de que se segue um grande bem-estar físico e mental. O pau-d'arco é tido como poderoso e usado desde a civilização inca no combate às infecções e ao câncer. As pessoas quimicamente sensíveis suportam melhor a variedade Tecoma curialis do que a Tecoma conspicua. Dosagem: 15 a 20 gr da casca, fervida durante 15 minutos em meio litro d'água, 3 a 4 xícaras por dia. Nos Estados Unidos, onde já se tornou popular, o pau-d'arco é vendido também sob os nomes de taheebo e lapacho. Também vendem ipê-roxo (Tabebuia impetiginosa) como pau-d'arco.

Bérberis (Berberis vulgaris) também é um remédio popular antigo, valioso contra diarréias e infecções intestinais de qualquer tipo; sua atividade antibiótica está bem documentada, e sabe-se que normaliza a flora intestinal, eliminado agentes patogênicos e controlando o crescimento da cândida, mesmo após uso prolongado de antibióticos. Também é imunoestimulante, com ação específica sobre o fluxo de sangue para o baço, o que resulta num formidável aumento de substâncias que reforçam a imunidade. Além disso mostrou ser um poderoso ativador das células macrófagas, que destroem fungos, bactérias, vírus e células cancerosas. Outros remédios herbais com propriedades próximas às do Bérberis são a Hydrastis canadensis e o Berberis aquifolium. Dosagem mais usada: se for tintura, diluição 1:5, tome 1 colher de chá 3 vezes ao dia, em água. Tabletes homeopáticos ou gotas de Bérberis 3x, cinco de 8 em 8 horas.

O QUE FECHA O CORPO

Se você fosse uma casa, o sistema imunológico seria ao mesmo tempo portão, cerca, tinta, verniz, telhado, janela, cachorro bravo, alarme, grama, jardineiro, árvores, poço, chave, luz - tudo o que protege a casa permitindo que ela funcione. A imagem do cão de guarda combina. Os pedestres pacíficos ele só olha com o rabo do olho. Aos barulhentos ele reage latindo e rosnando. Os que ousam invadir, ele morde.

A imunidade ainda é um cestinho de perguntas sem resposta para a medicina ocidental. Anatomicamente ela depende de glândulas, gânglios, células e fluidos que limpam o organismo e reciclam nossa matéria orgânica. Quimicamente ela pode ser reforçada ou arrasada por substâncias as mais diversas, inclusive algumas que produzimos dentro do corpo sem saber. Por exemplo: se eu como muito chocolate fico cansada, mas a culpa não me deixa descansar, então começo a arranjar coisas para fazer quando na verdade não queria fazer nada. O chocolate, o cansaço e o stress de não descansar provocam mais oxidação no organismo, donde mais cansaço, irritabilidade, mau humor, desejo de compensações... Isso tudo vai abrindo brechas na cerca da casa, raspando a tinta, quebrando as telhas, deixando o cão sonolento... e no dia seguinte acordo com herpes.

COMO AUMENTAR A IMUNIDADE?

A imunidade faz parte da nossa energia vital. A gente ri, fala, chora, dorme, anda, tem fome, tem frio, e de alguma forma a imunidade está sempre envolvida. Por isso a medicina chinesa trata dela privilegiando alimentos e ervas que reforçam o princípio vital, o Chi e o sangue:
carne de galinha, codorna, ganso, tartaruga e boi;
rim de boi e carneiro;
fígado de boi, vitela, carneiro e porco;
leite cru de ovelha;
queijo fresco de vaca, cabra ou ovelha (mas quem tem candidíase, alergia, asma, coriza, sinusite e propensão ao câncer não deve comer laticínios);
ovo de galinha e pomba;
anchova, ostra;
germe de trigo, painço, cevada;
feijão azuki;
beterraba, nabo, inhame, batata-doce, berinjela;
repolho, agrião, espinafre, mostarda, cebolinha verde, coentro, hortelã, manjericão;
cebola, gengibre, noz-moscada, louro, erva-doce, orégano, sal, alcaparra;
castanha portuguesa, pêssego, uva.



E CONTRA CANDIDÍASE VAGINAL (MONÍLIA)?

A mucosa vaginal é habitada por muitos microrganismos, inclusive cândida, todos loucos para proliferar. A oportunidade acontece quando o pH da vagina perde sua acidez natural e se torna mais alcalino, coincidindo com desequilíbrios metabólicos ou hormonais, consumo de antibióticos de largo espectro, fragilidade imunitária, depressão, stress, incapacidade do organismo em lidar com açúcar ou álcool ou troca de parceria sexual.

O ataque de cândida nas partes mimosas é mais comum entre a ovulação e a menstruação, mas pode acontecer a qualquer momento. Se costuma vir depois de uma relação sexual, o jeito é usar ducha ou óvulo para acidificar o ambiente: como o sêmen é alcalino, eleva o pH da mucosa vaginal por oito horas e isso pode ser o suficiente para fazer a infecção.

ducha com vinagre
alivia coceira e queimação, e deve ser
completada por uma aplicação vaginal de iogurte natural
ou de lactobacilos em cápsulas para fornecer defesas à flora;
pode repetir a cada três horas, se for o caso.

lactobacilos acidófilos
você compra em cápsulas nas vitamin shops da vida
e coloca o conteúdo de duas cápsulas na vagina, à noite;
de manhã faz uma ducha de vinagre ou argila,
ou de água morna com uma cápsula de ácido bórico
durante o dia; repetir durante três a quatro dias

óleo virgem de coco, que também é um bom lubrificante - e maravilhoso para usar na pele e no cabelo

compressa de alho:
ponha meio litro de água no fogo; esmague uma cabeça de alho,
embrulhe num pedacinho de gaze ou pano de fralda, amarrando bem;
quando a água estiver quase fervendo,
ponha essa trouxinha de alho dentro dela, apague o fogo e tampe.
Embrulhe a panela em jornais e/ou panos,
para que ela conserve o calor, e leve para o banheiro.
Se você tiver uma garrafa térmica normalmente usada
para sopas e caldos, pode fazer a infusão dentro dela.

Agora, sentada no vaso ou no bidê,
molhe um bom chumaço de algodão
nessa infusão de alho bem quente e aplique na vulva,
mantendo-o lá até sentir que amornou.
Repita a operação várias vezes, sempre trocando o algodão,
enquanto a água estiver bem quente.

Homeopatia:
óvulos de Hydrastis, melissa, manjericão ou calêndula
Ducha com Tília europa
Para tomar: Kreosotum, Lilium tiglinum,
Caladium, Cantharis

PARA ENTENDER MAIS

A Candida albicans é um organismo que pode existir de duas formas. Uma é o fermento, que se reproduz ativamente através da fermentação dos açúcares presentes no estômago e nos intestinos. Outra é o micélio, parte do fungo que invade as células e os sistemas do corpo, deixando toxinas que provocam reação das células imunológicas - ou, em outros termos, produzindo antígenos que formam anticorpos. Isso resulta em stress metabólico, deficiências nutricionais e insuficiência hepática, provocando e desgastando o sistema imune e confundindo a ação de enzimas e hormônios essenciais para a vida normal.

Uma forma de evitar a conversão dos fermentos em micélios
é comer alimentos muito ricos em biotina,
vitamina do complexo B presente principalmente no fígado de galinha
(100mcg/50g), na farinha de soja (60 a 70mcg/100g),
fígado e rins de boi (30 a 40mcg/100g)
e gema de ovo (16 mcg/1 gema).
A absorção da biotina é reduzida ou impedida
pela presença de álcool, avidina (proteína da clara crua do ovo),
cafeína, drogas à base de sulfa e radicais livres.

Enzimas são proteínas responsáveis pela maioria das reações químicas que acontecem o tempo todo no organismo. Hormônios são mensageiros que as glândulas mandam para modificar a atuação das células. Pois bem, a cândida consegue construir moléculas parecidíssimas com as moléculas hormonais, fazendo falhar as enzimas, alterando todos os sistemas orgânicos e gerando os sintomas mais inesperados. Por exemplo, você leu lá atrás sobre a síndrome pré-menstrual e viu que ela melhora muito com suplementos de vitamina B6. Não porque a B6 tenha alguma coisa especial com menstruação, mas porque todas as nossas células dependem de B6. E quem tirou a B6 que estava ali? A toxina da cândida. Você leu sobre hipoglicemia agora mesmo. Então, pasme: as toxinas da cândida impedem que a glicose seja processada de modo eficiente, e como todas as nossas células dependem da glicose, ter cândida é praticamente a mesma coisa que ter hipoglicemia!

Uma das coisas mais curiosas que as canditoxinas podem aprontar é que de repente você sente embriaguez sem ter bebido uma gota sequer de álcool. Como assim? Simples: afinal, ela é um fermento com a mesma capacidade dos que produzem vinho, uísque, cachaça. Você come frutas, ela fermenta a frutose e abastece o alambique; você come doces, ela fermenta a sacarose; você come cereais, e lá vai ela fabricar uísque nacional. No mínimo isso dá sonolência e dificuldade de concentração depois de comer, mesmo que você esteja na mais romântica das alcovas com o ser amado. Tem gente que começa a esquecer as coisas, falar enrolado, andar sem firmeza, parecendo que bebeu demais... E qualquer esforço no sentido de manter a consciência dá um cansaço enorme. O caso é dormir porque a intoxicação alcoólica já pôs o fígado a nocaute. Assim: o fígado tem uma camadinha de células, ditas de Kupffer, que constituem 90% das macrófagas do corpo. São elas que assimilam e neutralizam as toxinas que vêm do intestino junto com os nutrientes. O álcool entorpece as pequeninas Kupffer de tal modo que elas não conseguem trabalhar, e o sangue intestinal passa à corrente sanguínea sem ser filtrado. E esse álcool tanto pode ser o da garrafa quanto o endógeno, que se produz pela fermentação interna na maior inocência, na maior candidez...

Bibliografia e fontes: The Missing Diagnosis, C. Orian Truss, P.O. Box 26508, Birmingham, Alabama, 1983. The Yeast Syndrome, John Parks Trowbridge, MD, and Morton Walker, DPM, Bantam Books, NY, 1986. The Candida Albicans Yeast-Free Cookbook, Pat Connolly & alter, Keats Publishing, Connecticut,1985. The Yeast Connection, William G. Crook, M.D., Professional Books, P.O.Box 3246, Jackson, Tennessee 38303, USA, 1993. Linus Pauling Institute of Science and Medicine, 440 Page Mill Road, Palo Alto, CA 94306. Price-Pottenger Nutrition Foundation, 5871 El Cajon Boulevard, San Diego, CA 92115.

Capítulo integral do livro Só Para Mulheres, de Sonia Hirsch





voltar | compras | fale com sonia hirsch | créditos

rosane disse...

Um beijo e boa sorte!

Rosane
Porto Alegre/RS

Elizete disse...

Nossa Menina, n ta sendo fácil pra vc essa tal de "Candida"..rs, sinceramente me tocou o seu caso, estou no segundo dia com essa coisa, e já sinto uma agonia horrivel, em dois dias já usei 3 tipos de pomadas diferente, fico pensando no tempão q vc ta sofrendo com isso. Mas vamos conseguir, vc vai ver. bj

ap disse...

http://br.geocities.com/kefirbrasil/index.html

visita este site...espero que possa ajudar...as melhoras

Anónimo disse...

ultimamente tenho-me informado bastante sobre esta doemça devido à manifestação de determinados sintomas que eu penso estarem relacionados com a candidiase. ainda não consultei a minha ginecologista mas irei fazê-lo para esclarecer a situação.

no entanto, vendo o teu caso e tendo em conta toda a informação que já obti, penso que há algo que te posso dizer e espero que ajude: li o caso de uma mulher que, tal como tu, sofria de crises constantes de candidiase e que, apesar de todos os medicamentos e consultas médicas, não conseguia resolver o problema. Assim, decidiu esquecer tudo isso e confiar na medicina tradicional. O que ela fez foi algo que tu já mencionaste, a utilização de lactobacilos, mas no livro em questão era explicado como o utilizar (que me pareceu ser algo que não sabias como fazer exactamente). Então era assim: essa mulher enchia uma seringa, sem agulha claro, de iogurte com lactobacilos vivos e colocava directamente no interior da vagina. Depois recorria ao uso de um tampão para evitar que o iogurte saisse. O que já não me lembro é exactamente quanto tempo andava assim, mas a ideia que tenho é que era o dia todo e depois à noite retirava e voltava a colocar uma nova quantidade no dia seguinte. Por falar nisso, outra coisa que não sei é exactamente a quantidade que ela utilizava. No final desse artigo dizia que depois desse "tratamento", deixou de ter crises de candidiase.

Quanto ao iogurte a utilizar, e recorrendo também a toda a informação que já obti, o melhor parece-me ser um que é feito em casa juntando kefir e leite. Na internet facilmente encontras informação sobre kefir. Digo que me parece o melhor porque o chamado kefir são as bactérias que transformam o leite em iogurte e dão origem aos lactobacilos.

E é isso... disse-te isto pois parece que estás numa fase capaz de experimentar tudo! Vou tentar procurar o livro em que li esse artigo e, se encontrar, transcrevo de modo a poderes ler exactamente o que eu li.

Quanto a fazeres este tratamento, provavelmente o ginecologista que consultares irá dizer que isto não irá resolver nada, mas o que deves perguntar não é se ele acha que o deves fazer mas sim se poderá ocorrer algum problema se o fizeres. Os médicos normalmente não aceitam bem este tipo de tratamentos... mas se todos os que eles te indicaram não resultaram, pode ser que este resulte :)

Já agora uma informação adiconal: "os lactobacilos são um tipo de bactéria amiga que fazem parte da flora vaginal. Os lactobacilos mantém a saúde da vagina na medida em que impedem o crescimento anormal de bactérias inimigas e a Candida. Lactobacilos produzem ácido lático, os quais agem como antibiótico natural. Estudos demonstram que mulheres que consomem lactobacilos têm uma recuperação mais rápida quando têm episódios de candidíase e ainda tem uma redução significativa na recorrência."

Lembrei-me agora que também li sobre a importância de consumir alimentos ricos em iodo no combate a fungos, nomeadamente algas. Também poderás encontrar informação sobre isso na internet.

E pronto, para já é tudo! Desejo-te as melhoras e espero que tudo corra pelo melhor :)

Anónimo disse...

Oi! Tenho o mesmo problema, que diminuiu muito com uma simples medida: o uso de roupas íntimas de algodão (só algodão). Já tentou?

Cecilia

Gigi_RJ disse...

Olá! Tb estou com esse mal há 3 meses! Já tive outras crises antes, mas q sempre fpassaram com uma dose única de Fluconazol. Porém dessa vez foi bem diferente.. Já usei de tudo como vc: azitromicina (antibiótico), fluconazol, itraconazol 3 vezes (parece q esse remédio é de farinha, pq n faz efeito algum), secnidazol, pomadas como Gyno-Fungix (tetraconazol), Gyno-Daktarin (nitrato de Miconazol), depois q esta última acabar vou usar uma outra q nem sei o nome, mas é a combinação de 2 compostos q até então n conhecia; banhos de permanganato; combinação de ascaridil (remédio de verme) + vitamina C (isso quem me passou foi uma imunologista.. melhorou um pouco, mas a louca n me disse q eu podia comer alimentos cítricos e voltou td de novo mui pior! Ela tb ficou de me passar uma vacina, com a substância CANDIDINA, mas ela me enrolou 5 semanas e n tinha previsão para qdo a vacina ia ficar pronta. Chutei o balde e vou procurar outro imunologista! Mas parece q a vacina é uma boa solução, pois aumenta a imunidade! Primeiro fui atendida por uma ginecologista louca q me passou antibióticos contra a minha "inflamação bacteriana", minha flora de Dordelein q depois vim a saber q são os lactobacilos vivos presentes na região vaginal e e desempenham o papel de proteção! Meu desepero foi tamanho q eu fui ao pediatra q cuidou de mim na infância. Acredita? Ele me indicou ao urologista e À endocrinologista. Os hormônios (carência ou excesso deles) tb podem influir. A endocrinologista acha q hormônios n interferem, mas vi q sim, em casos de hipotiroidismo, por exemplo. Já fui no total a 5 ginecologistas. O último fez um curativo em mim com violeta genciana e um creme vaginal! Doeu à beça e n adiantou nada! Para vc ter uma idéia, já coloquei até bicarbonato de sódio na bichinha! Ardeu um bocado, mas no canal vaginal n senti mais dor, porém a área dos pequenos lábios ficou com vermelhidão e desde então n parou de ficar assim! Já havia melhorado com banhos de erva e parece q o bicarbonato n foi bem sucedido na região do lábios! Apliquei o bicarbonato por ser fungicida! Estou tb querendo fazer o teste do iogurte, mas este deve conter lactobacilos vivos! Comprei os lactobacilos e vou fazer o iogurte... se vc quiser comprar, basta recorrer a essas casas de produtos naturais. Comprei da marca "Rich". Estou seguindo as recomendações do artigo q a Rosane deixou para ti, tb o encontrei na net! O problema é conseguir mantê-la, já q sou propensa à enxaqueca e o jejum ou consumo de alimentos com baxíssima ou nula taxa de valor energético faz com q ela apareça com freqüência! O uso de sabontes líquidos íntimos tb n são recomendados e com isso td já perdi pontos nesse combate contra a Cândida! No momento recorri às sugestões homeopáticas, reforçadas pela doutora Patricia Blanche Davidson no artigo em q escreveu disposto no site http://www.gapip.com.br/modules.php?name=News&file=article&sid=368
Ainda estou com vermelhidão e secreção, mas bem menos.. às vezes fico dias sem dor e sem corrimento, mas a dor, q muitas vezes me deixou sem poder andar, cessou! Estou tomando o extrato de ervas como Agoniada (tomar de 8 em 8h)! Dependendo da concentração, vc pode colocar em um copo d'água de 4ml a 8ml) - n tome puro, pois é um tanto amargo e com a´gua nem dá para sentir o gosto ruim e sim de erva! Estou fazendo banho de assento com a própria agoniada em casca, outros de rosa branca,tintura de barbatimão (2 colheres para 1 1/2 de água fervida, morna), vinagre (1 colher de sopa para 1 litro d'água fervida) e estou ingerindo muito chá de camomila, q é especial contra corrimentos vaginais! Além disso estou ingerindo cápsulas de óleo de alho (1 após o almoço), de alga marinha (agar agar - 1 no jantar para n sobrecarregar o estômago): ambos são ótimos fungicidas segundo o artigo! Cortei doces, carboidratos e comendo só o q está na listagem, mas n sei até qdo vou agüentar, pois ficar sem feijão, arroz, macarão, nem pão nem biscoito no café da manhã... ainda tive q tirar o leite e o café! Já estou vendo a hora de cair dura! Estou tentando contactar a nutricionista q escreveu o artigo e fazer uma consulta! Já recorri tb um urologista e ele me receitou um aminoácido chamado ARGININA! Um fato interessante é q sempre tive corrimento, mas considerado normal, porém minha barriga, na região logo abaixo do umbigo, sempre foi inchada! Sempre achei q havia complicações ginecológicas, mas parece q os médicos acham q sabem mais de nossos sintomas do q nós mesmas! Pelo q andei pesquisando, a minha enxaqueca e a crise de intestino preguiçoso, na verdade podem ser coseqüências da Cândida, assim como as alergias q vc está tendo aos medicamentos! Saiba q estou com vc nessa luta e caso encontre alguma solução, mantenha-me informada e vice-versa! Meu e-mail giselaalves@click21.com.br

Tem q haver uma solução, n é possível q n há nada q aumente nossa imunidade e impeça q esse raio desse fungo se propague! Abração

Gigi_RJ disse...

