domingo, outubro 07, 2007

Consideração metafísica inspirada pela mudança de casa #5

Estou por estes dias com a alegria e o entusiasmo próprios do concretizar de um projecto há muito desejado. Ainda assim, há uma voz irracional dentro de mim que persiste em perguntar-me que maluqueira é esta de estar a entregar a minha casa a um completo desconhecido, e a ir morar para outra casa que pertence por sua vez a outro completo desconhecido.

Se bem conheço esta parte de mim, vão passar-se meses até que a mudança seja aceite e incorporada como algo que faz sentido.

6 comentários:

redjanpais disse...

Bli: nada de feirar roupa nesses meses ! Senão quando o corpo se habituar ... já não há espaço de novo !!

Cati disse...

Mudar é sempre um processo interiormente complexo... Mas mudar é bom!!! BOA SORTE nessa nova fase da vida!

M&M disse...

mas, no final, vai correr tudo bem vais ver e uma casa nova é a modos que um recomeço e um recomeço vem cheio de oportunidades novas e...
vais adorar e isso é que interessa.

Pois Claro Sou EU disse...

E a cor da Tinta?
O drama, o horror, a tragédia....

Pois Claro Sou EU disse...

E a cor da Tinta?
O drama, o horror, a tragédia....

sobrinha disse...

AMARELOOOOOOOOO