segunda-feira, novembro 28, 2005

Momento egoísta do dia

Fui a uma loja destas, e comprei-me o meu presente de Natal. Gastei um dinheirão. Não quero saber.

A mocinha da loja tratou-me super bem, à proporção do dinheirão que lá deixei. Deu-me um cabide. E uma capa impermeável para a roupa, porque está a chover, e o jeitão que aquilo me vai dar para arrumar coisas, depois.

Não interessa que eu ande desde o ano passado a ver se consigo ter dinheiro para isto. E que tenha que vigiar com muito cuidado as minhas despesas nos próximos tempos, e cortar-me a algumas coisas para compensar a despesa de hoje.

No fundo, no fundo, eu não passo de uma pelintra. Mas ao menos hoje, ao sair da loja de sacalhão na mão, sentia-me mesmo uma senhora!

3 comentários:

Pois Claro sou EU disse...

Se a menina da loja soubesse?.....

Joaquim Varela disse...

Sim, SENHORA! Finalmente! Não me doesse hoje os musculos dos dedos e diria mais qualquer coisa de interessante. Assim fico-me por este trocadilho parvo...

mamã Xana disse...

Estou com o Joaquim! Finalmente! Ao fim de muitas viagens a várias lojas da dita marca CONSEGUISTE!