Outras recomendações:
use calcinha de algodão;
se conseguir, durma sem calcinha (às vezes a dor calha de ser tanta, q n consigo pôr calcinha);
n use roupas justas, principalmente calças jeans, opte por saias e vestidos;
ao se lavar, use somente água e deve secar-se com toalha e n com papel;
n coma alimentos cítricos( frutas, molhos de mostarda, catchup);
pílulas anticoncepcionais, gravidez, biquíni e praia tb podem propiciar o aparecimento de Cândida (Adeus pria de Copacabana e Ipanema);

n sei se pode, mas to bebendo muita água de côco! Beba mui água para ajudar no processo de desintoxicação!

Com isso pelo menos to conseguindo sair para trabalhar e parei de chorar no vaso sanitário, implorando a Deus q me curasse ou me matasse!

Gigi_RJ disse...

* Quis dizer praia de Copacabana e Ipanema, RJ, Brasil

blimunda sete luas disse...

Gigi, impressionante! Vou enviar-lhe mail, há aqui coisas que gostaria de conversar consigo. Até breve!

Gigi_RJ disse...

Oie! Esperei tanto a resposta da nutricionista e... eu hein? Pedi horários de atendimento, informações de qto tempo teria de fazer a dieta (bom, vou controlar a boca, mas n posso deixar de comer td - ou eu me livro da cândida, ou eu morro por inanição! De tudo q eu perguntei, ela só disse para n abusar da água de côco, pois seria o mesmo q abusar das frutas, já q até as permitidas na dieta, são controladas! Acontece q minha glicose já é baixa, ou seja, nos limites do mínimo, por fazer usso de adoçante e comer uma barra de chocolate sozinha uma vez na vida outra na morte! Imagine se eu fico hipoglicêmica? Quem tem hipotireodismo ou hipoglicemia, tb pertence ao grupo de risco da cândida! Vou continuar tomando os chás e fungicidas naturais, mas viva o arroz e o feijão e um pãozinho ao menos! Espero suas novidades ansiosamente! Abração

Lis disse...

Oi! Sei exatamente o que está passando. Estou com o mesmo problema há 8 meses. Já usei vários medicamentos e somente o que consegui foi uma melhora bem pequena, os sintomas nunca desapareceram totalmente. Já passei por 3 ginecologistas que prescreviam mais ou menos os mesmos tratamentos. Fluconazol para mim não adinta nada. Itraconazol, Nistatina e Anfotericina B creme tb não.
Não sei mais o que fazer. Esta doença está me deixando deprimida. Já marquei um psiquiatra. Alguma de vocês já tentou controlar a ansiedade com remédios? Meu ginecologista disse que seria bom para mim.
Vou recorrer tb a um homeopata aqui de são paulo que diz obter resultados maravilhosos com acupuntura.
Espero que alguma coisa resolva.
Força para todas! Não desistam. Isto tem que ter uma solução. Qualquer novidade mandarei notícia.

Gigi_RJ disse...

Gente, n tem como seguir essa dieta! Eu tô verde!... Lá vou eu para mais um médico! Estou melhor, mas ontem ao chegar do trabalho tiver uma crise e hj de manhã tb! Agora to passandomais mal da dor de cabeça e náuseas do q a própria cândida! N sei se ela está agonizando dentro de mim por conta da dieta, já q ele tb pode provocar náuseas! Mas se eu tiver q morrer para ela morrer tb, n adianta! Vamos ver o q esse diz... Depois passo td para cá! mas se ele passar a msm coisa, acho q vou xingá-lo, bater nele e sair correndo chorando!

obs.: a vermelhidão está sumindo.. acho q é por conta dos chás tb!

Gigi_RJ disse...

Ah, Liz, me passaram a informação de que o stress pode ajudar a nos incluir no grupo de risco e q a depressão q vc está sentindo nada mais é q o efito do fungo! Vc pode constar isso no artigo q a Rosane deixou nessa página ou conferir no link q deixei aki para a blimunda! Abração

Gigi_RJ disse...

*efeito do fungo

Lis disse...

é bom ver que não sou a única pessoa do mundo a passar por isto.É bom saber que existem pessoas lutando contra este mal como eu. Quem sabe uma de nós consegue encontrar uma solução milagrosa e consegue passar para as outras.
Os médicos realmente parecem não dar muita importância para este problema. Pelo menos os que eu fui, parecem nem acreditar nas coisas que eu digo. Eles insistem em dizer que eu melhorei com os remédios e que depois voltou. Não acreditam quando eu digo que o tal do fluconazol não adiantou nada.
Andei estudando alguns casos em que realmente o fungo torna-se resistente ao fluconazol, mas a todos os remédios acho impossível.
Mas como não ando encontrando o remédio que me livre deste mal, estou partindo para as soluções naturais.
Ouvi falar que um chá de pau d´arco é muito bom. Vou experimentar e depois conto o resultado. Sorte!

blimunda sete luas disse...

Aviso à navegação: é MUITO IMPORTANTE ter a certeza que a Candida é o mal. Tenho lido com muita atenção os vossos comentários (voltarei a postar sobre isto em breve), e atenção Lis, há muitas infecções vaginais provocadas por espécies de candida que não a albicans, e nesse caso os chamados "imidazólicos" não adiantam porque essas outras espécies são resistentes a eles. E também há muitas infecções por bactérias que também provocam comichão, ardor e dor e podem nem ter nada a ver com fungos! Quando dizes que o fluconazol não te faz nada, fico a pensar se não terás por aí outras bicharadas a precisarem de mais qualquer coisa.

Então é preciso IR AO MÉDICO e ANALISAR AS SECREÇÕES VAGINAIS. Aqui em Portugal chama-se esxudado vaginal, imagino que seja o mesmo no Brasil. O resultado é que vai ditar qual o tratamento mais apropriado.

Beijos e abraços, força e coragem! Morte à Albicans e xô depressão!
:-)

Lis disse...

Já pensei realmente que posso não ter a tal da cândida. Principalmente por que não sinto coceira. Os meus sintomas são corrimento e às vezes uma ardência e dor. O que me incomoda mesmo é o corrimento.
Já fiz o tal exame duas vezes. No primeiro deu negativo e a única coisa diferente foi a total ausência dos bacilos de doderlein. Fiquei inconformada e fiz o exame de novo. Deu presença de leveduras e os bacilos de doderlein estavam normais. Mas não foi um exame específico para a cândida. Na semana que vem vou fazer um mais específico e levar num novo médico (dizem que ele é ótimo!). Mas por enquanto fico com o diagnóstico dos 3 médicos que fui.Todos disseram que é a danada. Realmente o fluconazol é indicado para a albicans, mas outros medicamentos que usei são usados para os outros tipos. Já usei antibacterianos como a azitromicina e tianfenicol. E os cremes vaginais tinham antibacterianos tb. Entende por que estou desesperada? Já tive medo de não ter cura, mas esta fase passou. Está difícil, mas um dia vou me livrar desta doença. Espero que seja logo. E que vocês tb consigam. Vamos continuar, né? Sempre lutando. Não vamos desistir.

Patrícia disse...

Que bom saber que não sou um ET neste mundo e que há pessoas que estão tão desesperadas qto eu. Sofro tanto com está maldita(desculpe) que não sei mais o que posso fazer, já tentei desde cremes a homeopatia, nada faz mais que duas semanas de alívio, isso qdo chega a duas semanas. Acho q já posso tranquilamente trabalhar em farmacias e laboratorios de tanto que sei componentes ativos, noms de remedios, genericos, industrias farmaceuticas...
Na verdade nos dias que estou bem só não fico feliz pq tenho sempre o pensamento "a mais até qdo vou ficar sem ela?"
Sinceramente não tenho conselho nenhum a dar, mto pelo contrário sou apenas mais uma que quer algo que parece simples. Quero me sentir bem, cansei dessa dor, cansei de chorar pensando q não tenho cura. Parece um problema, doença, tão banal mas só quem a tem e sente essa dor (sim eu sinto DOR e não um incomodo ou coceira) sabe o que é...
Desculpe pelo desabafo e obrigada pelos mtos conselhos que aqui achei!

blimunda sete luas disse...

A Patrícia disse muito. Realmente também tenho sentido o mesmo, quanto ao modo como os outros encaram isto. Ainda há dias falei no assunto a uma amiga referindo-me a um "problema de saúde". Ela ficou muito preocupada e quando eu lhe disse que era vaginite a candida ela disse "ah, pensava que era alguma coisa grave". Pois. Nove meses seguidos desta coisita sem importância, dá realmente para dar em doida. O pior é a quantidade de médicos que também pensam desta forma. Esses não tem como ajudar-nos, garantidamente.

Também estou na fase do "estou tão bem agora, quanto tempo falta até voltar a ficar na mesma?". Isto é um pesadelo, só quem anda metida nisto é que sabe dar valor. Mas não nos podemos entregar a isto. Não ajuda nada. Por isso, força! Beijos e abraços.

Gigi_RJ disse...

Meninas, ontem fui em mais um ginecologista! Gostei dele, de iníco me deu mui confiança! Imaginem vcs q ele colocou um microscópio na minha vagina!!!! Ele constatou visualmente q eram as tais Cândidas! Eu já vi uma foto delas na net.. tem um coloração azulada! N lembro em q site, mas acho q se jogarem no Google e clicar em imagens, dá certo! Mesmo assim ele colheu o preventivo para constatar se vai dar mais alguma anormalidade ou n! Falou tb q estava mui infeccionada! Detalhe: ele n viu nada, já q estou quase sem vermelhidão, imagine se eu fosse com a crise q eu tava, com a bichinha vermelha q enm um tomate, talvez ele dissesse q nem filhos ou conseguiria ter! Valha-me Deus!Ele me passou o famoso Cetoconazol. Estou usando a pomada e n vejo efeito q fará tomá-lo! Devemos lembrar q o Cetoconazol pode lesar o fígado e aí q eu n pude tomar msm, já q estou tomando uma medicação para enxaqueca com a msm propriedade. Para ter um controle, farei um teste hepático periodicamente! A solução q o médico me deu foi de pedir ao meu neurologista q diminuísse a dose do meu remédio q já é mínima! Sinto muito, mas n vou comprometer mais uma parte do meu corpo por conta da Cândida, fala sério mesmo! Ele me encaminhou para uma clínica imunológica! Acho q solução é essa: cortar alimentos críticos já citados nesse blog, muitos chás e fungicidas naturais, banhos de assento com ervas, pomadas e tal vacina concentrada em Candidina! Ah, e bebam água, muita água! Fiz o iogurte com lactobacilos, mas vou experimentar amanhã: passar lá na bichinha e tomar tb! e uma novidade ótima: HJ N SENTI DOR! UHUUUUUUUUUUUUUUU! Fiz meus pipis feliz da vida e n ardeu nadinha! Acho q estamos no caminho certo! Beijos no coração e amis novidade eu coloco aqui!

Gigi_RJ disse...

*amis = mais

Gigi_RJ disse...

Lembrei de outra coisa! Qto ao q diz respeito da possibilidade d ser portadora de um outro tipo de Cândida. Depois q usei Gyno-Daktarin (Nitrato de Miconazol) e nada adiantava, um médico me falou a respeito disso e me passou Gyno-Fungix (Tetraconazol). Na época até q melhorou, mas a danada voltou! Outra coisa, hj disse q n senti dor, mas acho q além de continuar meu tratamento autônomo, hj antes de sair para o trabalho decidi só faze o banho e n passar pomada alguma (ou seja, atualmente a cetoconazol)! Sei lá, e bateu a idéia q eu estava sufocando minha bichinha com tanta pomada, e assim a deixaria um tanto mais arejada! Mas continuo injetando cremes à noite! Entederam? Injetar ao dormir sim, mas ficar o dia inteiro com pomada! Digo isso pq me sinto um pouco melhor! Já apra as amigas q ainda estão sofrendo muito, recomendo q façam as medidas naturais! Parece q está dando certo! Abraçaõ

Gigi_RJ disse...

* dia inteiro com pomada NÃO!
** Abração

Anónimo disse...

Oi... achei que era uma das poucas a passar por isso, mas vi que não... tenho candida há 10 anos...e já gastei fortunas em remedios, meu Deus, podia fazer belas compras com este dinheiro... Depois de passar por mais de 10 medicos ginecos, fui indicada para uma nutricionista, me cortou doces, farinhaços, gorduras, derivados do leite e frutas acidas e doces.. tinha 52 quilos, estou com 49 Kg depois de 01 mes... e nada mehlorei... essa dieta é para quem quer emagrecer, não é o meu caso... não sei o que fazer, estou desesperada.. me sinto suja.. a gente se cuida, se cuida e esta sempre c/esta coisa nojenta... deixo aqui o desejo que todas como eu consigam a solução e me avisem.. beijos

Anónimo disse...

Oi amigas, estamos juntas nesse barco. Minha candidíase fez aniversario de 31 do mês passado, um aninho. Também já tentei de tudo, coisas absurdas. Tenho quase certeza da causa da minha candidiase, o Stress, estou sempre com pressa, nervosa e com ansiedade. Um dos quatro médicos que fui disse-me: " Eu sei que veio aqui procurar uma luz ao final do túnel ou um remédio milagroso, mas a cura está em vc mesma." E acabo concordando com ele, preciso me controlar.
Mas é difícil.
A minha esperança atual é o Kefir, que ja foi comentado anteriormente, estou tomando ele (ainda muito pouco, por causa do gosto acido e diferente que tem, mas pretendo tomar um litro por dia ainda) e, estou lavando a vagina, usando uma seringa sem agulha, com ele. Vou ser persistente nisso, eu sei que preciso também me cuidar na alimentação, mas amo de paixão doces, nao vivo sem eles (ja diminui a ingestão) mas pretendo cortá-los da minha alimentação.
Também fico depressiva de vez em quando, mas precisamos ser fortes.

Força meninas,

Um abraço do fundo do meu coração.

Anónimo disse...

Todos os comentarios que li nenhum deles menciona o creme vaginal DERMOFIX (sertaconazol). Infelizmente tenho Candida há uns 10 anos e depois de experimentar este, não quero outro. Viver revoltada com a doença não ajuda nada, o melhor é aceitá-la e tratar as crises e eu pelo menos consigo tratá-las.

Gigi_RJ disse...

Desculpe,mas para mim, n esxiste doença sem cura! Apenas ainda n encontrada! Sinto muito, mas para mim é impossível conviver com isso! Continuo acreditando q tendo uma alimentação saudável + uso de vacinas para a imunidade! Afinal médicos e pesquisas na net afirmam q TODAS AS PESSOAS TEM ESSES FUNGOS! Porém, devido a elementos q interferem na imunidade podem nos abalar, favorecem a atuação desse fungo OPORTUNISTA! As crises podem voltar sim, uma vez na vida outra na morte! Mas aceitar q vc está tratando hj e ter de novo semana q vem, com certeza há algo errado e seu organismo clama por ajuda! Por isso digo: FORÇA E DISCIPLINA, MENINAS!!!!

Anónimo disse...

Eu não queria dizer que temos de aceitar a doença, mas que o melhor era aceitá-la, porque houve uma fase em que eu andei revoltada e não aceitava a doença. Durante essa fase ainda tive mais crises. Apesar de ter CANDIDIASE há cerca de 10 anos, pelo meio tive 2 anos sem nenhuma crise, neste momento as minhas crises são mais leves e mais fáceis de suportar. Eu não me resignei à doença, apenas aprendi a viver com ela e acho que foi o melhor para mim. Tenho acesso a documentação cientifica na área da saúde, porque trabalho numa biblioteca da referida área e devoro tudo sobre candidiases. Considero que estou bem informada sobre a doença, e talvez daí a minha atitude, mas continuo sempre à procura de novos tratamentos e alternativas.
BEM HAJA a todas que sofrem desta doença, infelizmente conheço-a muito bem.

Lis disse...

O grande problema é que eu, por exemplo, estou há mais de 8 meses com isso sem descanço (constantemente).O que eu sinto é que medicamento nenhum faz efeito. Isso faz com que qualquer uma fique desesperada, achando que o problema não tem solução. Mas eu sei que tem. Estou certa que o meu problema é psicológico. E acho que o de muitas de vocês tb. Se não se encaixarem em nenhum dos outros grupos de risco, pensem nesta hipótese. Concordo com a Gigi, acho que esta doença tem cura!

Anónimo disse...

Eu sempre consegui curar as crises, no mês seguinte tinha outra, e outra..., depois fazia uns meses tratamento de prevenção.
Acabava o tratamento voltavam as crises... mas como já disse cheguei a estar dois anos livre , depois voltaram. Acredito que o stress tenha muita influência, hoje ninguém vive sem ele.
Eu curo as crises com FLUCONAZOL e DERMOFIX creme vaginal.Mas algumas de vós não. Acredito em vocês cada organismo reage de forma diferente aos medicamentos. Só participo neste BLOG para desabafar, porque estou totalmente solidária com vocês e quero partilhar convosco a minha realidade. Constou-me que nos Estados Unidos, há grupos de auto-ajuda para esta doença, alguma de vós tewm conhecimento?
Bom Fim de Semana

Gigi_RJ disse...

Gostaria de saber sobre este tratamento nos EUA... Vc poderia nos relatar! Abração

Anónimo disse...

Procure um médico homeopata.

Patrícia disse...

Meu último médico pediu pra que eu voltasse 45 dias depois do tratamento com as pomadas e remedios. Será que ele acreditava mesmo q eu ia ficar todo esse tempo sem dor? Ahhhh quem dera fosse verdade. Eles são todos assim, não sentem a dor então acham que é frescura, só pode. Hj vou começar outro tratamento por conta propria, ainda faltam 20 dias pro prazo do médico, mas a dor não espera e os banhos de assento não tem resolvido mto não, apesar q estou melhor com eles, talvez seja psicologico a ajuda que eles me deram mas qq ajuda é mto bem vinda.
Queria um tratamento via oral, sinceramente, como já disseram acima, quero dar um tempo com as pomadas. Mas o q tomar??? Alguma sugestão?
E hj chá de camomila nela!!!
Melhoras a todas.
Chegaremos lá.

