quarta-feira, outubro 19, 2005

Beijos e orgasmos

Edvard Munch, nascido na Noruega em Dezembro de 1863. Gustav Klimt, nascido na Áustria em Julho de 1862. São os respectivos autores das obras que aparecem abaixo, sob o mesmo nome:

The Kiss, 1897 The Kiss, 1907-1908

É curioso, não é? Mas não é o único exemplo, que me leva a concluir que Klimt se inspirava bastante no Expressionismo de Munch:

Madonna, 1894-5 Danae, 1907-8

Segundo as descrições, ambos os artistas encontraram estas diferentes formas para expressar o orgasmo feminino.

Muito bom. Refiro-me ao trabalho de Munch e de Klimt, não ao orgasmo feminino, hein?... Para constatar o óbvio não é preciso vir para aqui postar...

6 comentários:

Joaquim Varela disse...

Gémeos separados à nascença?

blimunda sete luas disse...

Quem sabe, com 17 meses de diferença, mas enfim...

Agora, parece-me óbvio que o trabalho de um se inspira no outro. O que não tem nada de mal, porque o resultado é uma coisa totalmente inovadora, e muito inspirada!

Carla Marques disse...

A vida anda-nos a correr bem, hein? Que nunca nos falte vontade, nem motivos para falar deste tema (as semelhanças estéticas entre dois artistas, claro...).

blimunda sete luas disse...

Isto é mesmo assim, cara amiga, já o filósofo Sócrates, quando se caiu de amores por um jovem atleta que encontrou um dia, abalado pela forte atracção física que sentiu, deu-lhe para iniciar um diálogo filosófico sobre o que é o Belo.

Se calhar a mim está a dar-me para a análise pictórica, quem sabe...

Pois Claro sou EU disse...

Hum... Sócrates? Jovem Atleta? Maratona de Lisboa? Falar do que é belo?

Hum...

Muito estranho...

Depois é a crise... e é pá isto está mau... e o Governo... e as Presidenciais.
Por falar nisso...
Anda aí um atleta muito Alegre a estragar esta corrida toda... ou talvez não... quem sabe ... o outro já não corre nada ... tá velho como o caraças... e tal e coiso ...
Filosofias.

patologista disse...

Pois eu gosto muito dos três:
do Klimt, do Munch e dos orgasmos femininos. Tudo arte!