sexta-feira, outubro 07, 2005

BEMVINDO SR. PRESIDENTE

"Soubera eu que o senhor vinha
e com certeza não me tinha
apanhado na cozinha

ovos mexidos com salsichas
batata frita de pacote
e o que sobrou de um happy-meal
três embalagens de ketchup

Soubera eu que no rastreio
eu tinha sido o escolhido
um caso típico do meio

teria pedido ao serviço
que à parte de me ter dispensado
que atribuísse qualquer verba
p`ra eu tratar do convidado

Não é casa que se mostre
não é casa que se mostre
a um visitante tão ilustre

Mas
Benvindo Sr. Presidente
do Consenso Capicua
sente sente
Vá! Aqui no sofá
a casa é sua!
um café? Cerveja já não há
a casa é sua!
vou buscar a vassoura e a pá
a casa é sua!
e um banco corrido para estes senhores
Como é que se chamam?
Ah! Assessores…

Soubera eu do seu programa
e teria pelo menos
recolhido o sofá-cama

foi lá que ressonei pesado
sonhei vinganças de ex-marido
e nem senti que a mãe e o puto
p`la manhã tinham fugido

mas isso agora não interessa
mas isso agora não interessa
fotos, poses, peça, peça

Mas
Benvindo Sr. Presidente
do Consenso Capicua
sente sente

Vá! Aqui no sofá
a casa é sua!
um café? Cerveja já não há
a casa é sua!
vou buscar a vassoura e a pá
a casa é sua!
e um banco corrido para estes senhores
Como é que se chamam?

Ah! Assessores…

Soubera eu desta visita
e não me tinha agora aqui
a queixar-me da desdita
do futuro um parasita
eu que quis vida bonita

a sua agenda é apertada
e a sua vida correria
posso já ficar sózinho
ou quer ainda que sorria?

o certo é que o senhor merece
o certo é que o senhor merece
esquecer o que me acontece

Benvindo Sr. Presidente
do Consenso Capicua
sente sente
Vá! Aqui no sofá
a casa é sua!
um café? Cerveja já não há
a casa é sua!
vou buscar a vassoura e a pá
a casa é sua!
e um banco corrido para estes senhores
Como é que se chamam?
Ah! Assessores…
"

Sérgio Godinho, in "Lupa", 2000
Vamos lá então votar...

3 comentários:

Pois claro sou eu disse...

É realmente um poema bem ao estilo do Sérgio, mas, e também ao estilo do bom português.
E o bom português gosta mesmo é que alguém lá esteja a tomar as suas decisões, porque depois sentadito no sofá ele cá estará para dizer mal.
Os políticos são primeiro que tudo pessoas, e são pessoas que nasceram em Portugal, logo, com todas as virtudes e os defeitos da comunidade em geral.
O que é facto, é que alguém tem que tomar as decisões que se pretende sejam de todos, normalmente chama-se democracia representativa.
Aqui, Sérgio Godinho, também genial, considera este sistema o pior à excepção de todos os outros.
E assim as alternativas são:
- Aceitar as propostas escolhendo a que parece melhor.
- Ou levantar o rabo do sofá e ir fazer alguma coisa para mudar o estado das coisas (o que dá uma trabalheira desgraçada).

VAMOS VOTAR

e, devemos fazê-lo mais que não seja para que se honre a memória dos que sofreram, lutaram e morreram, para que hoje o gesto tão simples de colocar o papelito na ranhura, seja tão banalizado e perdido de importância.

Por mim, Votarei como sempre, depois de reunir comigo própria, e levanto-me do sofá as vezes que me for possível.
OBRIGADO

patologista disse...

O mal é que a maioria dos portugueses vai votar nos candidatos e respectivos assessores de quem o Sérgio fala.
Aqui na minha terra o Valentim teve maioria! Como é possivel?

Pois claro sou EU disse...

É possível porque o pessoal anda a votar contra-sistema.
Já Salazar dizia que os Partidos políticos não faziam falta nenhuma.
CUIDADO.
Esta fuga às organizações políticas, só favorece meia dúzia (mas com tendência a aumentar) de cromos que de inocentes não têm nada.
Se não tiverem disposição para integrar nenhuma força política, pelo menos façam algum esclarecimento junto dos que vos estão mais próximos.
Pode parecer estranho, mas o 25 de Abril ainda foi há muito pouco tempo, e o facismo ainda é a nossa herança cultural.