Anónimo disse...

Meninas, uma coisa anda me preocupando. Estão todas se automedicando de uma forma excessiva. Eu sei que a situação fica desesperadora e piora quando os médicos aprontam uma dessas de pedir que a gente volte, sei lá, daqui a vários dias. Aconteceu comigo tb, ela me pediu que voltasse depois de 2 meses. Achei que fosse louca e nunca mais fui lá. Troquei de médico.
Atualmente um grande problema do uso de antimicrobianos é seu uso indiscriminado, o que está selecionando bactérias e fungos cada vez mais resistentes. Atualmente já existem bactérias que são resistentes a quase todos os antibióticos. Os dados sobre fungos são bem mais escassos, mas tb estão adquirindo resistência.
Estes medicamentos devem ser usados na dosagem correta e principalmente pelo tempo estabelecido, por que se não fizeram efeito em 10 dias ,por exemplo, não farão em 20 nem 30. Os medicamentos de uso oral, além disso, são potencialmente tóxicos principalmente para o fígado. Então, cuidado, vocês podem estar dificultando o próprio tratamento. Sou contra a automedicação, por que sou farmacêutica e sei que os medicamentos se não forem utilizados racionalmente podem ser perigosos para a nossa saúde.
Eu entendo que na hora do desespero não pensamos nestas coisas, mas deveríamos pensar.
Patrícia, sugiro que procure outro médico e peça para ele te passar um tratamento via oral.
Mas se não quer seguir meus conselhos posso te indicar alguns medicamentos.

blimunda sete luas disse...

Na minha última consulta de ginecologia, que foi em Outubro, o médico mandou-me fazer um tratamento continuado durante três meses. Só volto lá em Janeiro.

Devo dizer que se me tivesse limitado ao tratamento que foi então prescrito, ao fim de uma semana estava exactamente na mesma. Tenho reforçado as indicações que me foram dadas com mais aplicações de cremes vaginais, já a título de prevenção, e sempre dentro de orientações médicas.

Mas duvido muito que daqui a quinze dias, quando repetir o exame, não esteja novamente com a infecção. E por outro lado, quando as crises começam a apertar, o breve período de 24 horas parece uma eternidade, quanto mais quinze dias ou um mês... Enfim, cá estamos.

Gigi_RJ disse...

Oi, meninas! Bem eu tb n parei ocm os banhos de assento nem com os cremes vaginais! A vermelhidão q estava sumiu completamente.... Continuo tomando chá tb.. miinha última mistura de banho de assento é 2 litros d'água, 1,5 de sopa de vinagre e orégano, ou seja, bem temperada! Mas acontece q todas as plantas q pesquisei para banhos tem dado resultado! A dieta n estou seguindo À risca! Estou me alimentando com arroz, feijão em pequenas proporções e diminuí o leite e o café; e as frutas to na mesma! Estou para marcar outro médico q atende minha prima e já está bem há mui tempo... quero ver o q ele vai me passar! Ah, estou usando um outro creme vaginal q o outro ginecologista (o último) passou! É constituído pela associação de 2 outras substÂncias! Depois eu passo o nome! E por fora estou passando nitrato de miconazol, já q a candicort n surte efeitos em mim! Raramente estou passando sabonete para me higienizar! Sei q n estou curada, mas pelo menos está dando para ter uma vida normal!

Anónimo disse...

Olá.....sei bem oq vc está passando......estou sofrendo disso tbm....mais graças a Deus fui a uma médica q me receitou uma pomada de manilulação nistatina 100000UI+uréia50mg creme vaginal aplicar por 10 noites.....é tiro q queda, bom mesmo..e tomar fluconazol 150 mg....
Bom, boa sorte espero q ajude...

Bjo Tati

Anónimo disse...

Olá. Já tive isso.
Me curei tomando reforgan. Na bula não diz, mas ele é um excelente agente estimulador da sistema imunológico e depois que tomei 03 caixas seguidas(tratamento é de 01 mes), nunca mais tive isso.Aliás, reforçou tanto o sistema imunológico que gripe só pego agora uma por ano, e bem fraca.
Voce trata com o remedio que o médico der e depois toma o reforgan, nunca mais volta.
Esse foi a cura que encontrei. Para mim deu certo. Boa sorte

Lis disse...

Oi! Fui em outro ginecologista, como já tinha dito. O danado insiste em dizer que é candida e ainda acha que é coisa simples. Acho que só nós nos entendemos mesmo. Me aplicou um creme dose única que quase me matou de dor, insistiu no fluconazol 4 cp, 1 por semana, pediu que tirasse o anticoncepcional por 3 meses e me passou 2 medicamentos para vermes. Vamos ver no que dá. Estou tentando ficar confiante.
Ah! Dei uma passadinha no psiquiatra que diagnosticou uma leve depressão. Estou tomando anti-depressivo e anseolítico. Ela disse que a ansiedade realmente enfraquece nosso sistema imunológico e que se essa fosse a causa os medicamentos poderiam ajudar.
Estou com esperança e isto já me deixa feliz. Sei que esta fase difícil vai passar para mim e para todas. Ultimamente estamos vendo alguns casos de sucesso e isto é importante.
Alguma de vocês já tomou chá de ipê roxo? Me indicaram.
Beijos meninas

blimunda sete luas disse...

Ipê roxo?!! Que raio é isso??? ;-)

Olha Lis, realmente acho que o pior é os médicos acharem que isto é coisa sem importância. Cuidado. Se esse tratamento não resultar e ele insistir nessa postura, siga para o próximo. Já foi ao imunologista? Estou a conciliar as duas especialidades: ginecologia e imunoalergologia, não me estou a dar mal.

Estar mais confiante já é uma coisa muito boa, acho que um dos grandes males desta doença é a sua capacidade de nos puxar para baixo, e ainda por cima ela alimenta-se desse nosso estado depressivo.

Força para si e para todas! Morte à Albicans!

Lis disse...

Ipê roxo é um chá que me indicaram. Não sei se existe aí em Portugal. Comecei a tomar ontem. Vamos ver se faz algum efeito.
Comecei a tomar tb 2 cápsulas de óleo de alho por dia.
Tomei os medicamentos para verme. (a gente faz de tudo para se curar, mesmo não acreditando muito). E continuo a tomar o tal do fluconazol, pq a pomada que o ginecologista aplicou foi dose única. Tb tirei o anticoncepcional.
Ah! Estou tentando fazer a tal dieta, mas com algumas restrições, porque sinceramente não acredito que consiga ficar totalmente sem carboidrato. Reduzi muito as quantidades. Doce só quando bate o desespero.
Com o meu tratamento para depressão, estou me sentindo melhor, menos triste e mais confiante.
Blimunda, o que o imunologista diz? Vc está tomando algum medicamento para ativar o sistema imunológico?

Beijinhos e Sorte

blimunda sete luas disse...

O imunoalergologista tem sido uma lufada de esperança para mim. Ele mandou-me fazer uma bateria muito grande de análises, que foram inconclusivas, mas de qualquer forma ele achou que com tantos episódios repetidos de inflamação vaginal por Candida, valia a pena avançar para a vacina.

Eu peço desculpa por não ter adiantado muito da minha própria história, tenho em mente fazer um novo post sobre isto em inícios de Dezembro, altura em que terei o resultado de um novo exame vaginal.

Pode parecer uma superstição parva, mas a verdade é que estou melhor e todos os dias tenho medo de piorar... então vou adiando a informação sobre os tratamentos que estou a fazer com receio que eles de repente deixem outra vez de fazer efeito e tudo volte ao mesmo, e entretanto estive aqui a deixar expectativas, a vocês e a mim, que acabem por resultar infundadas. Enfim, parvoíces.

Esta doença é tão ordinária que nos deixa mal quando andamos mal e nos deixa mal quando andamos bem, porque só pensamos é que a qualquer momento, vamos ficar mal outra vez.

Mas adiante. Comecei com a vacina mas ainda só fiz uma injecção, e isto vai prolongar-se, uma vez por semana, durante alguns meses. Por isso ainda não sei que resultados irá ter.

Beijos e abraços, até breve! :-)

Anónimo disse...

Oi blimunda , infelizmente tb sofro desta tormenta, mais fui em vários ginecologista e aqui em curitiba , eles falaram q ainda não havia vacina, qual é o nome e composição e qto custa?

blimunda sete luas disse...

Composição também eu não sei, porque aquilo não explica, deve ser o segredo que está na alma do negócio! ;-)

O laboratório é o Merck, reporta-se também a uma coisa chamada Allergopharma. Eles têm uma página, www.allergopharma.com

O preço. Esta primeira dose custou-me 127,42€, mas vou ter que comprar outras doses, sabe-se lá a que preços.

Para vacina esqueça os ginecologistas, vá directo ao imunologista! Boa sorte!

Anónimo disse...

Olá Blimunda: Estou sofrendo com o mesmo problema desde maio deste ano. Parece que o roteiro que seguimos é o mesmo, uma sucessão impressionante de remédios locais e orais, consultas com médicos que não sabem o que fazer e acabam por repetir os tratamentos anteriores, madrugadas buscando na internet uma fórmula eficaz... Procurei um ginecologista especializado em patologia que me prescreveu um tratamento de um ano (!) com fluconazol, uma cápsula por semana. Estou cética pois, embora esteja bem melhor, não cheguei a ficar 100% ainda. Temo ficar me intupindo de drogas durante todo esse tempo e não resolver problema.
Marquei consulta com um imunologista. Vamos ver no que dá. Abraços, NL

Anónimo disse...

* entupindo :) - NL

Gigi_RJ disse...

Olá, meninas! Tb recorri a imunoterapia! Uma aplicação q na verdade são 4 doses de uma vez custou-me R$180,00. Num prazo de sete semanas tomarei a próxima, msm assim, n estou me sentindo tão forte qto esperava... Na primeira semana, n senti dor alguma!!! Nem tive corrimento! O médico explicou-me q temso dois tipos de células de defesa - uma q faz o local inflamar e assim avisa q ali tem um problema; e o segundo q ataca a enfermidade! No meu caso e acredito q no nosso, o segundo tipo está em baixa E POR isso n conseguimos nos curar! Conforme eu for tomando as vacinas, o período de tempo entre uma e outra aplicação vai aumentando... Porém, essa semana, n seise por conta do stress no trabalho e em casa, estou voltando ao qdro de ardência e corrimento, mas n na msm intensidade de antes! Parei com os banhos e n estou tão atenciosa na alimentação.. estou vendo q terei de voltar a esses meios... mas continuo tomando os comprimidos homeopáticos! Ah, ele tb passou um remédio de manipulação chamado CETIRIZINE! O problema está amenizado, mas o q desejo de verdade é a cura! Poder ir à praia, voltar a usar jeans!Será q isso é pedir demais? Estou tentando uma consulta com um ginecologista q curou minha prima, mas n to conseguindo! O detalhe é q a louca ainda n me deu o nome do remédio, q segundo ela é bem caro!
QQ novidade, vou postar aki! Beijinhos

Gigi_RJ disse...

Ah, dei uma pesquisada no q é o reforgan! É um aminoáciod q ajuda o sistema imunitário e cicatrização de ferida! O nome científico é arginina! Estou tomando manipulada, mas n to vendo resultado, infelizmente! bjs

Anónimo disse...

Procure um médico infectologista que tenha estudado sobre micologia clinica ( no caso de candida ) e um bacteriologista para outras bacterias ...

Gigi_RJ disse...

Meninas, novidades: fui amis um médico ontem! Notícia: ele acha q meu problema n é Cândida! Fiz mais um exame e ficará pronto no início de Janeiro! Ele tem suspeitas, mas caso se confirme, conto aki! Quem sabe alguém se identifica! Ele foi o único q discordou dos 8 médicos com que me consultei! Disse tb q com a bateria de medicamentos q tomei, já era para eu estar curada há mui tempo se fosse Cândida! Vamos ver! Beijocas! Feliz Natal e Próspero Ano Novo!

nezica disse...

As candinhas são as minhas melhores amigas há 6 anos...por causa delas já despedi uma carrada de ginecologistas, já me droguei ( no bom sentido, claro!!!) com tudo e mais alguma coisa que suspeitasse lhes pudesse dar dor de cabeça... e como sou uma mulher generosa partilhei- as com o meu marido (COITADO!!!)... Bom, mas a novidade é que encontrei uma médica que me garante que não as larga enquanto elas derem sinais de vida...em tantos médicos (+/- 5) que já consultei foi a única que mostrou força de vontade. Bom mas recorrer a um estimulante imunitário (como a Equinácea, por ex.º) também ajuda!
Agora estou a fazer um tratamento crónico... Fluconazol e Baciginal uma carrada de ciclos...
Se resultar partilho, se não resultar...partimos para outra- em busca da candinha assanhada!
Beijos e Bom Ano 2007

Gigi_RJ disse...

Olá, Blimunda! Ainda estou aguardando meus resultados, mas gostaria de pegar seu e-mail novamente para lhe fazer uma pergunta! Estou suspeitando q meu caso é outro, o q explicaria pq os exames simples n acusam nada!

giselaalves@click21.com.br
Beijos

Anónimo disse...

Gente, sou do Brasil e passei por tudo isso e mais um pouco. O que me curou foi Homeopatia, com o remédio que tem o mesmo nome da doença: Candida Albicans. Nunca mais voltou a doença! Podem crer... Fiquem com Deus!

Anónimo disse...

Não há outro remédio melhor que a Homeopatia, que se chama = Candida Albicans. Me curou completamente!!!!O remédio tem o mesmo nome da doença e me curou!

blimunda sete luas disse...

Cara gigi, o endereço de e-mail está aqui mesmo ao lado, por baixo do meu perfil. Estou ao dispor! Beijos.

Gigi_RJ disse...

Olá, meninas! Finalmente recebi o resultado do exame! Falei com o médico por telefone e hj, mais do q nunca, minha vontade foi de xingá-lo! Ele confirmou q o resultado deu candidíase, porém no dia da consulta, ressaltou a possibilidade de ter um princípio de hpv! Fikei super assustada qdo visualizei várias fotos no site, de pessoas com verrugas enormes na área genital! Descobri até q uma verrruga q vc tem no dedo ou no rosto é hpv! A verruga indica um estágio grave e possibilidade de câncer de útero, o tratamento é doloroso (com ácidos ou laser; alémde medicamentos). Pesquisei muito e vi q essa doença pode-se pegar através de vasos sanitários (assim como a cândida), além da via sexual! Eu, crente da minha vida q ele já havia pedido uma cultura, o infeliz pediu um exame simples! O exame dessa vez acusou cândida (lembrando q ele n tinha visto nenhum sinal da danada pelo miscrosópio - colonoscopia)! Ele disse q pelo exame dava para ver uma reação viral! Perguntei então qual era o vírus. Resposta:" Ah, temos q fazer um novo exame para saber"! Agora pergunto a vcs: Vivemos na idade da pedra? P q ele já sabendo da minha situação, n passou o exame mais avançado q se é conhecido? Ele paga meu plano de saúde? Pq o q eu to percebendo desses médicos é q eles tem pena de passar exame! Mas n tem de passar medicamentos! Mas quase o mandei para akele lugar, qdo ele me passou o Itraconazol, aí n agüentei! Constestei q já o havia tomado por 3 vezes! Ele disse q se criarmos condições favoráveis, ela volta! Detalhe, nem me aliviou da 2 últimas vezes q tomei! E pediu ainda para repetir depois de 7 dias. Passou mais uma pomada para um tipo de herpes! Mas, vem cá! Ele sabe o tipo de vírus para me passar isso? Gente, estou mui revoltada! Minha vontade é de denunciar todos eles pq n resolveram meu problema! Dá para pensar q eles lucram indicando os medicamentos caríssimos dos laboratórios! Deve rolar algum convênio, sei lá! Já pedi a minha mãe para pegar meu laudo, pois vou em outro! E quem vai escolher a porcaria do exame sou eu! Exijo uma biópsia ou um outro q me disseram! Minha cândida já fez aniversário de 5 meses! Pode até ser q ele esteja certo, mas acho uma falta de respeito esses médicos serem tão econômicos em exames, ficarem te enrolando com resultados q demoram um mês para ficarem prontos, te entupir de remédios sem saber ao certo o q vc tem, n terem curiosidade de investigar e ver pq o medicamento está dando errado e o pior: n funcionar! O mais cara de pau foi ele perguntar para mim se eu melhorei! Respondi q para piorar eu piorei, ele n me passou nada qdo fui lá... Aconselhou-me a utilizar meus chás e o q mais no planeta Terra me aliviasse enquanto n tivesse em mãos os resultados! Gente tá aki, meu desabafo! A questão é q minha paciência tá chegando ao fim! Já fui chamada atenção no trabalho por faltar por causa disso e nem mais chá, nem pomada está adiantando nada! Continuei tomando o extrato de uma planta chamada Agoniada, q seca os corrimentos uterinos... mas a vermelhidão, prurido e coceira continuam, principalmente na hora de urinar.... às vezes a dor é terrível.... depois de uns minutos de martírio, a dor passa e volto às minhas atividades. Moral da história: Só sabe a dor quem a tem!

blimunda sete luas disse...

Olha, Gigi, infelizmente é mesmo assim. É um desespero, às vezes parece que para além de termos que combater a doença, temos que combater também os médicos, e convencê-los de que estamos realmente doentes. Eu ando numa fase diferente. Há dois meses já que os meus exames dão negativo, porém os sintomas mantêm-se. Isto já me aconteceu há uns meses atrás, e ao fim de umas semanas sem tratamento, os testes tornaram a dar positivos. Hoje estive no meu alergologista e contei-lhe. Fez-me exactamente a mesma insinuação que um ginecologista me fez naquela outra altura: que eu já estou boa, e agora já são só coisas da minha cabeça.

Tive que me segurar para não desatar a chorar logo ali. Eu SEI que não estou bem. E SEI que não são só coisas da minha cabeça, pese embora, com uma infecção quase a celebrar o 1.º aniversário, a cabeça já não ande mesmo nada boa... Até já penso cada vez mais seriamente em terminar a minha relação por causa disto.

Afinal, se é verdade que uma relação baseada apenas em sexo não tem futuro nenhum, pergunto eu: que futuro tem uma relação onde não há sexo?...

Enfim, isto hoje para o meu lado também está negro. Beijos e força para todas.

Gigi_RJ disse...

Oi, blimunda! Nesses dias para cá, os sintomas são os mesmos, mas achei q depois da minha crise de desespero na segunda, eu fosse piorar.... mas pelo contrário... estou sentindo menos dor, porém vi q os corrimentos reapareceram pq relaxei um pouco ao tomar o extrato da agoniada.. tenho inclusive q comprar outro vidro... sei q qdo tenho os corrimentos, a dor é intensa e já estou com medo! Minha mãe me aconselhou a voltar no tal médico e ver o q ele tem para me falar.. msm estando p da vida, bate uma intuição/esperança de ele me curar! Me acho idiota por isso, mas das 2 uma: ou será meu destino matá-lo ou aprender a dar uma 2ª chance.. apesar da obviedade da 1ª alternativa, vou tentar.

Eu já estava crente q ele ia me passar algo q me deixasse 100% para o carnaval, mas to vendo q entrar na água, nem pensar!

N pense em terminar sua relação... se ele te ama de verdade, vai compreender e mais q isso, verá outras formas de driblar o incômodo da doença...

A vacina, bem, já deixei de lado...

Agora, qdo o médico falar q vc está louca, use o meu provérbio!


bjs,

Gigi

paula disse...

olá miga.quero só dizer q me identifico a 100% c a tua situação..a dois anos q tenho andado c crises recorrentes de candidiase....tb andei de medicos em medicos q n solucionavam o meu problema, ovulos e mais ovulos, cremes vaginais, comprimidos...ja chorei mt devido as crises e e inclusivee algumas noites sem conseguir dormir devido ás tão terriveis comichoes, para n falar nso rios de dinheiro q ja gastei c este problema. tb fiz imensos exsudados em q sempre acusaram a candidiase mas os medicos a quais recorri nunca deram mt importancia pois nunca se interresaram em fazer exames mais aprofundados, limitavam-se apenas a receitar cremes (devo ter utilizado mais de dez marcas diferentes) sem se preocuparem mais...tive uma medica q me chegou a garantir q o meu problema era todo devido ao stress, q eu me deveria aclmar....lol(é impossivel ter calma)..
estive mais de um ano sem conseguirem diagnosticar o problema...
foi entao q me aconselharam ir a dr.anabela cardoso (uma mãezinha) q se interessou pelo meu caso e na primeira consulta q lá fui fez-me uma citologia e tirou-me tb tecido da uretra q foi para analise...foi entao ai q descobri q tinha um micoplasma (ureaplasma)...na altura lembro q fiquei mt revoltada por nenhum medico me ter feita antes esta analise. estive a fazer antibiotico durante 15 dias mais o meu namorado mas mesmo durante o tratamento tive sempre c as malditass comichões...depois de ter terminado o antibiotico fui repetir a analise e o resultado ja deu negativo.
qd eu achava q a causa das comichoes tinha sido eliminada sofri mais uma desilusão pois os fungos voltaram de novo c a mesma itensidade sem indicação de ter melhorado em alguma coisa...lá voltei a ter noites sem dormir, a chorar de nervos, a comprar produtos na farmacia e alguns naturais no celeiro... entretanto la voltei a dr.anabela e ela meiguinha e querida como sempre voltou a ver-me e verificou q eu tinha uma ferida enorme no colo do utero em q me aconselhou a queima-la..antes de ir queimar a ferida tive de colocar uns ovulos pa ajudar a desinfectar e dpois da cirurgia estive de estar um mês de abestinecia e a colocar uma pomada alternado c os ovulos...depois da abstinencia a doutora viu-me e disse q estava excelente e mandou-me tb tomar baciginal oral...fui queimar a ferida em setembro e tenho andado mais ou menos bem pois o mês passado antes de me vir a menstruação tive umas comichões mas nada se compare a antes...oq eu noto é q continuo c a vagina ressequida e tenho dificuldade em lubrificar ( a medica diz q a falta de lubrificação é de eu estar "meia" traumatizada e n conseguir descontrair, o q acredito q seja possivel pois c tanto q ja sofri de dores nas relacões estou sempre receosa durante os preliminares ou seja n csg concentrar-me)...
eu li no teu blog q o teu ginecologista disse q tinha uma ferida no colo, e, eu na minha opinião acho q devias levar isso a serio pois eu depois de ter queimado a ferida fiquei mt mas mesmo mt melhor.antes se eu metesse o dedo na vagina ele vinha cheio de fungos brancos e agora mesmo q tenha uma comichãozita, q é mais superficial, isso ja n acontece...ja agora, custumas perder sangue nas relaçoes ou após as relações? ou mesmo fora da fase mensntrual?todos estes sintomas são derivado da ferida no colo do utero...
olha gostaria de conversar mais ctg sobre este assunto se possivel...demorei dois anos pa encontrar alguem c um problema semelhante ao meu e agora q "te encontrei" não gostaria de perder a possibilidade de conversar ctg...
ainda tenho mt para te contar/desabafar...
beijinhos paula aljustrel estrelaazul109@hotmail.com

paula disse...

olha miga, eu compreendo essa frustação q vai dentro de ti...ás vezes fico a pensar como é q o meu namorado esta cmg, pois se nem sexo decente lhe csg dar...a frustação de sabermos e sentirmos q eles querem fazer amor e nós não conseguirmos corresponder a isso...é de ficarmos loucas...tenho xorado mt...pois fico mts vezes a pensar se ele pensará q sou má na cama, ou por exemplo comparar-me c alguma ex namorada....é mt doloroso...mexe mt c a nossa cabeça...mas a minha sorte é q tenho tido mt o apoio dele e tem sido sempre respeitador e compreencivo nas alturas em q n "consigo"...sim, pq mesmo hoje em dia apesar de ja me sentir mt melhor, as relações ainda n voltaram a ser o q eram...fico sempre magoada na zona do perinio e um pouco inchada ( segundo a medica, ela garante q é ja psicologico)...olha miga, se o teu namorado gostar mesmo de ti ele estara sempre do teu lado...eu tenho a certeza q vais resolver o teu problema e quero q fiques a saber q mesmo n te conhecendo ja me sinto proxima de ti ao ponto de te dizer q podes contar cmg para o q for preciso...se quiseres eu levo-te a minha ginecologista e eu tenho a certeza q ias adora-la...
beijinhos
ps:espero bem poder falar ctg melhor pelo msn estrelaazul109@hotmail.com

Patrícia disse...

Depois de tempos volto eu p/ desabafar denovo, e encontro aqui mais algumas na mesma situação, meninas já dava pra virar novela nossas historias.
Bem sumi um pouco pq graças a Deus a dor me esqueceu um pouco, porém como eu disse não tem como ficar tranquila pq ela* sempre volta, dessa vez voltou mais fraca, mas fraca como ela estou eu depois de tanto tempo. Fui ao médico, não dessa vez não tomei fluconazol sem ir ao médico e ele mesmo me receitar, pra variar comprimidos e creme.
Achei que a minha ferida e a cauterização que fiz era um caso a par da candida, mas pelo que vejo aqui outras tb tiveram o mesmo problema. Realmente não tinha ligado uma coisa a outra, mas foi apos a cauterização q meu sintomas dimunuiram. Agora sigo confiante a esta nova bateria de remedio, acho q confiança não pode faltar e afinal espero que a esperança seja a última a morrer e não a Candida, rs.
A todas o meu mais sinceros voto de melhoras!

Anónimo disse...

Olá: Também já estive aqui antes. Minha candida tem aproximadamente dez meses. Já passei por todos os estágios: indignação, triteza, desolação, esperança, desolação de novo, esperança de novo. Estive numa médica especializada em patologia que me prescreveu o uso de fluconazol (1 comprimido por semana) durante um ano. Cheguei a ficar bem, mas se passo um dia sem remédio a coceira volta. Também fui ao imunologista. Os exames indicaram que tenho imunidade específica para cândida, mas minha imunidade geral está alterada por conta de diversas alergias. Comecei as vacinas, uma aplicação por semana. O tratamento deveria durar nove meses. Ocorre que fiquei grávida. Tive que parar com o fluconazol e com as vacinas. Tenho usado clotrimazol tópico, que mantem os sintomas sob controle. Porém, se fico um único dia sem aplicá-lo a coceira e a vermelhidão voltam. Fico muito desanimada quando vejo que há pessoas que convivem com este problema há anos. Fico questionando se terei que usar remédios para o resto da minha vida... Boa sorte a todas. Nic, NL

Anónimo disse...

Olá: Também já estive aqui antes. Minha candida tem aproximadamente dez meses. Já passei por todos os estágios: indignação, triteza, desolação, esperança, desolação de novo, esperança de novo. Estive numa médica especializada em patologia que me prescreveu o uso de fluconazol (1 comprimido por semana) durante um ano. Cheguei a ficar bem, mas se passo um dia sem remédio a coceira volta. Também fui ao imunologista. Os exames indicaram que tenho imunidade específica para cândida, mas minha imunidade geral está alterada por conta de diversas alergias. Comecei as vacinas, uma aplicação por semana. O tratamento deveria durar nove meses. Ocorre que fiquei grávida. Tive que parar com o fluconazol e com as vacinas. Tenho usado clotrimazol tópico, que mantem os sintomas sob controle. Porém, se fico um único dia sem aplicá-lo a coceira e a vermelhidão voltam. Fico muito desanimada quando vejo que há pessoas que convivem com este problema há anos. Fico questionando se terei que usar remédios para o resto da minha vida... Boa sorte a todas. Nic, NL

Gigi_RJ disse...

Essa semana, depois do meus stress, a dor sumiu do nada! Amanhã vou no tal gineco e vou conferir o discurso... mas se ele disse algo incoerente, vou largá-lo falando sozinho no consultório! Para médico assim é melhor procurar um curandeiro.. pra q diploma de medicina? Depois conto a vcs! Abração em todas.

Lis disse...

Oi! A minha situação não anda muito diferente. Depois que fui ao meu último médico, já voltei lá mais duas vezes. Na segunda passada adivinhem o que ele me disse! Que eu não tinha nada. Na mesma hora disse para ele que preferia ter uma coisa concreta que sumisse com algum medicamento.
Mesmo sem eu ter nada ele me passou um antibacteriano oral e um creme vaginal que associa o mesmo antibacteriano com o antifúngico nistatina. Sinceramente não tenho muita esperança que de algum resultado. Resolvi então tomar tintura de agoniada, 40 gotas por dia que um farmaceutico me indicou. Por incrível que pareça o corrimento diminuiu bastante. Estou com mais esperança no farmaceutico do que no medico. Comprei os tais remédios, mas ainda não usei. Fora isso continuo tomando os medicamentos para ansiedade e depressão, que estão me fazendo muito bem. Nunca mais tive uma crise de choro e não fico tão desesperada mais.
O meu namorado me acompanha desde o início deste meu probleminha e me entende. Quando existe amor de verdade, os problemas parecem menores. Blimunda, o seu namorado tb te entende, se não ele não estaria com vc até hoje.
Já estou com esta doença há 11 meses. Logo vai completar um ano! Gostaria muito que não. Que isto parasse por aqui e ficasse no passado como uma fase difícil que vivi. Mas não estou mais sabendo o que fazer. Já fui em 4 médicos e nada! Chega uma hora que cansa. Eu já cansei faz tempo. Mas tenho que manter a esperança. Vamos todas conseguir. Beijos

Patrícia disse...

Passei um dos mais terriveis fim de semana que já tive, a dor estava fortissima e eu acaba de tanto chorar, passei o dia na cama, sem animo nem coragem de levantar. Meu namorado esteve comigo o tempo todo e até me animou a dar uma volta pra melhorar. Mas eu já não sei o q fazer, acabei mais um tratamento e este não me deu nem UM dia de descanso!
Estou entrando em desespero, minhas esperanças estão acabando a medida que os tratamentos tb estão.
Vou tentar chá de Ipê Roxo (Pau D'arco), cansei de tantos remédios, sinto que meu fígado tb cansou.
Beijos a tdas.

cati_in_the_sky disse...

Tenho 18 anos e ja lido com a Candida ha mais tempo do que me consigo lembrar. Quando era pequena por vezes sentia comichao e ardor "la em baixo" e a minha mae punha-me o creme dela (tambem tem este problema mas muito menos que eu) e passava. Era raro ter inflamaçoes. Com o passar dos anos foi-se tornando mais frequente mas passava sempre quando lavava a zona com Rosalgin (saquetas) e aplicava um creme (Pevisone e outros de que ja nem me lembro o nome, tantos foram). La pelos 16 anos, acho eu, a coisa começou a piorar e entao la entrei no comboiinho que para em todos os ginecologistas mais ou menos proximos, cada um com uma interpretaçao e conselhos diferente. Nunca nenhum me mandou fazer um exame. E nao me levam a serio. A culpa é do stress, mais isto mais aquilo e estou a ser picuinhas e a exagerar.
Ja fiz tratamentos com fluconazol, sporanox, cetirizina, atarax, betadine ginecologico, kenacomb, dermovat, eu sei la! Ainda hoje a unica coisa que da alivio por algumas horas é o rosalgin. Mas o medico ja me disse que so posso usar em situaçoes de crise. Ora porra desde que comecei a pilula é crise todos os dias! Nao ha descanso. Vario entre "pessima" e "completamente desesperada". O corrimento leite coalhado enoja-me acima de tudo. Nao sei o que é uma relaçao sexual normal, sem dor. Alias ja nao sei o que é libido ha muito tempo. Caramba so tenho 18 anos. Ja chorei tanto por causa disto e apetece-me chorar outra vez. Desculpa, nao tens que aturar mais um relato deprimente, isto ja sabes de cor e salteado estou para aqui a ensinar o pai nosso ai vigario nao é?

Olha comecei a tomar lactobacillus acidophilus ha menos de uma semana. Quem sabe, talvez resulte. Tinha um ardor irritante no anus que ja passou. Vamos a ver como se porta a "pequenina".

Boa Sorte a todas e obrigado, blimunda, por teres partilhado a tua historia. É incrivel a quantidade de mulheres que julgavam serem as unicas. Eu era uma delas.

Anónimo disse...

Txi! pois eu tb pensei ser a única! :o)
já experimentei os medicamentos todos que por aqui li! Além de ginecologistas fui a dermatologista, vou no 2º....agora o mais recente tratamento é o BACIGINAL (de por na vagina) e o creme pruri stop, mas ainda não é desta que a coisa vai passar. Isto é realmente desesperante!

Anónimo disse...

DERMOFIX (sertaconazol)
como é k se usa?
é k eu também estou com candida ha ja algum tempo...
rsp rapido

blimunda sete luas disse...

Até onde sei, o dermofix (ainda não experimentei este, mas não tenho pressa, que o efeito deve ser o mesmo...) é de aplicação tópica na vagina.

Consulte este site:
http://www.infarmed.pt/prontuario/framepesactivos.php?palavra=dermofix

Anónimo disse...

Dermofix é o creme vaginal que eu uso, depois de experimentar vários, para mim é o melhor.
Segundo a indicação do meu actual ginecologista faço 4 aplicações com o aplicador e ponho tambem o creme por fora, quando estou em crise. Segundo a informação do meu Ginecologista o Dermofix mata o fungo, enquanto que os outros cremes apenas dispersam (tiram força) ao fungo.

Anónimo disse...

Olá, sou Estudante de Medicina, e já presenciei relatos de pessoas que resolveram o problema com tratamentos alternativos, sendo o mais eficaz a AUTOHEMOTERAPIA, aliados ao cloreto de magnésio em solução, além do complemento com ascaridil.

É muito eficaz, e há reforço do sistema imunológico, vale a tentativa pois não existem efeitos colaterais para autohemoterapia.

Anónimo disse...

Oi, me identifiquei muito com o seu relato. Sofro de candidíase há 6 anos, sendo que ela sempre vai e volta. Já aconteceu de eu terminar de usar o creme durante 7 dias e no dia seguinte já estar sofrendo de novo. O máximo que me lembro de ter ficado livre foram 2 meses. Comecei a ter o problema quando comecei a ter relações. Eu e meu noivo sempre fazíamos o tratamento, mas o problema voltava. Dessa vez ele vai tratar uma micose na virília e nos pés, pois segundo o médico é o mesmo fungo. Veja todas as fontes de fungo próximas a você (todas!!), inclusive micoses de pele. Espero ter ajudado. Boa sorte para nós!

Anónimo disse...

Olá, amiga estou grávida de 32 semanas e estou sofrendo muito com este problema, a minha médica me receitou banho de assento com duas colheres de bicarbonato de sódio em dois litros de água durante 30 minutos e durante cinco dias, foi um alívio para mim.E não se esqueça de usar somente calcinhas de algodão. bjos espero que melhore logo.

Anónimo disse...

Olá,
Por mero acaso encontrei o seu Blog e devo dizer que fiquei impressionado com a história que apresenta, infelizmente demasiado comum nos dias que correm e efectivamente as opções terapeuticas disponiveis até à data, não são sempre muito eficazes.
Sou médico ginecologista em Lisboa. Existe actualmente um novo produto quase que revolucionário do ponto de vista da eficácia e redução dos sintomas que tanto descreve, um produto que já exitia noutros paises europeus e agora finalmente em Portugal... denomina-se de Geliofil, é um gel de aplicação vaginal e com excelentes resultados, quer do ponto de vista da acção terapeutica, quer do ponto de vista da sintomatologia (diminuição de sintomas). O Geliofil é muito seguro, para ter uma noção da sua segurança, é fortemente recomendado até para a gravidez, dada a natureza dos seus compostos. Fale com seu médico, de qualquer modo aqui fica um conselho de um profissional que acha que, mesmo que esses sintomas já não existam, deverá fazer profilaticamente (preventivamente) o tratamento.

blimunda sete luas disse...

Muito e muito obrigada, doutor, esta indicação que aqui deixa vale não só para mim mas também para dezenas de mulheres que visitam este espaço diariamente à procura de respostas para o mesmo problema.

Vou em breve regressar à Maternidade Alfredo da Costa para uma colposcopia, e com certeza que irei falar nisto. Obrigada!

Anónimo disse...

Olá. Tenta ir a um bom médico de medicina natural, abandona todos os remedios que te estão só a fazer mal.
Quanto ao psicologico, penso que me darás razão que pode provocar doenças.
Por isso existem muitos tratamentos naturais que te ajudarão.

Anónimo disse...

Prezada sofredora.Você não é a única e nem vai ser.Entretanto ,se isto serve de consolo,sou homem e sofri com candida albicans por dez anos, depois de inúmeros tratamentos com inúmeros médicos ,sendo que no último tratamento o fiz com remédio fitoterápico e FOI EXCELENTE.Minha esposa só teve candidiase uma única vez , tratou-se e pronto.Lem bro que além de medicamento HOMEOPÁTICO a nossa mente é um barril de pólvora.Já li relatos em artigos de psiquiatria e psicologia de pessoas que se auto curaram (graves doenças,entre elas as provocadas por fungos resistentes como esse, sintomas de cancer, paralisia etc) .Portanto, você tem o primeiro passo para a sua cura , que é a sua mente,e o seguinte será a medicação alternativa.Li um artigo , em um desses sites de medicina, em que um HOMEOPATA E ALOPATA afirma que não existem doenças incuráveis.É o paciente que se predispõe a isso.NOSSA CABEÇA PODE NOS MATAR E AO MESMO TEMPO NOS CURAR.TUDO É QUESTÃO DE TEMPO.AINDA: NÃO HÁ MAL QUE SEJA ETERNO.Este é o ditado mais certo do mundo.Procure um médico homeopata.AH!Existe um medicamento alternativo que é feito com material do próprio paciente, ou seja o corrimento, a secreção, as escamas ou o que for preciso neste caso de CANDIDÍASE.BOA SORTE !

Anónimo disse...

olá a todas!
Estou neste momento a ser medicada com trophoseptine(comprimidos vaginais).Já alguma de voçês usou?É normal os comprimidos não serem absorvidos e serem "quase" expelidos?? Boa sorte a todas!

Anónimo disse...

Olá!
Fiquei feliz ao descobrir neste blog que não sou a única a padecer deste mal. Sou atormentada desde Outubro de 2003 altura em que estava grávida de 7 meses (tive uma pneumonia e piorei da asma tomei inúmeras cx de antibiótico e desde então...) até agora, já o meu filho tem 3 anos. Tb já tentei tudo e agora devido a um problema que surgiu na uretra e ao qual quase fui operada em Dezembro estou a fazer toneladas de exames, entre os quais finalmente a análise hormonal que eu creio que irá revelar alguma coisa. Como sou gulosa vai ser dificil mas vou cortar os doces e tentar algumas das abordagens propostas e vou estar com atenção ao feedback das outras meninas.
Bjos e as melhoras

femiar disse...

tbm sofro com esse mal, isso vai e volta é muito ruim, já há alguns anos tenho esse corrimento esbranquiçado e nem sempre tenho coceiras, mais acontecem, uma vez coçei tanto que fiquei inchada e dolorida, minha genicologista sempre me receitou cremes vaginais para serem usados em 7 dias, uso e nunca melhora, vivo com isso, só que agora minha situação piorou, nestes últimos 2 anos, bebi, fumei cigarro, tive noites mal dormidas, todas as semanas, pois ao termino de um relacionamento de 4 anos, quis me libertar um pouco, e isso fez com que surgisse o HPV, uma doença que minha genicologista disse que eu já poderia ter, mais antes não se mostrou, pois eu só fazia exames de rotina e cuidava desse maldito corrimento, mais lendo sobre essas doenças, vi que uma é relacionada a outra, ou seja, o meu corpo está sem proteção, por isso tenho mais probabilidade de adquirir uma DST, e por não ter encontrado uma cura para essa maldita candida, estou com um cisto no útero, gerado pela HPV. em janeiro fiz mais uma vez uso de creme vaginal e comprimido (TINIDAZOL 500 ML comprimidos) (TINIDAZOL + TIOCONOZOL creme) melhorou por umas 2 semanas, mais nesta semana olha ela aqui novamente, normalmente tenho corrimento mais não coceira e ardencia, mais essa semana tá demais, essas crises de coceiras são menos frequentes, mais o corrimento é continuo; agora depois do carnaval vou a um outro genicologista, para o tratamento do HPV, talvez eu tenha que queima-lo ou cura-lo com remédios; estou muito triste, pois tem apenas 2 meses que estou num novo relacionamente e não sei como falar esse meu problema, fico com muita vergonha pois na hora do sexo, as vezes rola se sair no pénis aquela massa esbranquiçada, eu logo coloco a mão e o ajudo a gozar.
tomara que em relação a HPV dê tudo certo, espero!
mais será que me livrarei desse carma!?
o meu medo tbm é de não poder ter filhos, pois posso transmitir HPV.
outra coisa no ano novo eu e meu namorado bebados transamos sem camisinha, até então eu não sabia desse virus em mim e agora estou muito preocupada, estou esperando esse novo genicologista, para tirar minhas dúvidas e ter coragem para falar com o meu namorado.
alguém por favor se souber a cura desse problema nos ajude, pois pelo fato de eu não ter encontrado a cura obtive problemas mais sérios!
Meninas nunca deixem de usar camisinha!
creio que o HPV foi contraido pelo meu ex que me traia, e por minha baixa resistencia hoje tenho um cisto no útero!
que só proliferou pelo fato da bebida, cigarro, má alimentação, etc...
estou tentado parar de fumar e beber (tenho diminuido) e sei que tenho que mudar meus hábitos alimentares!
estou preocupada e buscando todo tipo de informação, acabei chegando aqui, problemas iguais ao meu!
se cuidem, sempre com o pé atrás de namorado, marido, etc, peçam que façam exames e usem CAMISINHA até ter um diagnostico de que nenhum dos dois tem qualquer tipo de contaminação, e mantenham-se fieis! é importante para a saúde!

femiar disse...

a já ia me esquecendo, lendo os comentários vi que alguém fez o uso de iogurte (lactobaciolos) obteve algum resultado? pois quero tentar!

Anónimo disse...

Olá a todas as senhoras, sou o mesmo médico que colocou um comentário no dia 02/02/07, passei por aqui para ver se já havia uma resposta desta simpática doente que deu origem a um blog deste tamanho, relativamente à consulta na MAC. Vi que ainda não ... Contudo, é inacreditável os comentários e sugestões que entretanto apareceram. Devo dizer da minha experiência clinica que tudo aquilo que decidam experimentar, pode complicar de forma irremediavel estas situações. É por isso mesmo que existem situações que se arrastam por anos e que dão origem a problemas tão complicados. Mais gritante de tudo o que li é a sugestão à utilização de iogurte! Não o façam, é um método ultrapassado e que o tempo veio a demonstrar resultados piores que os desejados. Não está comprovada a eficácia de lactobacilos, antes pelo contrário.
Consultem um especialista e existem actualmente outras opções, nomeadamente o Geliofil, sendo a opção mais actual e eficaz que se conhece no tratamento destes sintomas.

blimunda sete luas disse...

Hum... Corroborando o que disse o doutor, devo dizer que também andei uns tempos a colocar iogurte no sítio. Quando fui fazer um esxudado a seguir a isso, tinha a flora doderlein diminuída e muitos bacilos e cocobacilos gram-positivos. Exames posteriores já não acusaram nada disso, de facto. Fiquei sempre com a dúvida se não teria sido do iogurte...

Eu continuo "agarrada" à medicina convencional, vou agora dedicar-me a fazer exames complementares, porque acredito cada vez mais que a minha candida é a consequência de algo mais, que ainda não foi detectado, e daí que estes medicamentos sejam tão ineficazes a eliminar todos os sintomas. Mas se chegar à conclusão que é mesmo só infecção por candida, vou virar-me para a homeopatia. Não vou continuar a gastar dinheiro em "azóis" que não resolvem o problema. Mas vou à procura do Geliofil, sim senhor. Mais uma vez, obrigado ao médico que se disponibilizou a conversar connosco. Volte sempre! ;-)

Anónimo disse...

Olá outra vez! Eu já postei anteriormente que o meu problema surgiu na gravidez. Fiz parto natural mas levei uma "bruta" episiotomia. A ajudar tive muita prisão de ventre no pos parto e fiz inclusive uma fissura anal. A médica dizia que era normal a secura, a irritação e até coceira mas parei de dar de mamar, parei pilula e não passava. Mesmo quando a candidiase não está activa não tenho lubrificação e a pele parece estar sempre magoada. O que a mim me deixa mais dúvidas é que o periodo nunca mais veio naturalmente tive de tomar hormonas e depois fiquei com a pilula por isso acho que só pode ter alguma coisa a ver com as hormonas... Vou buscar os resultados 2ª e espero que se conclua alguma coisa... No entretanto queria dizer-vos que tenho uma mistura que me ajuda bastante Cicamel (ajuda a regenerar a pele)+Gino Canesten. Misturo um pouquinho das duas e ponho (não lá para dentro). Também não arrisquei em por iogurte lá no sitio (estou é a ingerir bateladas dele e é do que faço em casa, a partir de Activia ou Actimel). também andava com umas vontades loucas de comer gulodices e agora forcei-me a parar (ontem havia uma caixa de bombons no escritório e eu não roubei nem um! Em vez disso comi uma cenoura... Bom pelo menos vai ser um espectáculo vestir o bikini. Mas isto para dizer que coincidência ou não com a diminuição dos doces, muito chá de camomila e uns dentitos de alho sem por mais pomada sinto-me melhor!
Queria tb deixar outro conselho que me ajudou: Para quem sofre tb de prisão de ventre as candidas podem aumentar no anus e depois é só um pulinho (eu acusei excesso de candidas nas análises de fezes) e então a minha alergologista sugeriu tomar o mycostatin (nistatina que se dá às crianças) e fazer umas saquetas de normacol para normalizar o intestino. Isto normalmente tb ajuda.
bom, depois darei noticias dos exames.
As melhoras!

Anónimo disse...

Gostaria de saber como comprar o GELIOFIL aqui no Brasil,já que há 2 anos procuro por um tratamento eficaz e ainda não encontrei nada que me ajudasse. todos os meses a bentita volta independente do que eu tome ou aplique.

Anónimo disse...

Olá , gostava de agradecer ao médico que deu a dica do Geliofil. O meu problema já se arrasta há 3 anos, com intervalos mas acho que de tanto medicamento a flora vaginal está alterada. Assim comprei o Geliofil e já pus 2 noites seguidas. De facto sinto-me melhor. Aguardo o resto do tratamento para ver como ficam as coisas. Mas desde já obrigado Doutor!

Anónimo disse...

Cara companheira de problema,
Eu ja tenho um historico de candida desde os meus 18 anos. Hj eu tenho 32... Bom, ao longo de todo esse tempo descobri as seguintes dicas:
existe uma "vacina" homeopatica q ajuda bastante. Qdo vc sentir os primeiros sintomas, vale a pena comecar a tomar por alguns dias(Candida alb. 12CH)
Descobri q determinados alimentos estao muito ligados a minha candidiase: pao (pq tem fermento natural=fungo. A candida eh tb um fungo), vinho, queijo.

Espero q ajude! Pra mim fez toda a diferenca!

Um abraco e boa sorte!
Dulce

Anónimo disse...

Cara companheira de problema,
Eu ja tenho um historico de candida desde os meus 18 anos. Hj eu tenho 32... Bom, ao longo de todo esse tempo descobri as seguintes dicas:
existe uma "vacina" homeopatica q ajuda bastante. Qdo vc sentir os primeiros sintomas, vale a pena comecar a tomar por alguns dias(Candida alb. 12CH)
Descobri q determinados alimentos estao muito ligados a minha candidiase: pao (pq tem fermento natural=fungo. A candida eh tb um fungo), vinho, queijo.

Espero q ajude! Pra mim fez toda a diferenca!

Um abraco e boa sorte!
Dulce

Sandra disse...

Olá Blimunda,
Fiquei de facto consternada com a tua história.Sou afectada pela Candida á pouco mais de um mês e para mim já é uma tortura,não consigo imaginar a tua situação.A minha é menos dolorosa só arde a urinar e a tentar "estar" com o meu namorado.Gostaria de saber onde se pode comprar GelioFil.Já está disponível em qualquer farmárcia?Tb gostaria de saber se alguma de vocês já teve hemorragia depois da aplicação de pomadas(aplicação intra-vaginal).

bjinhos e força,
Axo que a vais vencer,espero vencer tb a minha.

Anónimo disse...

Olá,
Um enorme e sincero agradecimento ao médico que sugeriu o GELIOFIL, pelo que deduzo da especialidade de ginecologia. Falei com a minha médica (Hospital São Francisco Xavier) acerca da possibilidade de experimentar o referido Geliofil. Confirmou tratar-se de um produto novo e promissor quanto aos seus resultados. Já fiz uma caixa de tratamento e vou continuar o tratamento de manutenção por mais alguns tempos. Devo dizer que após várias (demasiadas até) tentativas com os mais variados medicamentos e produtos de higiene, já referidos por tanta gente neste blog, nada se compara com o bem estar e alivio que o geliofil me veio a proporcionar. Já fiz referência à minha médica destes resultados e pelos vistos não fui a única a referir os mesmos resultados.
OBRIGADO!

Anónimo disse...

Quem toma pilula anticoncepcional pega candiadiase e o que pode melhorar é lactobacilos acidofilos em gforma de ovulos manipulado em farmacia por 4 noites ....
esperar a mestruação e quando terminar conta 4 dias e começa a usar os ovulos , quando tb termina algum creme vaginal esperar 4 dias e começar a usar um por noite o ovulo ,,, a flora fica estavel .... qq coisa compre yakult e 4 injeççoes bem fininhas tipo diabete , suga o yakult e deita e coloque o corpo da injeção na vagina , claro né pessoal sem a agulha retire e jogue fora ... ate para corrimento simples isso adianta

blimunda sete luas disse...

Sandra,

O Geliofil está disponível na Farmácia. O mais que pode suceder (foi o meu caso) é que, sendo um produto tão recente, a farmácia não tenha em stock e precise de encomendar.

Agora, essa questão do sangramento após aplicação do creme, julgo que deves dar especial atenção a isso. As melhoras!

Anónimo disse...

Olá a todas.Não consegui resistir.Estava a ler os vossos comentários e a ver-me neles. Estão sempre a dizer para não nos auto-medicarmos, procurarmos ajuda médica...Mas às vezes os médicos não dão muita importância ou atenção aos ditos por ser um mal menor...mas para quem vive com esse "mal-menor" pode-se tornar muito grande pois afecta a nossa auto-estima e a relação com o nosso parceiro.
Há cerca de um ano fiz uma citologia à qual a minha médica, 2 meses depois(não sei o pq da espera), me chamou e disse que tinha uma inflamação por cocos.Fiz o tratamento que deve ter alterado a minha flora vaginal, apanhei candida e tratamentos e mais tratamentos ainda não me livrei dela. A médica devia-me ter alertado para o 1º tratamento que podia dar outros efeitos..Nada! "Estão-se a borrifar". Eu ia lá sentindo-me mal por ser a chata e ela só de olhar, sem me mandar fazer qq exame, dizia:"Está com candida".Depois de muitas idas lá, lá me mandou fazer um esfregaço que deu ausências de bacilos de doderlein...
Já não voltei a ir à médica...Vou tentar um tratamento mais natural: evitar doces, por iogurte natural, beber chá de pau d'Arco e lavar-me com uma solução de bicarbonato de sódio...Depois vou repetir o exame por minha conta e vou a outra ginecologista..
Boa sorte para todas nós!

Anónimo disse...

Olá a todas , já tinha enviado um post no dia 8 deste mês sobre o Geliofil e agora que acabei os 7 dias de tratamento confirmo que estou muito melhor. No final da semana tenho consulta no ginecologista e ele verá se ainda há ou não vestígios de fungos.
Gostaria de alertar para o facto de ser muito importante consultar um dermatologista depois de se ter tido fungos.É que estes provocam problemas dermatológicos que muitas vezes nós confundimos com os próprios fungos. Só o dermatologista poderá ver o estado em que a pele ficou e dar o respectivo tratamento. Só para terem uma ideia só após um tratamento de 3 meses com cremes é que a pele ficou regenerada.
As melhoras para todas.

Anónimo disse...

Olá a todas
Estou a usar tb o Geliofil, vou no 5º dia
De qualquer forma continuo com uma irritante comichão nos lábios vaginais, o dermatologista disse para por Pruri stop, mas não alivia muito....e apos 2 ou 3 dias la volta a comichão horrivel, que por vezes até sangra! alguma ajuda?

:-)

blimunda sete luas disse...

E pronto. Consulta na MAC, colposcopia feita, tenho apenas o consolo de não ter outros problemas para além da Candida. Está tudo bem, e palavras da Dr.ª, tenho que aprender a viver com isto. Se fosse diabética tinha que tomar sempre insulina, tenho candidíase, tenho que tomar sempre fluconazol. 6 meses a 1 ano, diz ela. Ou até o meu fígado aguentar, digo eu.

Eu não acho que ande a ser mal acompanhada, sinceramente. Mas custa-me muito esta insistência em medicamentos que não me resolvem todos os sintomas, e que sobretudo, não me permitem voltar a ter uma vida sexual normal.

Falei à medica no Geliofil. Ela não conhecia mas achou que era uma boa ideia. Até tomou nota e tudo, para ir à procura. E de modos que aqui vou eu insistir no fluconazol uma vez por semana, sabe-se lá até quando, vou experimentar o Geliofil e espero que ao menos esta secura vaginal e o corrimento diminuam.

Tenho consulta de homeopatia marcada para Março. Será que devo abandonar a medicina tradicional de vez? Ando a aguentar-me à conta de anti-depressivos, a minha vida emocional vive há um ano ensombrada por este problema. Aprender a viver com isto, tudo bem, mas ao menos umas folgazinhas de vez em quando não seria mau...

Anónimo disse...

Pelos vistos andamos todas no mesmo e devo dizer que pensava que estas irritações e corrimentos iam acabar definitivamente com a minha vida emocional, sexual, etc etc, acho que todas me entendem.. devo dizer que tinha dado um espreitadela a este blog já fazia algum tempo e curiosamente a minha médica também me aconselhou este novo tratamento com o geliofil. Os resultados para mim foram muito satisfatórios. Acredito igualmente que seja uma questão de tempo até se conseguir criar as necessárias defesas naturais, até porque de acordo com a minha médica, deverá haver um tratamento de manuenção durante mais alguns tempos (sempre após menstruação) para garantir que não ocorrem novos episódios desagradaveis.
Blimunda atenção que eu também fiz durante muito tempo um tratamento de manutenção com fluconazol, a questão é que este medicamento além de eliminar o fungo, reduz igualmente as nossas defesas naturais e por isso é que na maioria das vezes voltamos ao mesmo... Após o fluconazol deverás efectuar o tratamento com geliofil(isto por recomendação da minha médica, após tratamento com antibiótico ou antifúngico deverá efectuar-se geliofil para reposição de defesas naturais, que para mim faz algum sentido..). Atenção aos métodos tradicionais amiga, às vezes é pior a "emenda que o soneto", para mim não tive grandes melhorias, mas percebo que o nosso desespero leva-nos a considerar todas as opções possiveis!
Beijinhos a todas, muita paciência e boa sorte nos vossos tratamentos!

picachu131 disse...

oi
Estava a olhar na net alguma coisa que pudesse solucionar o meu problema também. Venho pesquisando faz tempo e encontrei um site de remedios naturais, como capsulas de aho e Ehinácea para o combate a candidíase. Tive esse probela a uns 11 anos atras e depois era raro acontecer, mais ultimamente ele reornou. Confesso que é muito incômodo fico até deprimida. Mais vai a dica dessas capsulas. E vou tentar tb logo após este gel Geliofil, quem sabe?
Um abraço e boa sorte para nós

Anónimo disse...

Oi blimunda,

Fui a farmácia hoje e falei desse gel, mas o farmaceutico não conhece. Vc ja conseguiu encontrar?

Anónimo disse...

Ah, esqueci de dizer que sou do Brasil e se alguem souber onde posso encontrar esse gel tao benéfico a este problema ficaria muitíssimo agradecida.

Anocas disse...

Oi, sou mais uma adepta do geliofil, tenho tido de quando em quando um corrimento muito desagradável, mas os exames que tenho feito não acusam rigorosamente nada, pelo menos desde que fiz um tratamento com um antibiótico.
Tive muito bons resultados com o gel e conheço mais umas amigas que infelizmente tinham sintomas semelhantes (pelos vistos isto está mais do que comum..) e também estão a fazer tratamento com geliofil.
Encontrei facilmente na farmácia, mas é uma questão de pedir porque se não existir em stock eles encomendam..
Amiga não sei se há já no Brazil, não conheces ninguem por cá que te possa mandar??
beijinhos

blimunda sete luas disse...

Pois, eu penso que para as amigas do Brasil pode ser mais complicado encontrar o Geliofil. Tal como já referi, aqui em Portugal ainda há muito pouca gente a conhecer isto, mas na farmácia é possível encomendar. No Brasil, nem sei se será comercializado. Mas para quem estiver interessado, vá aqui:

http://www.mifarmacia.es/producto.asp?Producto=030805-308841

ou aqui:
http://www.saninforma.it/Sezione.jsp?idSezione=3411&idSezioneRif=1416

São sites que encontrei que permitem compras on-line. Será que podem enviar para o Brasil? É experimentar! Boa sorte!

Anónimo disse...

Olá , depois de como disse no dia 13 ter feito Geliofil , ontem o meu médico confirmou que não tenho fungos. Disse que o Geliofil é óptimo e existe um outro medicamento do género que se pode tomar durante meses que se chama Prevegyne (laboratórios Azevedo).
Agora vou fazer uma vacina que também é recente no mercado , Baciginal (comprimidos e óvulos) mas o médico alertou para o facto de não dar resultado em 50% das pessoas. Esta vacina é para criar imunidade aos fungos. Isto é um problema que cada uma tem que resolver de maneira diferente. O que faz bem a uma pode não fazer nada a outra. Espero que as colegas brasileiras consigam encontrar o Geliofil no Brasil.
Meninas , as melhoras.

Sandra disse...

Oi Blimunda,

Gostava de saber em concreto quais os sintomas da cândida,porque porque eu sou capaz de passar dias e dias sem sentir ardor ou comichões e quando tento estar com o meu namorado vem a dor insuportável e não consigo.Gostava de saber se convosco é o mesmo ou há muito mais.

bjinho,

Sandra

Anónimo disse...

Oi Sandra, também passei exactamente pelo mesmo e devo dizer que até ao momento não tenho queixas, fala com teu medico(a) para encontrarem uma solução adequada. Já percebeste que cada uma de nós acaba por ter um tratamento diferente, provavelmente porque cada caso terá as suas especificidades.. Eu fiz como referi um tratamento com geliofil, depois de vários meses de desespero, angustia, baixa auto-estima e neste momento estou perfeitamente bem. Devo dizer que tal como a blimunda, fiz de tudo e recomendaram-me de tudo, mas nem sempre os resultados foram bons o que nos leva a pensar que vamos andar com este problema para sempre... a minha questão também não era relativa a fungos e também cheguei a experimentar o prevegine no final do ano passado, mas fiquei na mesma passado um mês e tal. Aqui fica a minha experiência! beijinhos e boa sorte! Ana

blimunda sete luas disse...

Também já fiz o tratamento com o Geliofil, terminei ontem. Aquilo de facto é bom, é fresquinho, e conseguiu reduzir-me o corrimento. Entretanto também estou a tomar o fluconazol todas as semanas. Mas dizer assim que tudo desapareceu por completo, nem pensar. Vou ter que me encher de coragem, eu e o meu companheiro, para tentarmos novamente o chamado sexo, a ver se desta vez a coisa corre melhor que nos últimos tempos.

Estou cheia de receios, claro. E isso também não ajuda nada, evidente. É a viding...

Claudi disse...

Embora tenha crises de coceiras desde os meus 18 anos, agora aos 34 é que isto começa a tomar proporções que não gosto: crises cada vez mais longas, corrimento mais espesso, cheiro e gotinhas de sangue. Não tenho agora parceiro ou passei por gravidezes, o que complica muito e o primeiro caso eu sei bem o que custa, porque para mim tão duro como não poder dar prazer a quem se quer bem, é a frustração de saber o bem quem faria receber afecto e naõ poder fazer nada
Por estar com muita tensão no emprego, e apesar de ter suspendido a pílula estou pior. A teoria dos doces e dos amido eu confirmo, e acreditem que tem sido um excelente aliado em questões de peso; não usar roupa interior o máximo que se pode também é boa ideia e usar saias mais que calças seria a melhor das politicas se eu não estivesse num Inverno, que ainda que ameno é europeu. Quanto a questão dos abusos dos fármacos infelizmente também sou bom exemplo. Sou propensa a micoses desde criança: tive aftas, furúnculos, terçolhos, e amigdalites na infância em quantidade considerável e por receita médica e muito amor de mãe tomei uma dose suficientemente impressionante para não gostar da palavra remédio até hoje. Se juntarem uma inexplicável dose de neutrófilos baixos que ajudam a imunidade em baixa (isto disse-me um profissional da medicina de trabalho porque estranhou o facto depois de 30 anos de análises…), vão perceber que vira e mexe apesar de não apanhar nem uma gripe por ano... coço.
E por falar de desatenção médica quanto a ginecologistas (e olhem que há pessoal médico cá em casa) só a titulo de exemplo: na primeira vez que fui em adulta, a senhora desatou a por um bico de pato de tamanho considerável, reclamou de não te "colaborado", tudo porque "achou" sem perguntar, que aos 18 anos já devia ter "parceiro de festa". De lá para cá apenas tive uma boa profissional, e por lhe ter perdido o rasto, vou experimentando outros profissionais, porque me recuso a ser maltratada, por quem tem a obrigação de ter mais respeito sobre o corpo humano, cuja missão é cuidar.
Portanto meninas acertar num médico e num medicamento vai dar trabalho, mas mulher é animal guerreiro.
Entretanto obrigada: vinha à procura duma solução e encontrei algumas pistas para considerar antes de uma próxima visita ao médico.
Se calhar falo assim porque o meu caso é muito mais leve, ainda que longo. Seja como for não vos quero tristes, quer-vos inconformadas para dar a volta

Anónimo disse...

Bom dia,
Primeira coisa que vc deve faaer é não admitir que seu nome e candida albicans e outra coisa minha irmã já teve muita candida e faz uso de uma substancia homeopatica chamada CANDIDINO em gotas e graças a Deus não teve mais nada.Procure um Homeopata.bjs Tigresa

Luz no fim do túnel disse...

Olá!
Tambémsofro deste mal que te aflinge. Pelo tempo espero que já tenha melhorado.
Bom, sei que antibióticos só aumentam o problema pois acabam matando a flora que controla a manifestação da candida.

Uma dieta sem nenhum tipo de açúcar, enteda: doces, frutas e frutas secas; sem nenhum amido(pão e massas em geral)con segue matar a candida de fome.

Só pode comer: vegetais, legumes(menos as batatas e afins), carnes.

Também é preciso fortalecer o fígado e o sistema imunológico que deve estar muito debilitado.

Tente acessar o site da correcotia, tem um texto muito bom para o tratamento de ste mal.

Boa sorte!!!

Uma luz no fim do túnel disse...

Aqui vai uma parte do texto do site correcotia...


COMO TRATAR?

O tratamento deve fazer três coisas: controlar a exuberância da cândida, matar os fungos que se espalharam pelo corpo e fortalecer o seu sistema imunológico para que ele volte a trabalhar direito.

A cândida sobrevive basicamente dos açúcares da nossa alimentação, e lambe os beiços cada vez que pode engolir uma celulazinha morta por falta de vitaminas e sais minerais. Seu ideal é que a gente tome refrigerantes de manhã, almoce sanduíche e sorvete, jante biscoitos com queijo e coma mil balas, biscoitos e chocolates nos intervalos. Como esse tipo de comida desnutre, vamos matando células - que a cândida, glup!, engole para ficar bela e prolífica. Portanto, para começar a se livrar dela você tem que se fortalecer e deve evitar durante algum tempo: açúcar, pão, bolo, biscoito, gordura, queijos fermentados, cereais refinados e suas farinhas, batatas de todos os tipos, nozes, frutas secas, frutas doces, suco de laranja, vinagre, qualquer coisa que contenha fermento, levedo de cerveja, bebidas alcoólicas, chocolate, café, chá preto...

Anónimo disse...

Olá caras companheiras de luta! Andava eu desesperada na procura de uma solução para o meu problema neste mundo que é a net quando me deparei com este grupo com o qual me identifico e muito.
A busca para a cura não pára, não é? Estou a sofrer desse mal há três meses, o que para algumas é brincadeirinha,visto o tempo de padecimento ser já imenso. Nem quero pensar nessa possibilidade. Já experimentei flucanazol, canesten, dafnegil, saugella... enfim. Se dizem que é bom e o médico receita lá experimento. Mas até agora não tenho tido muito sucesso, pois alivia por uns tempos e lá volta à carga. Já consultei três médicos e a sensação que tenho é que as pessoas acham que sou hipocondríaca.
Neste momento estou um pouco melhor (até ver). Não tenho comido muitos doces, ponho iogurte na dita senhora e à noite dermofix. Ontem tentei experimentar comprensa de alho, mas não consegui aguentar a água quente. Tá sensível a pobrezinha. Mas ainda vou experimentar. E camomila que li aqui no blog.
Um abraço e um beijo de quem vos compreende perfeitamente

Anónimo disse...

olá boa noite.
A minha saga começou há já 5 meses. Como queria engravidar fui fazer exames para saber se estava tudo bem. Qual não foi o meu espanto, quando descobri que tenho candida spp. Nunca tive dores só corrimento. Já fiz uma data de medicamentos descritos atrás e nada estou bastante deprimida pk enquanto isto não passar não posso engravidar.Já nem consigo olhar para grávidas. Ter de ir ao médico é uma cruz pk sempre que faço um enxudado lá está a candida. Tb já fiz uma vacina para os instestinos. Estou desesperada. Fiquei agora esperançada com o medicamento geofil de que falam.Para o comprar é necessário receita médica? Como é usado? Sexta feira tenho outra consulta, vou ver se o doutor conhece este medicamento. Um beijo para todas. Ana

Anónimo disse...

Queria mais informações sobre o medicamento homeopático Candida Albicans. A dinamização, dose, como é feito, etc. Será q alguém sabe dizer?

Anónimo disse...

Olá a todas . Tenho os mesmos problemas de quase todas vocês e peço que procurem a AUTO HEMOTERAPIA para ajudá-las. A AUTOHEMOTERAPIA consiste na retirada de 5 a 10 ml de sangue do nosso corpo e em colocá-lo de noco no corpo no musculo do braço ou nadega.A AUTOHEMOTERAPIA faz que a taxa de macrófagos(as celulas que limpam nosso organismo) suba de 5 a 20% em 8 horas e precisa ser aplicada 1 vez por semana. Descupem se escrevi mal alguma coisa, mas pesquisem na internet, rola por ai um DVD de um medico aqui no Brasil explicando tudo sobre o assunto! Outra coisa que eu tenho para falar é sobre o uso do remedio homeopatico chamado THUYA CH6, usado para combater o HPV..este mudicamento é realmente milagroso,acreditem!Boa sorte a todas.Se quiserem entrar em contato : carol_cbr@hotmail.com

Anónimo disse...

Por favor parem de falar de produtos homeopáticos, que ridiculo! Como se já não fosse suficiente as más experiências de tantas pessoas...

Anónimo disse...

Se falo de produtos homeopáticos é porque realmente usei e obtive resultados que nenhum "Sporanox" me trouxe.. e quem sofre com essa maldita doença jamais se prestaria para falar do que não sabe aqui.

Anónimo disse...

Olá meninas, sou do Brasil, e tenho candidiase repetitiva a um ano e meio, vou tentar um novo tratamento para acabar com ela. Tive um exemplo de uma amiga que fez e para ela resolveu nunca mais teve a maldita. O marido dela fez uma cigurgia de retirada de um pouquinho da pele, a cirurgia se chama Postectomia e o meu " NOVO" médico indicou para meu esposo ja marcamos a cirurgia é para a semana que vem . Estamos torcendo para um ótimo resultado. Amigas torçam por mim.
Continua a me comunicar ate . Beijos. Medianeira-Paraná-Brasil

Anónimo disse...

Gente, estou impressionada com a quantidade de informações favorveis que consegui neste texto. estou satisfeita porque tenho este problema ha uns 05 anos, porem não não grave quanto o voces, mas sofro muito, agora mesmo estou em crise, ja tomei tudo que voces falaram. Estou interessada neste geliofil, sou de Brasília - Brasil, vou procurar hoje nas farmacias. parabens pela incansavel procura da cura. beijos a toda

Anónimo disse...

ESTOU TOMANDO XAROPE DE AGONIADA ENCONTRADO NAS LOJAS MUNDO VERDE, E VOU TOMAR A TINTURA DE AGONIADA MEU CORRIMENTO DIMINUIU MAS NÃO SEI O QUE TENHO MEU PAPANICOLAU DEU INFLAMAÇÃO NIVEL BAIXO MAS AMEDICA PEDIU EXAME DE HPV NIC I, ESTOU COM MEDO ENTÃO RESOLVI LIMPAR O ÚTERO E O OVÁRIO DESTA FORMA ANTES DE FAZER A COLPOSCOPIA COM BIOPSIA. NUNCA TIVE NADA PARECIDO A Ñ SER PEQUENAS INFLAMAÇÕES MAS AGORA ME PREOCUPO... FORÇA MENINAS, ENTREI NESTE BLOG POR ACASO NAO SEI COMO VOLTAR POR FAVOR ME MANDEM O SITE DELE, E DAREI MAIORES INFORMAÇÃO POR MEIOS DE PESQUISA QUE TENHO FEITO, OBRIGADA!
JANMAC@IG.COM.BR

Anónimo disse...

Boas minhas senhoras...Afinal sao estes tipos de casos que nos fazem desejar termos nascido homens...eu tb ando com o msm problema(ou pensava k andava). Na realidad td começou em meados de junho do ano passado. De um momento para outro comecei a ter uma comichao k foi piorando com o passar dos dias ate que uma semana depois nao aguentava. Nem sequer conseguia dormir em condiçoes e ja nem me podia mexer nem coçar senao ainda piorava. fui as urgencias no hospital e a medica disse-me que tinha candida. Mandou-me monuril e gino-Trosyd e fiquei curada. Nunca mais tive problemas desses. Claro ate dezembro... quando voltei de novo a ter aquela maldita comichao. Em menos de 3 meses percorri 4 medicos, dois deles ginecologistas. Os quatro disseram-me k era candidiase e eu fiz os tratamentos mas pareciam placebos. Nao resolveram nada. Tanto k alguns so pioraram o corrimento. tudo isto pk se calhar era o caso mais favoravel, ja k era virgem.antes de ir ao primeiro medico fui a farmacia comprar um Confidence Kit(akeles kits pa saber se temos ou nao infecçao nos genitais) e deu-me vaginite bacteriana. eu nunca disse nada aos medicos deste teste mas de cada vez k acaba um tratamento fazia o teste e sem muito espanto, nunca mudava de cor, k dizer continuava com a vaginite. os tres primeiros medicos eram das urgencias e ultimo é o meu ginecologista. ha 3 semanas fui la pela segunda vez e disse-lhe k continuava igual e k achava estranho como é k voltando a utilizar o gino-Trosyd(kem mim foi um santo remedio da vez k tinha candidiase) continuava supostamente com fungos? nao sei se foi disso mas ele me recetou antibioticos para a vaginite e ja estou curada. mas garanto-vos que se ele me tivesse dito que eu é k tava maluca e k tinha fungos, eu ia a farmacia e fazia de novo o teste e mostrava-lhe e depois viamos kem tinha razao. por isso aconselhos vivamente que vao o mais rapidamente possivel a uma farmacia comprar o kit e que fazam o teste. este kit da para verificar a presença de infecçao fungica, vaginite bacteriana e trichomonas. Acho k vale a pena tentar ate porque o sintomas sao muitissimos parecidos. E depois é so rezar para, nos vossos casos sem cura aparente, nao dar candidiase. Boa sorte.

Anónimo disse...

Experimente ler o texto que está no seguinte endereço:

http://groups.google.pt/group/pt.conversa/browse_thread/thread/5521d55bd3e43f29/b0242ce536ef4d0b?lnk=st&q=vulvite&rnum=1&hl=pt

Espero que ajude.

Anónimo disse...

Nossa estou sofrendo desta maldita candidiase há um tempo, ela melhora e depois volta, é de enlouquecer qualquer mulher,surtei tanto que achei q estivesse com alguma doença grave, graças a Deus,não é, mas não sei o q faço mais ,vou trocar de ginecologista,tomar outro remédio,prolongoar o tratamento, fora a depressão que dá, comecei a ter medo de homens...

Anónimo disse...

o mais lixado no meio disto td é o fato de nem os medicos se entenderem com isto...eu li num forum espanhol k uma senhora k ja sofria de candidiase a 18 anos, curou-se da noite para o dia. isto tudo com uma simples aplicaçao de um tampao cheio de sumo de aloe vera, a noite, ao deitar-se e no dia seguinte ja na tiha nada!!este tratamento pode ser repetido por tres dias no maximo senao pode causar diarreia ou dores abdominais. este sumo pode ser comprado em lojas naturistas. e é mesmo sumo e nao a polpa nem o gel...

Paul disse...

oi tudo bem
talvez a auto hemoterapia possa te ajudar
favor pesquisar assunto comunidades
orkut hemoterapia espero ter ajudado
abraço

Gigi_RJ disse...

Olá, meninas! To sumida há um tempo! A última do meu gincologista foi suspeita de herpes. Fikei apavorada e pesquisei td sobre a doença. Até q por fim ele solicitou uma captura híbrida e o exame deu negativo! É o raio da cândida mesmo e só! Fikei de 31 de dezembro até 18 de fevereiro sem nenhum vestígio da infeliz: graças aos chás, dieta alimentar moderada e pomadas! A última q estou usanto é a de nitrato de isoconazol! Me ajudou bastante, mas agora sinto q o efeito está diminuindo! Tb relaxei um pouco na alimentação e na disciplina! Vejo e já confirmei isso com outros médicos, q o período pré e menstrual agrava nosso situação. O ph vaginal é alterado o q ajuda a proliferação do fungo maldito! Desde minha última mesntruação n voltei ao normal. É indicado tomar itracozanol no dia q a menstruação vem e 7 dias depois, mas por conta da minha crise, tomei 7 dias antes da menstruação, no dia e 7 dias depois tb para ver se ajuda! Sinto q as dores n estão mais tão intensas, mas msm assim ainda incomoda! Nunca descarto À homeopatia, pois foi o q me aliviou por muito tempo! Agora vou apostar no tomilho, q inclusive foi me recomendado pela blimunda! Outra opção é o iogurte (rico em lactobacilos), pois ele alimenta as bactérias benignas do nosso organismo e ainda lubrifica a região vaginal. To tomando todos os dias! É nos intestinos que a cândida se aloja, por isso os lactobacilos são importantes para combatê-la! Vi um site que recomendava aplicar iorgurte na vagina! Meninas, até isso tentei! Passei uma única vez, deixei por 30 min e lavei. Depois apliquei uma camada de pomada! nesse dia consegui dormir. No outro dia senti q uma das leveduras deapareceu por um dia. Em outro site vi que até os lactobacilos que vendem em saquinho podem ser aplicados diretamente na área genital, mas ainda n tentei.

Ah tb achei esse site interessante: chanasaude.no.sapo.pt

Beijos, meninas,

Vamos à luta!

Mariana disse...

Olá a todas!

Não podia encontrar post com que me identificasse mais... Há cerca de 4 anos que sofro desta tortura! Com infecções urinárias à mistura, muitos exames, muitos medicamentos... e sessões de psicólogo - sim porque só podia ser problema psicológico...

Depois de ter parado de tomar a pílula, passei cerca de 3 meses de descanso... mas a Cândida voltou a atacar! Agora estou grávida de 15 semanas e há 13 com uma uma cândida que a minha médica diz me irá acompanhar até ao final... :( Comichão noite e dia, noites mal dormidas... Sexo é uma tortura... Sinto-me mesmo mal...
Como é que vocês lidam com o sexo? O meu marido é super paciente mas há vezes em que também ele desespera... e a relação é que sofre... Como têm lidado com isto?

Obrigada por este post...

Anónimo disse...

Oi...
Achei ótimo encontrar esse blog, com várias informações. Não fazia idéia de q tantas sofriam desse problema super chato, q eu estou há um ano e meio.
Fico lendo sobre o assunto na net. E achei isso:"Devido a sua ação a sua ação antifúngica. proveniente do carbono oito, o ácido caprílico tem ação comprovada contra a Candida albicans, que é um fungo que causa muitas infecções na pele e intestino. O mecanismo exato da ação fúngica não é totalmente conhecido; no entanto, verificou-se que o ácido caprílico dissolve a membrana da célula do fungo, causando mudanças nos fluidos e na permeabilidade, o que gera uma desagregação. Em testes em vitro, verificou-se que o ácido caprílico acaba em apenas 60 minutos com 100% das células de Candida albicans. É encontrado no leite em concentração de 1 a 4% e no ácido graxo de coco e de palma aparece na concentração de 6 a 8%."
Será q é verdade? Imagina só, em apenas 1 hora ficar livre desse tormento?
Bjos, melhoras a todas!

Rita disse...

Mariana, sei muito bem o que estás a sentir e como eu te compreendo! Não resisti em deixar o meu comentário porque acho mesmo que poderei ajudar-te com minha experiência. Passei pelo mesmo e o meu médico recomendou-me Geliofil, é um gel que vem em pequenas canulas individuais e dá um excelente alivio dos sintomas alem de ser igualmente muito eficaz no tratamento (pelo menos comigo foi). Este gel é indicado para gravidez... Estou a fazer geliofil hà 3 meses (depois do 1º tratamento, aplica-se apenas durante uns dias em cada mês) e sinceramente é muito bom. Por mim e depois de me recomendarem tanta coisa, ovulos, cremes, hidratantes, gino-canesten etc etc nada se compara. Fala c/ teu médico(a) porque obviamente poderás fazer o mesmo tratamento e não tens de passar por isto... bjs

blimunda sete luas disse...

Ácido caprílico é uma das coisas que ando a engolir, receita do homeopata. Geliofil é uma coisa óptima, coloquem sem receios. E experimentei agora outra coisa também muito boa, para aplicar diariamente: Alkagin. Há em gel (aplicação vulvar) e solução para lavagem. Ajuda muito! Beijos a todas e a todos.

claudia disse...

Conheço de perto o problema.Sou médica, moro no Rio de Janeiro, isto é, em uma fornalha, algo que faz com que as minhas recorrências sejam frequentes.Passei todo este verão com candida.Vinha há um mes utilizando overdose de cetoconazol oral: 800 mg/dia.Porém, surgiu outro sintoma: amenorréia.Simplesmente parei de menstruar.Excluída a gravidez, fiz meu check-up hormonal.SURPRESA!!! HIPOTIREOIDISMO!!!Comecei a repor levotiroxina há 10 dias e o que ocorreu: A CANDIDA SUMIU!!!! Não perca tempo.vá ver sua funçaõ tireoidiana.Um abraço....fique com Jesus!!

claudia disse...

Qualquer contato : ctoendo@oi.com.br

Gigi_RJ disse...

Fikei mui interessada neo geliofil,mas pelo jeito, acho q infelizmente n é comercializado no Brasil.

k. disse...

menina, encontrei o teu blog por acaso, fazendo pesquisa de thuya porque estou há anos com um problema que vai e volta, não tão grave quanto o seu, mas que segundo o médico não é candida. O pior é que moro em Montreal e o sistema medical aqui é horrível. Não posso ir ver um gineco, tenho que passar antes por um medico geral e eles não gostam de mandar fazer exames porque aqui é o governo que paga. É um tormento. Não sei + o que fazer e acho que vou me automedicar por simples desespero.
Ouvi falar na thuya, no creme, mas aqui não tem. estou procurando uma forma de comprar pelos correios.
Desejem-me boa sorte porque estou realmente desesperada.

k. disse...

Gostaria tbém de dizer que em 2003, o médico me pediu examens e minha tiroid estava altíssima 29 quando o normal é 5!). Hipotiroidismo, mas como suiu rápido pode ter sido simplesmente uma tiroidite. O negócio é que eu estava tão desesperada por TER QUE TOMAR REMÉDIO O REsto da vida, que fiz muitas pesquisas e encontrei o seguinte:
----em ingles, tinha um site que 'desapareceu" e que dava muitas dicas p/ viver sem os medicamentos. Eu fiz uma copia da maioria dos dados e acho que ainda tenho no computador. Tenho que procurar. uma coisa interessante é o uso do óleo de c6oco na alimentação.
------outra cois é que no momento do desespero, fiz um jejum de 5 dias depois de ler um artigo do d. Tom ...(esqueci o nome, mas vai no meu blog e procure por Weston P.Fondation). depois do jejum eu melhorei de tudo e fiquei cheia de energia,inclusive me liberei de dores que tenho no corpo todo.

Anónimo disse...

Bem, todas vocês já estão acostumadas e cansadas de histórias tristes.
Sou homem e compartilho da tristeza de vocês.
Eu e minha noiva sofremos do mesmo mal que todas vocês sofrem; sei que não é muito comum casos de C. Albicans em homens - 20% dos casos de acordo com os médicos - mas meu caso é tão grave quanto os de todas as mulheres que relataram aqui. Sofro exatamente os mesmos sintomas...
Já fiz tratamentos com Fluconazol até acabar os comprimidos da farmácia, usei também as pomadas CANDICORT e TROK (Betametasona). Consultei com 4 urologistas e até um terapeuta naturalista e não obtive nem 1% de melhora. Minha irmã também sofre desse mal e faremos desse blog nosso farol para trocarmos experiências e, se possível, resultados.
Me sinto triste pelos traumas que esse problema causa psicologicamente, eu já tive outras mulheres, mas fui o único homem de minha noiva; vamos nos casar em dois meses e já começaremos nossa vida a dois com esse problemão para lidar. Nosso relacionamento é baseado no Amor e não somente no sexo, senão já era.
Ela já fez vários exames, mas os resultados vocês já conhecem bem, muuuito bem... não podemos confiar nos nossos médicos (alguns até têm boa vontade), mas não podemos nos esquecer de confiar em Deus, o médico dos médicos; se até cegueira e surdez ele é capaz de curar, o que não faria com um maldito fungo?!
Meu médico aconselhou-me a “Postectomia”, que, para os que nunca ouviram falar, é parecida com a “Circuncisão” praticada pelos judeus desde os primórdios da humanidade (mais uma prova da sabedoria de Deus). Eu estava meio receoso principalmente por causa da estética... (ai ai, homens), mas o médico disse que em se tratando de saúde a estética deve ser esquecida e já conversamos (eu e minha noiva) sobre o assunto e ela é bem a favor.
Bem, fica aqui meus respeitos às senhoras que sofrem desse mal. Tenho certeza que juntos, homens, mulheres e médicos, conseguiremos achar o melhor caminho para a solução do problema.

blimunda sete luas disse...

Caro anónimo,

Se o seu problema é a estética, fique sabendo que muitas mulheres consideram que um sexo circuncisado é bem mais bonito que outro! O meu parceiro foi circuncisado e eu... não tenho nada contra! ;-)

De facto, a ausência do prepúcio ajuda a evitar certas infecções, e os fungos então, do que mais gostam é de lugares pouco arejados e húmidos para se instalarem.

Boa sorte e as melhoras. Sendo já um homem adulto, a coisa não deverá ser muito fácil, mesmo fisicamente, prepare-se para um pós-operatório talvez um pouco doloroso. Mas tudo em nome de uma vida sexual e afectiva mais completa!

Gigi_RJ disse...

Meninas depois de um tempo (1 mês e meio sem Cândida), parece q a infeliz voltou mais forte! Comprei hj por conta própria o creme Flagyl (metronidazol) + Nistatina e vou tomar o itraconazol de novo! Esses dias tomei o metronidazol, dose única 2g, nossa q horror! Fikei super enjoada e com enxaqueca para no fim n dar em nada! Agora vou testar a pomada! Gostaria de saber se alguém já tomou Gino Canestein! As associações parecem boas! Esse medicamento consiste em um comprimido que é aplicado pela mulher o mais profundo q conseguir introduzir na vagina! Vcs podem cosnultar no bulário da ANVISA (http://bulario.bvs.br/index.php?action=search.2004032620092502685377000157&PHPSESSID=d15317e0bc3ce9b9fc2ecf45b7023a42&search=flagyl#inicio). Fui ao ginecologista e ele pediu para tentar alcalinizar o meio vaginal com bicarbonato de sódio! É de rir né? Vou em busca agora do meu/minha décimo(a) gineco. Outra coisa interessante q vi na net esses dias é o uso de anticoncepcional! Muitos sites dizem q aumenta a proliferação d fungo, mas vi em outro q somente pílulas com alta concentração de hormônio provocam este mal, ou seja, pílulas com menos efeitos colaterais e menos hormônios (geralmente mais caros, como o yasmin) não encadeiaria o aparecimento de candidíase! Pelo contrário, o nível hormonal no corpo da mulher estaria alto, com a lubrificação q obtemos durante o período de ovulação. Pretendo tentar isso no próximo mês! N sei com vcs, mas comigo no período de ovulação, em q o corrimento vaginal torna-se abundante, n tenho tais sintomas. A intenção é tornar isso contínuo, já q na época pré-menstrual é praticamente inevitável n sofrer com cândida!

Gigi_RJ disse...

Candíase Vulvo Vaginal Recorrente (CVVR)

Candíase Vulvo Vaginal Recorrente (CVVR)

Dr. Cristiana Fonseca Beaumord

Conceito: Quatro ou mais recorrências por ano de vulvo vaginite por cândida

Fatores de risco para recorrência:

1 – Diabetes mellitus: pacientes com diabetes mal controlado , principalmente aquelas com nível de glicose entre 200 – 400 mg/dl , têm uma maior incidência de candidíase muco cutânea , mas poucas têm CVVR e entre as diagnosticadas como portadoras de CVVR , poucas são diabéticas .

2 – Imunodeficiência: pacientes HIV + têm maior predisposição à candidíase oral e esofageana , mas não têm uma frequência aumentada de candidíase vulvo vaginal sintomática , apesar de serem mais colonizadas .

3 – Fatores hormonais: os episódios de candidíase sintomática são mais frequentes em mulheres em idade reprodutiva , e a maior parte das recorrências ocorre em período pré menstrual ; a gravidez predispõe à candidíase sintomática ; o aumento de episódios de vaginite por cândida em usuárias de anticoncepcional hormonal está limitado àqueles de dose alta .

Gigi_RJ disse...

Quanto ao nosso amigo do time masculino, bem uma vez fui ao urologista - muitas pessoas pensam q esta esepcialidade é restrita ao homens, mas n é! Ele disse q é mui comun acontecer com homens sim! Ele me contou o exemplod eum policial q foi procurá-lo! O mal dele era a farda! Ele passava o dia inteiro com a região afetada sem qq tipo de ventilação. O médico sugeriu, além de medicação,para q ele comunicasse a chefia um pedido de troca de posto e/ou de vestimenta, e se fosse nega, recorrer a justiça do trabalho para conseguir a mudança de trajes!

Melhoras a todos nós!

Anónimo disse...

Olá a todas!
Eu tenho este problema há um ano e meio, estou cançada de tomar medicamentos e de ir a médicos.
E sem resultados, não estou curada.
Vou tentar o ultimo esta semana, depois vou para os produtos naturais. Se conseguir a cura, PROMETO que a escrevo aqui para todas.
Estou em desespero.
Obrigada pelos vossos depoimentos.

Gigi_RJ disse...

Galera, vi um programa aki no Brasil que acho q vai nos ajudar. Enviei um depoimento mas acho bacana enviarem tb, para q nosso problema seja tema do programa de tv!

www.saudesexualidade.com.br

bjs

Anónimo disse...

Ola!

Relativamente à questão de tomar a pilula, posso dizer que no meu caso, piorou a situação. Tomo Yasmin há cerca de 1 ano e meio e desde então nunca fiquei "curada". Neste momento estou com uma crise, se calhar culpa dos doces da pascoa :-) Como só tenho consulta na ginecologista na próxima semana vou tentar a não aconselhada auto-medicação. Relativamente ao Geliofil, costuma haver em qualquer farmacia?

Anónimo disse...

não sei se posso ajuda-la tenho casos de reicidencia de candida tb mas estou conseguindo controlar, mas acredito que vc esteja com candida associada a alergia a alguns medicamentos. Descobri que não posso usar nitrato de miconazol e o melhor para mim é a pomada de tioconazol + tinidazol e o comprimido de fluconazol depois é usar o sabonete intimo que mantem o ph acido e protege a vulva alem disso existe a capsula de lactobacillus acidofilo encontra em farmacia de manipulação que vc pode dissolver em agua limpa e fervida porem quando estiver em temperatura ambiente e passar na vulva. e se alimentar de frutas ricas em vitamina C (goiaba, laranja,etc...) para fortalecer o sistema imune procurar um alergista, ah é indicado tomar o fliconazo de 15 em 15 dias. Ah se não fez é bom fazer o exame de HIV se tiver vida sexual ativa pois tb é um fator para tantos agravamentos principalmente se tiver cadida sistemica. Espero que melhore.

Anónimo disse...

corrigindo o comentario anterior é fluconazol a cada 15 dias, nunca usi mas tem tb o oleo de alho que é excelente antifungico porem esses dois não sao indicados para gravida.

Anónimo disse...

Ha meninas sei que ja sabem disso mas é primordial que so usem calcinhas para sair e de algodão e evite as calças use saias pq toda vez que coloca uma calça ou uso calcinha que não seja de algodão tenho outra crise

Anónimo disse...

corrigindo novamente o comentario anterior é fluconazol a cada 15 dias, eu nunca usei mas dizem que é bom o oleo de alhoe é um excelente antifungico porem esses dois não sao indicados para gravida.

Anónimo disse...

Cuidado com a Alkagin. Bom pelo que li sobre a candidiase e o ph da vagina para que não tenhamos candida ele deve estar ligeiramente acido como faz o Geliofil e o Prevegyne porem o Alkagin deixa ela alcalina favorecendo a candidiase para quem ja tem predisposição.

blimunda sete luas disse...

Alguns esclarecimentos: O Geliofil encontra-se em qualquer farmácia. Poderá ser necessário pedir que mandem vir, porque é muito recente e ainda pouco conhecido.

Quanto ao Alkagin, o facto de ser ligeiramente alcalino é positivo. A Candida Albicans, ao contrário do que refere o comentário anterior, vive bem em meio ácido. Inclusivamente, um dos cuidados a ter com a alimentação é evitar os alimentos muito ácidos, tais como as laranjas. Portanto, alimentos alcalinos, produtos que tornem o ph vaginal um pouco mais alcalino favorecem o enfraquecimento da candida.

O problema deste equilíbrio instável é que o ph naturalmente ácido da vagina serve para eliminar bactérias nocivas, que essas sim, vivem bem em ambiente alcalino, para além dos bacilos doderlein, que também dependem desse ambiente um pouco ácido. Portanto, cuidado com as loucuras! Mas pessoalmente, só tenho a dizer maravilhas do Alkagin. Desde que o comecei a usar, assim como ao Geliofil, tenho-me sentido outra! Quase igual ao que era, e isso eu não dizia há mais de um ano!...

Anónimo disse...

1) consulte um infectologista; 2) faça um exame de glicemia; 3) procure um dermatologista; 4) relate a cada um deles o que está acontecendo. Sou homem. Esse problema também me incomoda. Fui a um infectologista e ele me receitou o mais simples possível: hidrocortisona PURA. Você deve ter desenvolvido uma alergia a todos os medicamentos que combatem o fungo. No meu caso eu estava tanto tempo sem uma relação que coloquei xilocaína e fui para a farra. Poucas horas depois, nem conseguia andar. O que me adiantou foi a hidrocortisona pura (uso tópico). Depois de uma semana, fez milagres. Mas não curou. Daí começaram as coceiras novamente. Voltei a usar o antifungico masculino (cetobeta) que tem antibiótico junto. Por fim, a minha recuperação é cada dia melhor e assim que possível, farei a postectomia. Infelizmente não sei se isso vai te ajudar, mas quem me ajudou foi um dermatologista, um infectologista e exames para saber se eu estou com glicemia alta. Peça algum medicamento para aumentar a tua imunidade e, como teu caso parece ser muito grave, peça para alguém te receitar algum anti-depressivo. Eu sei que é difícil, mas manter hábitos saudáveis ajuda E AJUDA MUITO MESMO. Você não encontrará algo milagroso num potinho. Tente utilizar uma série de medidas que dará certo. Lavar MUITO BEM A REGIÃO COM ÁGUA E SABONETE NEUTRO ajuda bastante. Além disso cuidado com os medicamentos via oral, pois eles me deram uma alergia de tanto que tomei. CUIDA PORQUE O QUE VOCÊ DEVE TER É UMA ALERGIA A ALGUM MEDICAMENTO DE TANTO QUE O USOU. Agora, a sua prioridade é curar a "carne viva", pois com a pele bem "sarada" a candidíase cura muito melhor. Converse com sua ginecologista para ver se consegues tomar aquele anticoncepcional que evita a menstruação. Quanto menos menstruação você tiver, melhor para se curar. E, o mais importante: SIGA AS RECOMENDAÇÕES MÉDICAS. Eu sei que é difícil acreditar nesses médicos incompetentes que existem por aí, mas eu não sou médico e só estou te passando o que aconteceu comigo. Hoje eu ainda tenho candidíase, mas está sob controle. Acontece que, tirando a minha transa há duas semanas, eu estava há quase 2 meses sem ter uma ereção. Reza, porque rezar não atrapalha. E tenha fé. Que Deus te abençoe e que eu tenha podido te ajudar de alguma maneira. Fica bem, tenha paciência e não desista. NÃO TE ENTREGA PORQUE SENÃO É PIOR. Um grande abraço. Amanhã vou consultar o site e ver se você leu esse comentário.

Anónimo disse...

Oi Meu nome é João e moro no Rio de Janeiro. Estou com este problema desde janeiro e estou procurando uma solução. Confesso que fiquei meio desanimado depois de ler tantos casos de insucesso aqui no blog. Já fui a dois dermatologistas e encarei alguns tratamentos: lamisil, onceral, fluconazol, baycuten... agora estou no Trok (comecei ontem) O ruim disto tudo é que está atrapalhando minha vida sexual. Minha esposa teve em janeiro mas uma aplicação de um creme resolveu o problema. Será que surgiu um novo fungo na praça, ou o fungo da candida adquiriu resistência aos medicamentos? Eu, de minha parte só tinha tido isso em 2000. Mas curou rápido. Depois nunca mais tive. Até janeiro. Bom, espero encontrar a solução ou então que isto suma como surgiu. Me solidarizo com vocês.

Lisi disse...

olá!!! eu tb estou com o mesmo problema.. a mes tive uma crise feia.. chegou ferir.. tomei fluconazol e apliquei pomada antifungia(Vulvonagem) alivou os sintomas e o corrimento desapareceu... os exames confirmaram infecção p candida.. só q hj o corrimento reapareceu.. fiz um banho e ducha com bicarbonato de sódia e vou esperar os resultados.. e se voltarem vou novamente ao ginecologista...

Gigi_RJ disse...

Galera, q médicos são esses!? Fui em mais uma gineco e estou mui confiante! Ela me passou medicamentos de manipulação a base de lactobacilos (creme e comprimidos), ácido fólico e cetoconazol (comprimidos). Vou começar o tratamento hj, para descansar o organismo após usar flagyl + nistatina. Estou bem por conta do período de ovulação, em que a lubrificaçãoa aumenta assim como a resistÊncia e imunologia vaginal! Por conta de problemas com micropolicistos, fiz tratamento hormonal por um tempo. Pedi inúmeras vezes para realizar uma ultrassonografia, mas os 10 médicos aos quais recorri, negavam o exame, declarando n houver necessidade! Relatei dores abaixo do umbigo, q apareceram ao msm tempo da cândia! Graças a minha nova médica, descobri q estou com um cisto no ovário esquerdo. N sei se o problema agrava o meu quadro fúngico! MAs acho um absurdo, estar desde agosto com essas dores, achando ser intestinal, pq os médicos n gostam de passar exames, como se eles bancassem nosso plano de saúde! Vlw pelo desabafo! Ah, outra coisa, ela pediu novamente todos os exames como hemograma e vários outros ligados ao sistema hormonal. Além disso, disse q vai me encaminhar para um PROFISSIONAL EM ANÁLISE VULVAR! O nome do exame é tão grande q eu esqueci, mas fikei feliz só de saber q existe um exame específico para isso!!! De acordo com a necessidade, o especialista pode pedir uma biópsia da vulva! Pergunto aos meninos, se eles já realizaram peniscopia! Abração.

Stephanie disse...

Olá.
Talvez esse comentário esteja atrasado demais, já que você escreveu o ano passado, mas eu tive infecções semelhantes.
Um dia me deparei com o Ureaplasma urealyticum, e tomei a Vibramicina. Com este antibiótico, o corpo fica mais vulnerável a pegar outras infecções, e daí tive candidíase. Usei creme e tomei remédio mas o corrimento continuava. Uma semana, comprei o remédio anti fungos e tomei sem prescrição, mas não parou.
Cheguei a fazer 3 exames laboratoriais e com nenhum resultado positivo. Ligava pelo menos uma vez por semana para minha médica.
O segredo está aqui: a cada remédio que se toma, o corpo fica mais frágil, porque ele mata organismos ruins (que causaram a doença) e bons também, que ajudam para a proteção.
Minha ginecologista preferiu não me receitar nada na minha última consulta e pediu para que eu esperasse 4 meses. Em 1 só, eu não tive mais corrimento. No meu caso foi apenas um período de reestabelecimento da flora.
Pegar candidíase pode ser recorrente, então há tratamentos específicos para isso, mas depois de um deste, o ideal é deixar o corpo respirando.
Seria bom também ver se o seu namorado tem alguma infecção que ele fique passando para você de modo que você nunca se cure. Ele pode ter contraído candidíase, e daí você não conseguiu se curar ainda.
Mas querida, tente se preocupar menos, e tente dar um tempo para a sua flora. Creio que com o tempo os Bacilos de Doderlein poderão fazer seu trabalho, e que no momento é só um período de fraqueza que faz com que haja secreção.
Te desejo muito boa sorte.

Anónimo disse...

Oi! Meu nome eh Sandra e por sorte encontrei seu blog... sofro há quase um ano do mesmo problema, meus exames sempre apresentam resultados negativos mas os sintomas persistem, gastei muito dinheiro em remédios que não me adiantaram de nada, mas fiz umas combinações que me ajudaram (entrei ateh em depressão por causa disso... ) Tomei azitromicinina (axo q eh assim q se escreve) e doses únicas de Facyl 500 - q eh mais eficiente q metronidazol, além de usar pomadas de nistatina...
Bjaum e melhoras pra vc!

HannyAb disse...

Vc imaginou que haveria tamanha solidariedade? Pois é, sou mais uma. Já tive problema parecido e o que melhorou foi lavar somente com sabonete líquido da marca Johnson ou Dove e usar calcinha só de algodão e quando em casa, ficar mais à vontade. Espero que com tantas dicas já esteja 100%.

Anónimo disse...

Descobri um site muito bom de um trabalho de uma alergista que relaciona a candidíase recorrente com rinite alérgica e recomenda o tratamento com alergista. Ao que parece 67% das mulheres com candida recidiva tem essa rinite. Aí vai o site: http://www.candidiasealergica.com.br/index.php?option=com_content&task=blogcategory&id=25&Itemid=47

maria jose disse...

moças e moços, sou mais uma vitima dessa candida infernal. Pois então, há um mes li um artigo (o mesmo que uma leitura enviou para esse site ) em que se fala de que a candidiase pode ser controlada com mudança na alimentação (suprimir, por um tempo, farinaceos, acucares e lacteos) e homeopatia. É com imensa alegria que afirmo que depois de duas semanas com esse regime minha eterna candida se retraiu sem remedio. é isso, espero que isso estimule as leitoras a tentar esse tratamento e sobretudo a entender que nao adianta se entupir de alopatia, pois se trata de um desequilibrio do organismo que o remedio nao cura. esses remedios curam os sintomas desses problema, que no entanto, voltam e voltam e voltam. em muitos caso, os antibioticos tendem a piorar a candida ja que baixam o sistema imunológico.
abraços, maria jose

Anónimo disse...

Olá...Gostaria de passar a você e a todas as pessoas que se interessarem uma dica que considero importante. Espero que possa ajudá-los desta forma. Lembrando...é apenas uma dica.
Entre no www.youtube.com...digitar no espaço em branco à direita "Auto-hemoterapia"
Há vários quadros sobre o assunto...É conveniente, a quem se interessar, entrar no site várias vezes e carregar vários quadros. Assim, considero ser prático,além de não quebrar a sequência.
Espero ter contribuído de alguma forma.
Abraços
Melhoras a todos

july jane disse...

Olá mninas, assim como muitas de vcs eu sofro de candidiase de repetição ha 7 anos!!!! tambem sou uma desesperada, tambem ja usei todos os remedios... ja fiz de tudo! li aqui os depoismentos de vcs e me encontrei em quase ttodos!


so quero dizer que tem uma comunidade no ORKUT www.orkut.com que ésobre candidiase!! Tem varios topicos la de mulheres que sofrem esse mesmo problema! nao deixem de visitar! Tem varias dicas e relatos de varias mulheres!!

O nome da comunidade e Candidiase!

Entrem lá e postem, dividam as experiencias com outras mulheres que assim como eu tambem sofrem desse mal!!!

nao esqueçam... ORKUT.... COMUNIDADE: CANDIDIASE!!!

deem uma olhada nos topicos! ha muita informação la!

july jane disse...

Aliás, espero que noa se importe, eu acabei de colar o link do seu blog em um topico da comunidade! Dei o endereço pra que as garotas que participam da comunidade visitem o seu site, falei que tem muita informação bacana e muitos relatos! espero que nao se importe! Precisamos ajudar umas as outras nessa luta! e qualquer informação e importante!!

o nome do topico em que colei o link do seu blog é: "blog de mulheres com candidiase"

o link é esse: http://www.orkut.com/CommMsgs.aspx?cmm=27462241&tid=2530652646357998485&start=1

vc pode fazer um prfile, vistar e postar lá tambem! www.orkut.com

Acho que vc tem muita experiencia pra trocar com a gente eseria muito util, visto que vc e de outro pais (nos somos do Brasil) e poderia trocar informações a respeito de como e feito o tratamento ai, medicamentos, etc..

blimunda sete luas disse...

Cara July Jane, não me importo nada, fizeste muito bem! Vou consultar este site que aqui indicaste. Beijos.

Cristina disse...

Olá,

Eu sou mais uma que vos compreende tão bem: faço candidiases repetidas há anos, quando comecei a minha médica ginecologista ao fim da enézima vez de eu me queixar e me dizer q eu não tinha nada tb passou a olhar para mim de lado. Eu continuo a ir à mesma médica, primeiro porque não gosto de mudar, não tenho mais paciência nem memória para contar tudo de novo, e depois porque ela própria já me tem dito que ao longo destes anos já se lembrou muitas vezes de mim, já lhe apareceu muito mais gente a queixar-se como eu, e eu percebo que ela tem tentado actualizar-se e compreender e respeitar mais este nosso martírio.
A minha história já é muito comprida, tive fases criticas tão longas que nem quero pensar, mas depois disso também já tive largos períodos muito bons em que quase dava para esquecer que não sou como outras pessoas sem preocupações e medos. Enfim, a vida é uma roda, nunca fica nem em cima nem em baixo, isso é uma certeza que nos pode dar algum alento.

Fiz questão de ler todos os comentários desde o princípio (ufa :) ) e reconheço-me em todos, sobretudo no desespero na angústia e na impotência de já não aguentar mais a dor e não conseguir sequer a esperança de um alívio, por que todas já passámos. É bom ao menos podermos saber que não somos únicas, naõ que nos console o mal dos outros mas porque nos faz menos mal saber que não somos piores do que tanta gente. Reunirmo-nos assim, pode ajudar-nos a repartir informação e animar-nos um pouco.

Não tenho nada de novo para vos dizer (ou secalhar até tenho, mas ainda aguardo e espero por verdadeiras provas ;D ), mas tenho algumas certezas (poucas) que fui adquirindo e muuuitas dúvidas ainda para colocar.

Estas são algumas certezas:
Sinceramente, recuso-me a usar mezinhas não comprovadas, por maior que seja o desespero. Kilos de iogurte sim, mas pela boca – menos ainda usar um tampão para o segurar lá dentro ou para o que for.
Uma coisa é certa, quanto mais coisas aplicamos ao mesmo tempo mais falseamos a nossa flora, mais a destruímos, mais curto se torna o alívio, mais longa a recuperação. Dêem alguma hipótese de reagir ao nosso corpo, ajudem-no mas deixem-no recuperar para se defender.
Vitamina C, B12, E, Equinacea, zinco – ajudam-nos. Mas uma dieta equilibrada também. Eu também passei pela “correcotia” e fiz aquela dieta maluca… e por 2 ou 3 dias (se calhar porque nos deu esperança e animo também) as coisas melhoraram um pouquinho mas… não é possível viver assim. E depois, acredito que precisamos de nos expormos um pouco para nos tornarmos mais resistentes e ESSA é que deve ser a nossa meta.
Vejam e confirmem a vossa TSH porque o hipotiroidismo está de facto interligado, eu já descobri que tenho e estou a medicamentar-me desde Janeiro.
Evitem doces mas não se privem absolutamente de tudo, a hipoglicémia tb costuma andar-nos associada e ao hipotiroidismo.
Para me lavar uso o D’Aveia Ginecológico, é muito macio e confortável, adoro – experimentem que vale a pena.
Atenção aos produtos de ph ácidos – os fungos adoram isso ao contrário do que muita gente pensa, então precisamos é de usar o contrário, ph alcalino. As bactérias sim, não se dão bem em meios ácidos e – dêem graças a Deus, essas não se metem connosco. Por isso o Vinagre para lavagens para nós é errado (assim como o Lactacyl, etc) – o indicado é o bicarbonato de soda (2 colheres em 2 litros de água dá algum alívio)
Ah e outra coisa: atenção porque os anti-depressivos vão-nos provocando secura e isso é demasiado perigoso para nós.
Stress é-nos absolutamente proibido.


Também já aprendi aqui coisas e outras vou averiguar:
- tenho experimentado vários geles hidratantes e lubrificantes e de poucos tenho gostado: uso para ter relações o K- Y da Johnson (gosto muito é mto inócuo e quase q só água) e o Multigyn Gel para alívio de início de ardor ou prurido ou depois de suar quando fazia algum exercício, mas este nem sempre me agradava, sobretudo porque quer ser tão fresco que às tantas parece que estamos a pôr vick e mentol na pobre coitada. Então, comprei ontem o Alkagin Gel que conheci aqui e gostei bastante.
- no dia 21 tenho consulta na Ginec. e vou falar-lhe no tal Geliofil que não conhecia e parece estar a fazer maravilhas por aqui (oxalá)

Algumas das muitas dúvidas:
Este último ano (Inverno) fez-me sofrer de mais alergias e dermatites que o costume. Fui até obrigada a ir ao Dermatologista por causa do que vim a perceber que era uma Dermatite Seborreica que ainda ando a tratar com tanto cuidado e dedicação quanto as fragilidades a que estou acostumada a reconhecer me obrigam. Pergunto, vocês também sofrem de mais alergias e reacções da pele em outras zonas do corpo?

Bom, guardei para o fim então a parte que eu desejo que se confirme como muito boa:
Da última vez a médica indicou-me uns óvulos de Estrogénio COLPOTROPHINE, para introduzir 1 duas vezes por semana. Isto porque há cerca de ano e meio estive 1 ano a antidepressivos (morte da minha mãe, deixei de fumar…), a minha flora ressentiu-se muito, a secura está terrível e a pele começa a mostrar alguma atrofia – será que a menopausa já não anda muito longe? Só posso dizer que me parecem muito bons os óvulos, primeiro porque dão alguma oleosidade agradável e lubrificante e segundo mas MUITO IMPORTANTE  acho que estão a dar uma nova vida à minha pobre libido como há muito não acontecia. Agora o meu problema é:
1- comecei a tomar há cerca de 2 meses, estava a chegar ao céu, mas há 2 semanas atrás tive de parar pois tive 1 semana de perdas estranha (história mto comprida) e depois fiquei + 1 semana menstruada, e agora a secura voltou de novo. Já recomecei c/ 1 óvulo e vou aguardar e esperar q ela consiga recompor-se de novo.
2- Fiquei sem perceber por quanto tempo é suposto eu aplicar os óvulos – é que ainda por cima na bula diz que o normal é aplicar-se 1 por dia durante 20 dias seguidos e depois parar e o que eu percebi é que os 2 por semana q me receitaram eram para continuar – alguém aqui conhece o Colpotrophine e sabe mais sobre ele? Como vos indicaram para tomar?
Também já percebi que o Estrogénio é um pau de 2 gumes cheio de advertências e contra indicações, mas o alívio e a qualidade de vida q penso que foi ele que já me proporcionou (tb tive a tomar o Baciginal ao mesmo tempo e tb era novo para mim) fazem-me desejar tanto poder continuar.

Bem, por agora chega que já vai longo.

Obrigada pela ajuda e conforto que já aqui encontrei, voltarei de novo com certeza, as melhoras para todos.

Beijinhos
Cristina

paula disse...

ola cristina.eu tb ja deixei aqui o meu testemunho antes e tu foste a unica q tocou num ponto q nunca ninguem tinha citado e com o qual eu me identifico...eu desde q comecei a sofrer de candidase (3anos) comecei a ficar com muita acne, será q está relacionado?
tb como tu sofro muito de secura vaginal, principalmente de manha qd acordo. ja utilizei o alkagin q realmente é mt bom mas não resove o problema pois se não se utiliza volta-se a ficar seca...o meu medico recomendou-me lavar c o lactacid mas tb n me parece correcto pois eu calculo q ela seja mais acido q alcalino, no entanto tb ja usei mts outras macas q nada me resolveram...
agora o q tb me anda a preocupar muuito é q antes de ter uma infecção e até me vir o periodo fico a perder goticulas de sangue junto do corrimento e o meu médico diz q é da pilula mas de facto n me parece q seja disso pq ja tomo esta pilua a 6 meses e se n me causava este efeito no incio tb n seria suposto causar agora, n achas? tb ja n sei o q hei-de fazer c a minha libido, n tenho vontade e ando sempre a fujir como o diabo foge da cruz.brevemente irei pela primeira vez a uma consulta de psiquiatria e vamos lá a ver se a medica vai dar alguma importancia a mim e a minha frustação...queria tanto voltar a ser o q fui um dia...tenho saudades de mim...será q em algum dia isto vai terminar? eu era capaz de ir ao fim do mundo arranjar uma cura...
beijinhos
paula

«O mais antigo ‹Mais antiga   1 – 200 de 520   Mais recente› Mais recente»